Baianos gritam “Olê olá, Lula Lula!” na fila do recadastramento biométrico no TRE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estipulou a data de hoje (31) como o prazo final para que os eleitores façam o recadastramento biométrico para poderem votar nas eleições deste ano. Somente em municípios em que 70% dos eleitores têm cadastramento biométrico que o procedimento é obrigatório.

A capital baiana, Salvador, é uma delas. Nos últimos dias, milhares de pessoas lotaram os postos do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para fazer o recadastramento. O que chamou atenção nessas filas quilométricas que se formaram foram os protestos dos eleitores. Além de se apressarem para garantir direito ao voto, reivindicaram o direito de votar em Lula para presidente.

Em inúmeros postos há relatos de manifestações favoráveis ao ex-presidente, que foi condenado em segunda instância no último dia 24 e pode ter sua candidatura impugnada pelo TSE. Mesmo com a condenação, Lula segue líder nas intenções de voto em todos os cenários.

Confira, abaixo, o vídeo da fila de um dos postos do recadastramento biométrico em Salvador nesta terça-feira (30).

Leão estreia na Copa Verde com a mesma escalação do Re-Pa

remo3x0bragantino-11

O Remo deve entrar em campo, nesta quarta-feira à noite, na Arena da Amazônia em Manaus, com o mesmo time que começou o clássico contra o Paissandu, domingo. O técnico Ney da Matta pretende repetir a formação, pela terceira vez consecutiva, a fim de garantir o entrosamento. “Vamos tentar repetir o mesmo time que enfrentou o Paysandu, a não ser que aconteça alguma coisa. É dar sequência nos jogos, confiança e qualidade aos jogadores, principalmente porque não vamos ter um jogo no final de semana e depois partiremos para a Copa do Brasil. Muda a competição, mas não o comportamento e a maneira de jogar”, disse.

A possível novidade no grupo é o meia Rodriguinho, cujo registro no BID foi confirmado. Ney da Matta elogiou o jogador, explicando que tem qualidades que o diferenciam dos demais armadores do elenco. “Rodrigo é um jogador diferente do que é o Adenilson e  o Andrey. Ele trabalha mais a bola, não leva muito a bola no pé do adversário, mas empurra. Acho que vai ter que ter um pouco de paciência, pois uma coisa é treinar fisicamente, tecnicamente, outra é jogar. Você avalia o jogador quando está ritmado, deve levar uns 3 jogos para ele ganhar ritmo e sequência no trabalho”.

O jogo vale pela primeira fase da Copa Verde, começa às 21h (horário de Belém) e o Remo deve jogar com a seguinte equipe: Vinícius; Levy, Mimica, Bruno e Esquerdinha; Geandro, Leandro Brasília, Fernandes e Adenilson; Isac e Felipe Marques. O Manaus é o atual campeão amazonense e nesta temporada lidera o Grupo B do campeonato estadual com 4 pontos em dois jogos.

Pesquisa Datafolha confirma que perseguição a Lula deve aumentar

20180123-jornal-sul21-gs-230118-1360-18

Por Jefferson Miola, no Sul21

A pesquisa Datafolha deste 31 de janeiro confirma que Lula pode ser eleito presidente no primeiro turno da eleição de outubro. Lula vence em qualquer cenário, contra qualquer invento da oligarquia golpista. Dependendo do cenário, Lula tem uma superioridade entre 18% e 21% em relação ao segundo colocado, que é Bolsonaro [16 a 18%].

Um dado importante é que, pela primeira vez, o Datafolha incluiu no levantamento o menu completo das opções que tenta emplacar – além do tucano Alckmin, os animadores de auditório e o justiceiro [aposentado precoce] do stf.

Mesmo assim, a soma de votos que teriam Alckmin + Joaquim Barbosa + Huck + Doria alcançaria 22%, pouco acima da votação que teria Bolsonaro.

O Datafolha confirma o fenômeno detectado por outros institutos de pesquisa: quanto mais a ditadura Lava Jato-Rede Globo ataca e persegue Lula, mais ele cresce nas preferências eleitorais.

Em 2 anos, Lula cresceu mais de 15% nas pesquisas. Neste mesmo período, o PT recuperou mais de 10% da preferência partidária no Brasil, retornado ao patamar de 20%, enquanto os segundos colocados – MDB e PSDB – continuam distantes, com cerca de 4% cada.

Este Datafolha é sinal de que a perseguição a Lula deverá aumentar, e muito. Além do aprofundamento da farsa judicial contra ele, o próprio Moro poderá acelerar uma nova condenação do Lula, referente ao sítio dos pedalinhos de criança e barquinho de alumínio.

O problema, entretanto, é que isso produzirá um efeito contrário ao pretendido pelo establishment, porque fará Lula disparar nas preferência do povo.

O cancelamento da eleição de outubro, neste sentido, é uma hipótese que não pode ser desprezada como horizonte do golpe e da ditadura.

Na ONU, advogado britânico afirma que julgamento de Lula ‘é constrangedor para o Brasil’

Por diversos fatores, o processo envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relativo ao apartamento tríplex em Guarujá “é muito constrangedor para o Brasil“, na avaliação do advogado australiano-britânico Geoffrey Robertson, que integra a defesa de Lula perante o Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU). Autorizado a presenciar o julgamento no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), na semana passada, Robertson questionou o comportamento de magistrados e o sistema judicial brasileiro. “Peço desculpas por usar essa expressão, mas o sistema ainda é primitivo“, disse quase ao final da exposição.

onu-advogado-julgamento-de-lula-e-constrangedor

O que me deixa estarrecido é que, no Brasil, não há presunção de inocência“, afirmou o advogado durante seminário realizado na noite de segunda-feira (29), em São Paulo, em que diversos juristas analisaram – e condenaram – o processo de Lula. O princípio da presunção de inocência “está presente em todos os tratados de direitos humanos do mundo“, acrescentou Robertson, 71 anos, referência mundial no tema. “Se Lula é inocente ou culpado, o fato é que seus direitos foram violados.”

Ele fez menção ao fato, por exemplo, de o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, ter considerado “irrepreensível” a sentença do juiz federal Sérgio Moro, de primeira instância, meses antes do julgamento. “O sr. Thompson Flores é uma vergonha para qualquer sistema judiciário“, afirmou, lembrando ainda que a chefe de gabinete do presidente, Daniela Kreling Lau, manifestou-se publicamente a favor da prisão de Lula, sem ser advertida.

Todos nós queremos acabar com a corrupção“, disse Robertson. “Mas não se pode eliminar a corrupção de forma eficaz se não agirmos de forma justa“, acrescentou. Segundo o advogado, o fato de ter sido presidente não garante imunidade a Lula, mas ele tem direito a um julgamento justo.

Votos já prontos

No início do julgamento de quarta-feira passada, em Porto Alegre, Robertson disse ter pensado que eram quatro e não três juízes, dada a proximidade do promotor federal. “Estava comendo com eles, cochichando com eles. Isso é incrível para mim. E tudo foi piorando. Estávamos em um julgamento de recurso, mas ninguém ouviu ninguém. Os juízes entraram no tribunal com os votos já prontos, digitados.”

Ele observou que, em um julgamento assim, os magistrados precisam ouvir os argumentos das partes antes de tomar uma decisão – e não já ter seus votos prontos antecipadamente. “Não foi uma oitiva, uma audiência justa. Isso não poderia acontecer na Europa“, afirmou Robertson, desde 1988 um QC (Queens Counsel, conselheiro da rainha) na Inglaterra.

O advogado também criticou o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Operação Lava Jato. “Parece que nada pode deter o sr. Dallagnol. Na Grã-Bretanha, ele seria preso. Ele escreveu um livro e difamou Lula no meio do julgamento“, disse Robertson.

Outra crítica refere-se ao método usado para obter delações: “Aprisionar os acusados sem julgamento até que eles decidam dizer aquilo que os promotores querem ouvir. Essa foi uma característica do caso Lula. É errado prender pessoas para forçá-las a fazer acusações, porque essas acusações podem ser falsas“. O advogado afirmou que Lula “nunca foi dono do triplex” e que “não houve contrapartida à OAS“, em episódio que, além disso, ocorreu anos depois de sua saída da Presidência da República. “Nenhum juiz em nenhum país da Europa aceitaria essa acusação.”

Investigação e julgamento?

Um problema que ele afirmou considerar “essencial” para o Estado brasileiro é a definição dos papéis do juiz no processo. “O juiz não pode ser responsável pela instrução, pela investigação e depois pelo julgamento. Essa separação é necessária. É fundamental separar a etapa de instrução do julgamento“, enfatizou. Moro, por exemplo, jamais poderia acumular essas funções.

Em entrevista recente à RBA, o sociólogo e jurista português Boaventura de Sousa Santos fez a mesma crítica: “Continuo sem entender como é que um juiz que faz uma investigação criminal e faz determinada acusação é quem julga. A primeira instância é uma confusão entre o juiz que investiga e acusa e o juiz que julga“.

Robertson citou ainda grampos telefônicos ilegais envolvendo Lula e sua família, além de advogados. “O escritório da defesa teve muitas conversas grampeadas, e os promotores tinham acesso a essas conversas“, disse, lembrando que em muitos se discutiam estratégias de defesa, às quais a acusação acabou tendo acesso. O advogado chamou ainda de “quebra espantosa de privacidade” a divulgação de diálogos entre o ex-presidente e a então presidenta Dilma Rousseff. “Na Europa, Moro não poderia continuar. Ele pediu desculpas ao falecido juiz Teori Zavascki (do Supremo Tribunal Federal, morto em acidente há pouco mais de um ano) e ficou por isso mesmo.”

Advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins afirmou que o processo contém “todas as violações possíveis e imagináveis, que poderão ser usadas por muito tempo pela academia no mundo jurídico, inclusive internacionais“. Lembrou que há hoje nove processos contra o ex-presidente, alguns com investigações secretas, mas ponderou que “não se pode fazer uma crítica a todo o sistema de Justiça“.

O caso de Lula, segundo o advogado, traz uma “acusação em andamento“, que vai na medida em que é desconstruída introduz mais elementos, adicionados para chegar à condenação – que não tem relação com a acusação inicial. Quanto ao recurso à Organização das Nações Unidas, que aguardará exame de admissibilidade para se saber se irá a julgamento, a ONU pode, de acordo com Zanin, reconhecer que o sistema judicial brasileiro cometeu grosseiras violações, negando um julgamento justo ao ex-presidente. (Por Vitor Nuzzi, RBA)

Artilheiro deixa Re-Pa de lado e foca na Copa Verde

isac-5

Na véspera da partida contra o Manaus (AM), pela 1ª fase da Copa Verde, o atacante Isac, autor de um dos gols da vitória do Remo sobre o Paissandu, mal saiu das comemorações pelo êxito no clássico já se concentra no próximo objetivo dos azulinos: estrear bem na competição regional.

“O jogo foi um divisor de águas para as duas equipes. Quem ganhasse o Re-Pa teria uma grande confiança em termos de trabalho. A gente já viaja e não tem tempo para descansar. Agora temos que pensar na Copa Verde, que é outro torneio. Vamos para mais uma batalha. Esperamos chegar lá e fazer um grande jogo”, disse Isac.

A equipe ainda não foi definida pelo técnico Ney da Matta, mas a tendência é de que o time que atuou no Re-Pa seja mantido. Isac espera ser escalado, apesar do desgaste sofrido no clássico de domingo. Segundo ele, a sequência de jogos vai se encarregar de melhorar o condicionamento físico.

“Estava conversando com o treinador e comentei que só estarei bem lá pelo 6º ou 7º jogo. Tem partidas que a gente ainda sente. Geralmente, tenho saído de campo aos 30 minutos do segundo tempo. Em breve, estarei bem”, disse.

Manaus x Remo será realizado na Arena da Amazônia, nesta quarta-feira, às 21h.