Inesperada demissão de Valentim pelo Cuiabá gera boataria e teorias variadas

Imagem

Apesar de invicto e campeão mato-grossense, Alberto Valentim não segurou a pressão e foi demitido do comando técnico do Cuiabá após o empate em 2 a 2 com o Juventude, na partida de estreia na Série A. De forma surpreendente, o técnico foi comunicado oficialmente de sua demissão logo após o jogo.

Ao todo, Valentim comandou o Cuiabá por 10 jogos, conquistando sete vitórias e três empates. O único revés foi a eliminação da Copa do Brasil, nos penais, para o 4 de Julho-PI.

Em contrapartida, levantou o título estadual de forma invicta. A demissão repentina do Valentim gerou várias “teorias” e boatos. Chegou a circular nas redes sociais a história de que o técnico havia discutido e dado um tapa no presidente do clube. Tudo em função de suposto caso entre o treinador e a esposa de um dirigente.

Imagem

Tudo, porém, foi oficialmente desmentido em nota oficial da presidência do Cuiabá:

O Cuiabá comunica oficialmente a saída do treinador Alberto Valentim e seus auxiliares do comando do Cuiabá, após o empate em 2 a 2 com o Juventude, na estreia do Dourado na Série A. A Diretoria agradece o técnico pelos serviços prestados e deseja boa sorte no decorrer da carreira”.

MPT obtém liminar determinando que donos de garimpos cumpram 42 obrigações trabalhistas

Uma liminar, concedida pela Vara do Trabalho de Redenção, deferiu todos os 42 pedidos, feitos em caráter de urgência, pelo Ministério Público do Trabalho PA-AP (MPT), contra os proprietários das fazendas Serra Rica e Vale da Paz, no município de Cumaru do Norte, no sudeste do Estado, onde 33 trabalhadores foram resgatados de condições degradantes, no mês de maio. Em caso de descumprimento da decisão, foi fixada multa de R$ 5.000,00 para cada item descumprido e por trabalhador prejudicado, até o limite de R$ 100.000, além da expedição de mandado de interdição judicial de toda atividade econômica das fazendas e o bloqueio judicial em face dos réus, no valor de R$ 300.000,00, com base na gravidade dos fatos.

Entre as obrigações deferidas em caráter liminar constam: manter condições dignas aos empregados, conforme as disposições de proteção do trabalho; proceder ao registro de trabalhadores; pagar salários até o 5º dia útil de cada mês e mediante recibo; conceder repouso semanal remunerado de vinte e quatro horas; fornecer aos trabalhadores, gratuitamente, equipamentos de proteção individual; disponibilizar, nas frentes de trabalho e alojamentos, instalações sanitárias adequadas, bem como abrigos que protejam os trabalhadores das intempéries durante as refeições; submeter trabalhadores a exames médicos periódicos, anualmente;  disponibilizar, nos locais de trabalho, água potável e fresca em quantidade suficiente; e implementar ações de segurança e saúde que visem à prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho na unidade de produção rural e implementar ações de segurança e saúde de acordo com a ordem de prioridade estabelecida na NR-31 (Norma Regulamentadora).

Operação Cangaia Gold
Em maio deste ano, foi realizada a “Operação Cangaia Gold” pela Polícia Federal (PF) com participação de procuradores do Trabalho, procurador da República e auditores-fiscais do Trabalho, quando foi constatada a submissão de trabalhadores a condições de trabalho escravo contemporâneo. A fiscalização ocorreu na área da Fazenda Serra Rica, situada na Vila Cangaia, no município de Cumaru do Norte/PA, que engloba a Fazenda Fortuna 3, e a Fazenda Vale da Paz. Nas propriedades, foram fiscalizados sete garimpos.

Na operação, 3 pessoas foram presas pela prática dos crimes de redução à condição análoga à escravidão, crimes ambientais, posse ilegal de arma de fogo, resistência e usurpação ilegal de ouro. 33 trabalhadores foram encontrados em situação degradante, sem assinatura de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS); ausência de capacitação; recebimento de salários em desconformidade com a legislação trabalhista; jornada exaustiva; desrespeito ao descanso semanal remunerado; alojamentos em condições precárias (“barracos feitos de lona, sem vedação lateral, bem como sem qualquer proteção contra animais peçonhentos, ou mesmo contra intempéries da natureza”); não fornecimento de banheiros ou instalações sanitárias; não fornecimento de água potável; não fornecimento de EPI’s; inexistência de abrigos contra intempéries; submissão dos trabalhadores à grave insegurança e risco de acidentes com a presença de animais peçonhentos; ausência de locais adequados para realização de refeições;
e indisponibilidade de transporte para o núcleo urbano mais próximo.

De acordo com as investigações realizadas pela Policia Federal, foi identificada ainda a existência de atividade ilegal de extração de minério de ouro nas fazendas Serra Rica e Vale da Paz. Sendo deferida, pela justiça criminal, busca e apreensão nestes locais.

Juca defende boicote dos astros da bola ao torneio que afronta tragédia da covid no Brasil

A Conmembol anunciou na manhã desta segunda (31) que conseguiu autorização de Jair Bolsonaro e da CBF para realizar a Copa América no Brasil, após Argentina rejeitar acolher o campeonato em meio à pandemia do novo coronavírus. Antes da Argentina, a Colômbia já rejeitado receber parcialmente as nove seleções que vão disputar a Copa América, também receosa quanto aos riscos deste tipo de evento.

O Brasil soma mais de 460 mil mortes por Covid-19 e está a caminho de uma terceira onda, com a vacinação em massa patinando por dificuldades na importação de insumos para as vacinas do Butantan (Coronavac) e Fiocruz (Astrazeneca). Nas últimas duas semanas, a CPI da Covid no Senado revelou que mais do que criar atritos que dificultam as relações diplomáticas com a China, a maior produtora dos insumos, o Brasil de Jair Bolsonaro ainda recusou várias ofertas de vacina do Butantan e da Pfizer. Segundo Dimas Covas, o Brasil poderia ter sido um dos primeiros países do mundo a iniciar a campanha de imunização em massa, ainda em 2020.

Para o jornalista esportivo Juca Kfouri, com a decisão de Bolsonaro, “chegamos ao auge do escárnio no país de ‘maricas’, no lugar em que o genocida-mor imita pessoas com falta de ar”. Kfouri defendeu intervenção do Supremo Tribunal Federal no governo federal e boicote das seleções que participam da Copa América.

“Agora é esperar que as maiores estrelas do futebol sul-americano como Lionel Messi e Luis Suárez se recusem a vir. Que governos estaduais responsáveis proíbam jogos em suas cidades e governos nacionais proíbam suas seleções de virem a um dos epicentros da pandemia no mundo.” Ele também escreveu, indignado, que é hora do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, “renuncie para honrar seu diploma e não seja cúmplice de mais mortes.”

A jornalista Milly Lacombe também se manifestou. Ela escreveu um artigo intitulado “Conmebol dá as mãos ao fascismo bolsonarista”, no qual anotou: “Não estamos morrendo aos milhares por capricho divino, mas pelas ações planejadas de um governo que desejou que sufocássemos aos milhares. A administração de Jair Bolsonaro, que sempre incentivou aglomerações, debochou de quem fica em casa ou de quem sai com máscaras, recusou, apenas de uma fabricante, 70 milhões de doses de vacina. Estamos sendo exterminados, e o mundo todo está assistindo.”

Segundo o UOL, o Brasil só entrou na pauta da Conmebol hoje pela manhã, depois de ficar claro que a Argentina não sediaria o evento. A Confederação Brasil de Futebol (CBF), então, foi consultada. “A CBF, por sua vez, pediu, também na manhã desta segunda, autorização do Governo Federal, que foi concedida. As sedes da competição ainda estão indefinidas – a única certeza é que Brasília será uma delas.”

Remistas e bicolores dividem mesmo voo após empates fora de casa

Image

Em fato raro, as delegações de Remo e PSC desembarcaram em Belém na madrugada desta segunda-feira, 31, após estrearem pelo Campeonato Brasileiro fora de casa. As equipes empataram e voltaram trazendo um ponto na bagagem. No retorno à capital paraense, jogadores e comissões técnicas dos dois times dividiram o mesmo avião. Pela Série B, os remistas empataram com o CRB em 2 a 2, jogando no estádio Rei Pelé, em Maceió. Pela Série C, os bicolores também empataram, em 1 a 1, com a Tombense, em Tombos (MG).

Os atletas do PSC tiveram folga nesta segunda. O grupo só volta a treinar na terça, às 8h30, na Curuzu. O Papão só volta a campo na próxima semana, dia 7, contra o Botafogo-PB, às 20h, em jogo válido pela segunda rodada da Terceirona.

Já a assessoria do Remo anunciou que os jogadores não terão folga e treinam hoje à tarde, no Baenão. O Leão corre contra o tempo para recuperar a equipe. Na quarta-feira, 2, os azulinos entram em campo contra o Atlétlico-MG, pela terceira fase da Copa do Brasil 2021. A partida será às 19h, em Belém.

Anúncio da Copa América no Brasil gera bombardeio de críticas ao governo

Imagem

O anúncio feito pela Conmebol na manhã desta segunda-feira (31) de que a Copa América seria realizada no Brasil gerou críticas de parlamentares, autoridades e epidemiologistas. Eles alertam para os riscos de um torneio deste porte com o país registrando mais de 450 mil mortos e na iminência de uma terceira onda da pandemia. A princípio, o torneio seria realizado na Argentina, mas o aumento de casos de Covid-19 obrigou a entidade a suspender os jogos. Hoje, a Argentina ultrapassa a marca de 76 mil mortos.  Antes a Colômbia tinha renunciado ao posto de sede pelo menos motivo, a pandemia.

No Twitter, parlamentares dos mais diferentes partidos e internautas fizeram críticas à realização no evento no Brasil e ao governo. A Copa América de 2021 está prevista para ser disputada entre 11 de junho a 10 de julho. A seleção brasileira realiza o primeiro jogo em 14 de junho contra a Venezuela. O Brasil já foi sede e campeão da última edição do evento em 2019. No ano passado, o torneio foi suspenso devido à pandemia. 

Imagem

AO SUPREMO

A transferência de última hora da Copa América para o Brasil vai parar no Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) afirmou ao Congresso em Foco que entrará com um mandado de segurança para impedir a realização do torneio no país, que é o segundo em número de mortes por covid-19, com mais de 465 mil óbitos até o momento. Outros parlamentares, como o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, também indicaram que vão recorrer ao Supremo.

Bolsolão abasteceu município de filha do dono do Patriotas, novo partido de Bolsonaro

O site O Antagonista revelou em janeiro que o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) empenhou R$ 15,8 milhões em emendas extras para o município de Barrinha (SP), que tem como vice-prefeita Fabiana Barroso. Fabiana, de 27 anos, é filha de Adilson Barroso, dono do Patriota, partido que receberá Bolsonaro. Flávio, que fez o anúncio hoje, já se filiou.

O prefeito de Barrinha é Zé Marcos, do PL de Valdemar Costa Neto. Adilson gastou R$ 1,2 milhão do fundo eleitoral da legenda – que é de R$ 37 milhões – para eleger a filha e mais 5 vereadores (2 do Patriota, 2 do PL e 1 do PTC), quase metade da Câmara Municipal.

Locutor da Globo mostra revolta com a notícia de que o Brasil vai sediar Copa América

O narrador Luís Roberto se indignou nesta segunda-feira (31) com a notícia de que a Copa América será realizada no Brasil, em meio ao descontrole da pandemia do coronavírus. Ele deu uma contundente declaração sobre o assunto, com críticas ao governo de Jair Bolsonaro, ao vivo durante o programa Seleção SporTV, no canal por assinatura SporTV.

“Isso é uma vergonha. O boladão hoje vai chegar com tudo. Essa Copa América fora de hora, que já não deveria ser realizada. Claro, a pandemia interrompeu várias competições mundo afora, e obviamente que neste momento, com o calendário todo estrangulado no Brasil, a Copa América é só mais um torneio caça-níquel, sem nenhuma expressão nesse momento. A última que foi disputada no Brasil teve sua relevância, sua atmosfera”, disse o narrador, antes de subir o tom e citar, inclusive, a demora do governo brasileiro em responder cartas da Pfizer sobre vacinas contra a Covid-19.

“Além de desfalcar os times, de absolutamente amontoar o calendário, um mês de Copa América… Já seria ridícula a realização dela em condições normais, aí vem a notícia, depois da desistência de vários países irmãos, que não têm condições por conta da pandemia de realizar a Copa América, e no país que tem a pandemia descontrolada, que levou nove meses para responder à carta da Pfizer, respondeu em dez minutos que ‘vamos fazer a Copa América’. Abertura em Brasília, jogos em Natal, Pernambuco, final com público. É inaceitável! A sociedade brasileira, a coletividade do futebol e do esporte, nós não podemos aceitar essa decisão. Que se realize, que faça o que bem entenderem, que os negacionistas façam caravanas à Brasília, para ter público na grande final. Momento apoteótico dessa porcaria dessa competição! É uma vergonha! É um tapa na cara dos brasileiros!”, disparou Luís Roberto. (Da Revista Fórum)