Trivial variado do BozoWorld e a reforma do fim do mundo

“Idade mínima de 65 e 62 anos não vale para juízes, militares e políticos: só acha que não é golpe quem é trouxa.” Márcia Denser

“Mais uma covardia da proposta da Reforma da Previdência: permitir redução de pensão por morte para menos que 1 salário mínimo e rebaixar a aposentadoria por invalidez, recebida por trabalhadores que sofrem acidentes! A cada novo anúncio, um direito perdido.” Guilherme Boulos

“A máscara do Bolsonarismo continua a cair. A nova proposta de desmonte da previdência aumenta o tempo de trabalho para se aposentar, prejudica ainda mais as mulheres, reduz os valores e deixa de fora os militares. Vergonhosa, indecente e maléfica aos trabalhadores brasileiros”. Ivan Valente

“O governo alardeia que com a reforma ‘rico se aposentará na idade do pobre’. Esqueceu de dizer que o pobre terá mais dificuldade para atingir o tempo de contribuição exigido e que o rico pouco será atingido pela reforma. “. Jandira Feghalli, deputada federal (PCdoB-RJ)

“Ford Não é só a Ford que fechar não!!! Vcs tem NOÇÃO quantas empresas que prestavam serviços pra Ford, vão fechar também?? Desde fabricantes de “chicotes para a parte elétrica, por exemplo, a transporte de funcionários, etc.) Cálculo 10.000 empregos INDO pro saco. Nova Era!!”. Ivan Santos

A frase do dia

“É imoral se propor que o Benefício de Prestação Continuada para uma mulher pobre de 60 anos seja de R$ 400 e há filha de militar recebendo pensão de até R$ 20 mil por mês. São R$ 6 bilhões por ano gastos com filhas de militares. Vai ter coragem de peitar essa mamata, capitão?”.

Humberto Costa, senador (PT-PE)

Previdência: pensionistas podem receber menos que o salário mínimo

A proposta de reforma da Previdência reduz o valor do pagamento do benefício para pensões por morte e incapacidade permanente. Pelas regras em vigor, o pensionista do regime geral da Previdência recebia 100% do benefício. Caso a reforma seja aprovada, esse valor cairá para 60% para quem deixar um dependente. Na prática, o beneficiário poderá receber menos que um salário mínimo. As regras valerão tanto para quem é da iniciativa privada quanto para servidor público.
tecnicos-ministerio-e1550673038733-750x430

Só terá direito a 100% o aposentado que deixar quatro ou mais dependentes ou no caso de morte por acidente de trabalho, doenças profissionais ou do trabalho. A proposta estipula o pagamento de adicional de 10% aos 60% para quem deixar dois dependentes. Por exemplo, se o segurado que ganhar um salário mínimo (hoje fixado em R$ 998) for casado e tiver um filho, a família receberá 70% do total, ou seja, R$ 698,60 (os R$ 598,80 correspondentes a 60% do valor do salário mínimo mais 10%). Para três dependentes, chegará a 80%. Para quatro, a 90%.

Pensões já concedidas terão seus valores mantidos. Dependentes de servidores que ingressaram antes da criação da previdência complementar terão o benefício calculado sem limitação ao teto do regime geral da previdência. Técnicos do Ministério da Economia dão entrevista coletiva à imprensa, na manhã desta quarta-feira (20), para explicas os detalhes da PEC. A proposta de emenda constitucional foi entregue nesta manhã pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso.

Esposa revela Alzheimer e lutas de Orlando Duarte

1

Depois de participar da cobertura de 14 Copas do Mundo e 10 Olimpíadas e escrever 34 livros, o histórico jornalista Orlando Duarte, conhecido como “o Eclético” por trabalhar em rádio, TV e publicações impressas ao longo da carreira, está recluso. Aos 87 (completados anteontem), ele recebeu diagnóstico de mal de Alzheimer há mais ou menos um ano, e desde então tem enfrentado a “batalha da vida”, como relata sua esposa, Conceição Duarte. Boa parte dos amigos e admiradores só soube da notícia por meio de uma postagem na página do jornalista no Facebook, no dia de seu aniversário.

O texto é assinado por Conceição, ao contrário das publicações anteriores do perfil, que eram comentários sobre futebol. Orlando nunca foi afeito às tecnologias. Escreveu todos os seus livros na mesma máquina de escrever, que ainda tem na sala de casa. Era a esposa, que ouvia seus pitacos no sofá, quem publicava na rede social: “Queria que ele ficasse vivo na cabeça das pessoas”. Porém, nos últimos tempos os comentários não têm a mesma fluidez e a página parou de receber atualizações. Foi quando Conceição decidiu revelar a luta de Orlando Duarte.

“Da Copa do Mundo, para cá ele se desligou bastante do futebol. Eu pergunto e ele não responde, não sabe quem ganhou. Então, não seria justo eu escrever e as pessoas pensarem: ‘se ele está com raciocínio lógico, por que não está trabalhando?’. Aí comecei a não dormir, fiquei preocupada e concluí que precisava contar. Era 1h e resolvi escrever e falar, porque pessoas ligaram no aniversário dele e eu disse que estava doente. Mas se está doente, melhora, né? Não é o caso. Essa experiência (o Alzheimer) é dolorida porque não tem volta”, conta Conceição Duarte, ao UOL Esporte.

O histórico de problemas de saúde de Orlando Duarte é longo nos últimos anos. Ele teve aneurismas, doenças cardíacas e osteoporose, e hoje precisa do acompanhamento da esposa em todas as tarefas do dia. Em razão de questões financeiras, a família não conta com enfermeiro e segue a luta diária. “Desde que ele parou de trabalhar, há dez anos, começaram (os problemas de saúde). Qualquer um pode passar por isso e estou aprendendo a lidar. Ele tem consciência de muita coisa e isso faz mal para ele, mas não tem como consertar. Estamos com mil problemas, mas enquanto estamos vivos estamos lutando”, diz Conceição, antes de um desabafo sobre momentos da intimidade.

“Às vezes ele pensa estar dentro da TV ou da redação, diz que trabalhou muito, que fez tal jogo, acorda assustado dizendo que vai pra Pan (a rádio Jovem Pan). Ele faz grandes narrações durante a noite também. Isso está mais forte de um ano para cá, embora antes já mostrasse. Eu estou digerindo, mas ele segue muito divertido, tira sarro, é irônico, essas coisas que sempre existirão nele. Tem seus momentos. Mas é um leão por dia, temos que driblar.”

Um desses momentos foi na gravação de um vídeo em agradecimento aos parabéns enviados no aniversário: “O meu coração bateu várias vezes de emoção e eu continuo emocionado (…) Que coisa linda é ter amigos, que coisa bonita, que coisa sensacional. E nós achamos que a vida não poderia ser sempre boa, não é?”.

263395_101424960065283_516146515_n

Orlando Duarte trabalhou em diversos veículos. No rádio, em Bandeirantes, Jovem Pan, Trianon e Gazeta; na TV, em Globo, Bandeirantes, Gazeta, SBT, Jovem Pan e Cultura; e na mídia impressa, por A Gazeta Esportiva, A Gazeta, Mundo Esportivo, A Gazeta Esportiva Ilustrada, O Tempo, Última Hora e Diário da Noite. Os próximos relatos serão por meio do Facebook, assinados pela esposa e sobre a luta do marido: “Vou colocar tudo na página dele.”

Proposta de reforma da Previdência poupa militares

Dz2eYaWX4AEewyj

Entregue nesta quarta (20) pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso, a PEC da Reforma da Previdência não inclui, no texto principal, os ajustes relacionados à aposentadoria de militares. Segundo o Secretário Especial da Previdência, Rogério Marinho, a reforma na seguridade para esta categoria será encaminhada em um texto separado por volta do final de março.

“Todos darão a sua contribuição, inclusive os militares”, afirmou Marinho após a entrega do projeto.”De hoje a 30 dias o projeto será apresentado, já que se trata da conformação de cinco outras leis”, explica o secretário.

“Nós não tivemos a condição de apresentarmos [a aposentadoria militar] tempo hábil dada a complexidade da elaboração da própria PEC. Nós trabalhamos hoje até as 4h da manhã para conseguirmos entregar em tempo hábil”, completou.

Líderes de ‘organizada’ interrompem treino no Baenão para pressionar jogadores

72a7d746-b0c0-4315-a020-71f485d732a1

Representantes de torcidas uniformizadas interromperam o treino matinal do Remo no estádio Evandro Almeida, na manhã desta quarta-feira, para reclamar da atuação no Re-Pa e pressionar os jogadores a buscarem uma recuperação no Parazão.

Como ocorre há décadas, a manifestação de grupos de torcedores se viabiliza pela conveniente falta de segurança nos portões do estádio. No encontro, não deve ter faltado o habitual pedido de mais raça e comprometimento.

5f15bf6d-8da0-458b-b03a-d663046ae537

Os representantes do grupo organizado – pertencente a uma torcida uniformizada que foi banida pela Justiça – foram recebidos pelo gerente de futebol, Luciano Mancha, e conduzidos até a presença dos jogadores.

Apesar de ter renovado a diretoria, a cena desta manhã prova que o Remo continua refém de velhas práticas. Aliás, se esse tipo de pressão funcionasse de fato todos os clubes de massa venceriam tudo, sempre.