Anúncio da Copa América no Brasil gera bombardeio de críticas ao governo

Imagem

O anúncio feito pela Conmebol na manhã desta segunda-feira (31) de que a Copa América seria realizada no Brasil gerou críticas de parlamentares, autoridades e epidemiologistas. Eles alertam para os riscos de um torneio deste porte com o país registrando mais de 450 mil mortos e na iminência de uma terceira onda da pandemia. A princípio, o torneio seria realizado na Argentina, mas o aumento de casos de Covid-19 obrigou a entidade a suspender os jogos. Hoje, a Argentina ultrapassa a marca de 76 mil mortos.  Antes a Colômbia tinha renunciado ao posto de sede pelo menos motivo, a pandemia.

No Twitter, parlamentares dos mais diferentes partidos e internautas fizeram críticas à realização no evento no Brasil e ao governo. A Copa América de 2021 está prevista para ser disputada entre 11 de junho a 10 de julho. A seleção brasileira realiza o primeiro jogo em 14 de junho contra a Venezuela. O Brasil já foi sede e campeão da última edição do evento em 2019. No ano passado, o torneio foi suspenso devido à pandemia. 

Imagem

AO SUPREMO

A transferência de última hora da Copa América para o Brasil vai parar no Supremo Tribunal Federal (STF). O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) afirmou ao Congresso em Foco que entrará com um mandado de segurança para impedir a realização do torneio no país, que é o segundo em número de mortes por covid-19, com mais de 465 mil óbitos até o momento. Outros parlamentares, como o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, também indicaram que vão recorrer ao Supremo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s