Archive for março, 2010

Copa 2014: Morumbi vetado para abertura

O estádio do Morumbi não tem, atualmente, condições de receber a partida de abertura da Copa do Mundo de 2014, como queriam os governantes paulistas e os dirigentes do São Paulo, dono do estádio. Nesta quarta-feira, a CBF anunciou que o estádio foi novamente reprovado pela Fifa.
“Na conceituação, os estádios que vão fazer a abertura, e o estádio que vai fazer o fechamento são completamente diferentes. O nível de preocupação com esses dois estádios é diferente. O que se propõe seria São Paulo abrir e o Rio fechar, mas até o dia 3 de maio, o Morumbi precisa acelerar porque ele não te atendido os reclames da Fifa”, disse Ricardo Teixeira em entrevista à TV Globo.
O dirigente fez questão de direcionar sua crítica apenas ao estádio, e não à cidade. “Faço questão de esclarecer que o problema é com o estádio, e não com a cidade. Eles mandaram uma nova proposta, que novamente não se enquadra no projeto que a Fifa exige. A impressão que dá é que estão fazendo coisas paliativas”, afirmou.
O assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, classificou a pretensão do Morumbi de receber a partida de abertura como “inviável”, embora tenha elogiado outros aspectos da candidatura paulista. “A cidade de São Paulo, em várias exigências, é a melhor do Brasil. O problema está só na questão do estádio”, disse. (Da ESPN)

31 de março de 2010 at 22:49 5 comentários

Sumiço de grana e salários em atraso na Curuzu

Um rombo de R$ 1,1 milhão (correspondente principalmente a verbas de patrocínio) abala as finanças do Paissandu e gera desconfiança entre dirigentes e colaboradores. O dinheiro teria sido desviado dos cofres do clube por um ex-funcionário do setor de finanças. No mês passado, quando um ex-dirigente ameaçou denunciar a situação, um repentino acordo interno fez com que o caso fosse temporariamente abafado. Isso tudo sem que nenhuma auditoria fosse providenciada para descobrir o paradeiro do dinheiro.

A conquista do primeiro turno do Parazinho ajudou a empurrar com a barriga o espinhoso problema. Talvez em função dessa perda, funcionários ligados ao departamento amador do clube estejam há mais de 15 meses sem receber. O próprio técnico Charles Guerreiro, que ocupava a função de supervisor, ainda tem salários atrasados e teria a receber o valor de um empréstimo (R$ 150 mil) que fez ao clube. Outro problema derivado do sumiço do dinheiro: o clube quase perdeu o atacante Moisés, cujos encargos de INSS não haviam sido recolhidos, tornando-o automaticamente sem vínculo com o clube.

Um outro problema diz respeito às diferenças nos métodos de contratação de jogadores que distanciam o presidente Luiz Omar e o colaborador Roger Aguillera. Funcionários do clube admitem existir uma certa tensão entre os dois, pois o empresário é visto pela atual diretoria como possível (e forte) candidato à presidência em 2011. Para neutralizar a presença de Roger na mídia, Ricardo Rezende foi chamado a integrar a tropa de choque de LOP, apesar das divergências entre ambos.

31 de março de 2010 at 22:12 10 comentários

Magavilha

Por Bernardo Esteves (www.bernardoesteves.blogspot.com)
 
Cabelos ralos grisalhos, pequeno óculos de grau, baixa estatura, introvertido e com um ar de tecnocrata. Esse é Felix Magath, treinador do Schalke 04, atual líder do campeonato alemão, e personagem com uma visibilidade na mídia inversamente proporcional à sua competência.

Avesso aos holofotes, sem o estilo elegante de Roberto Mancini, o carisma de Luiz Felipe Scolari e a ironia de José Mourinho, Magath acumula títulos da Bundesliga sem ser notado pela imprensa mundial. Paradoxalmente, seus laços no futebol estão firmados na metrópole da comunicação alemã, Hamburgo. Com o time local ele venceu a Liga dos Campeões de 1983, como jogador, e iniciou sua carreira de técnico, em 1993. No entanto, somente em 2003 destacou-se na nova função, levando o Stuttgart ao vice-campeonato alemão, feito que chamou a atenção do gigante Bayern de Munique.

Magath foi o escolhido para substituir Ottmar Hitzfeld no time bávaro e, com seu estilo linha-dura que lhe rendeu a alcunha de Saddam, faturou o Campeonato e a Copa da Alemanha nas temporadas de 2005 e 2006. Enfim, cravou seu nome na história do vencedor futebol germânico, e sem negar a raça: sempre privilegiou características como força física, jogo aéreo de qualidade e determinação em suas equipes.

Em 2007 o título alemão escapou e, como qualquer treinador que não levanta o caneco no Bayern, foi demitido. Transferiu-se para o Wolfsburg, time da Volkswagen que mais parecia uma montadora automotiva, tamanha a sua falta de intimidade com o futebol. E não é que o homem tomou o chope da vitoria novamente em 2009, junto com Grafite, Dzeko e companhia! Sim, sob seus auspícios o time verde e branco desbancou os rivais, fez do atacante brasileiro o artilheiro do campeonato e alcançou sua maior conquista em todos os tempos.

Seduzido por uma proposta irrecusável do Schalke 04, um dos clubes mais ricos do mundo (sim, é verdade), Magath trocou o trabalho consolidado no Wolfsburg pela tarefa de remontar o time de Gelsenkirchen, que conta com uma das torcidas mais fanáticas da Europa. E essa torcida não tem do que reclamar: com a vitória sobre o Leverkusen neste sábado, por 2 a 0, o Schalke assumiu a ponta do campeonato a seis rodadas do final.

O Schalke não é campeão desde 1958 e conta com os brasileiros Kuranyi, Edu, Bordon e Rafinha, prováveis colegas de mais um feito do senhor Magavilha. E, mesmo que não leve, o Schalke e Magath já mostraram do que um bom trabalho é capaz. Só falta a seleção alemã e o mundo descobrirem a cabeça por trás deste feito.

31 de março de 2010 at 21:27 Deixe um comentário

Paissandu contrata reforço para Série C

O Paissandu já contratou o primeiro reforço para a Série C 2010. Trata-se de Douglas Silva, volante gaúcho de 27 anos, que esteve no Ceará Sporting e atualmente encontrava-se sem clube. O próprio presidente Luiz Omar Pinheiro anunciou a aquisição, na manhã desta quarta-feira, em São Paulo. Além do Ceará, Douglas já defendeu o Grêmio, o São José (RS) e o Coritiba. Foi campeão gaúcho de 2003, campeão brasileiro da Série B em 2007 pelo Coxa e campeão paranaense de 2008.

31 de março de 2010 at 14:15 11 comentários

O adeus de Vavá da Matinha

O cantor e compositor Osvaldo de Oliveira, mais conhecido como Vavá da Matinha, morreu na madrugada desta quarta-feira com disfunção de múltiplos órgãos. Ele estava internado no Centro de Terapia Intensiva do Hospital Ophir Loyola desde o dia 10 de março, com diagnóstico de AVC, pneumonia e problemas cardíacos. Sua morte ocorreu às 5h45. Vavá fez grande sucesso popular nos anos 50, 60 e 70, como figura obrigatória nos programas de auditórios das emissoras de rádio e TV de Belém. Foi um dos precursores do brega e é considerado, com justiça, o responsável pela abertura de caminhos para cantores e grupos musicais como a banda Calypso, Wanderley Andrade, Roberto Vilar e outros.

31 de março de 2010 at 10:48 16 comentários

Salários em atraso no Palmeiras

O assunto é delicado, mas o próprio vice-presidente de Futebol do clube, Gilberto Cipullo, admitiu que há um atraso de dois meses nos direitos de imagem de alguns jogadores do elenco profissional.

Dentro do grupo de atletas, o assunto também é tratado de forma fria. O atacante Robert, um dos que estariam com os valores defasados, foi questionado se há ligação entre a queda de rendimento do time dentro de campo e a demora da direção em acertar os atrasados. E bateu forte:

“Ninguém aqui passa fome. O que aconteceu em campo não foi por falta de dinheiro e sim por falhas e falta de concentração”, avisou. “Isso não atrapalha, até porque o Palmeiras não é o único clube no Brasil que deve para alguns jogadores”, apostou.

“Hoje os clubes brasileiros passam por dificuldades e com o Palmeiras não é diferente. O mais importante é a transparência da diretoria, que sempre tem alguém aqui nos apoiando. Quero ver o Palmeiras bem. Quando houver a possibilidade de acerto, não vão esconder”, completou. (Da ESPN)

31 de março de 2010 at 10:35 3 comentários

Caso Dorothy: júri de mandante é adiado

A sessão de júri popular a que seria submetido o fazendeiro Vitalmiro Bastos de Moura, acusado de ser o mandante da execução da missionária Dorothy Stang, foi adiado para 12 de abril próximo. Motivo: a ausência do advogado de defesa, Eduardo Imbiriba, fato visto pela promotoria como uma estratégia para transferir o julgamento. O advogado, em petição encaminhada ao juiz Raimundo Moisés Flexa, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Belém, argumentou que o não comparecimento se deu em virtude de que aguardaria, primeiramente, o julgamento de recurso de hábeas corpus em favor do réu, pelo Supremo Tribunal Federal, o qual não tem efeito suspensivo. O juiz lamentou o adiamento da sessão, em virtude do alto custo para o Poder Judiciário e de toda a logística para o julgamento e, desde, já, com fundamento no artigo 456 do Código de Processo Civil, designou os defensores públicos Alex Noronha e Paulo Bona para atuarem na assistência do réu no julgamento remarcado para o dia 12. Também determinou que seja encaminhado ofício à OAB, seção do Pará, para conhecimento.

Vou te contar…

31 de março de 2010 at 10:20 2 comentários

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,034,352 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 19.620 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: