RBA Band vai transmitir jogos do Brasileiro da Série C

Imagem

Boa notícia para a torcida do PSC. A RBA TV/BAND vai transmitir jogos da Série C do Brasileirão em 2021, pelo terceiro ano consecutivo. Além de transmissões às 17h para Norte e Nordeste, o canal também transmitirá para o interior de São Paulo. Serão dois jogos por rodada a partir de sábado (29), até as finais. A narração será de Rainan Peralva.

A estreia deste novo esquema acontecerá já no próximo sábado (29), quando começa a terceira divisão nacional. Para Norte e Nordeste, a Band transmitirá Botafogo-PB x Ferroviário. A narração será de Rainan Peralva. Para o interior de São Paulo, a emissora exibirá Criciúma x Ituano. A narração ainda não está definida.

Entre as emissoras da Band que exibirão para o interior paulista estão: Band Mais (Campinas), Band Paulista (São José do Rio Preto), Band Vale (Vale do Paraíba), TV Clube (Ribeirão Preto) e Thathi Litoral (São Vicente e Santos).

A Band sempre teve muito interesse em continuar com a Série C por causa do bom faturamento e dos altos índices de audiência que a terceira divisão nacional alcançou nos últimos anos. Em Belém (PA), por exemplo, jogos de Remo e Paysandu chegam perto de 30 pontos de Ibope.

Em Recife (PE), partidas do Santa Cruz chegam a picos de até 9 pontos de Ibope – vencendo Record e SBT. A novidade para este ano é a exibição para São Paulo. O motivo é a grande quantidade de clubes paulistas no torneio este ano. Ao todo, são cinco times: Mirassol, Novorizontino, Botafogo-SP, Oeste e Ituano.

O regulamento da Série C do Brasileirão é diferente em relação às duas primeiras divisões do futebol nacional. O torneio é disputado por 20 clubes, divididos em dois grupos, todos dentro de cada grupo se enfrentam em jogos de ida e volta. Ao final, os quatro primeiros colocados de cada grupo avançam para a fase quadrangular, dividida em dois grupos.

O primeiro lugar de cada chave vai para a final da competição, enquanto os dois melhores de cada grupo ascendem à Série B. Já os dois últimos dos grupos da primeira fase são rebaixados à Série D, a quarta divisão nacional. (Com informações do UOL)

RNPI e ANDI apresentam análise de mídia sobre primeira infância e diplomam jornalistas amigos da criança

Nesta quinta-feira (27) a Rede Nacional Primeira Infância (RNPI) e a Andi – Comunicação e Direitos apresentarão uma análise sobre a cobertura de temas da primeira infância realizada pela mídia brasileira. A pesquisa quanti-qualitativa monitorou a cobertura de 35 veículos noticiosos brasileiros, impressos e online, ao longo de 2018 e 2019. O estudo tem como objetivos a construção de conhecimento sobre o campo jornalístico e, principalmente, incidir sobre o próprio cotidiano das redações, tendo a qualidade da informação e a garantia de direitos das crianças como princípios básicos.

A análise de mais de três mil matérias mostrou que a cobertura sobre a primeira infância se concentra em três temas principais: saúde, violência e educação infantil. O universo de análise compreende um conjunto de 31 jornais e quatro revistas.

Na ocasião, ocorrerá também a diplomação de 20 novos jornalistas amigos da criança. Desde 1997 a Andi reconhece com o título Jornalista Amigo da Criança profissionais que têm posicionamento ético e elaboram matérias com incidência direta na promoção e defesa dos direitos da infância e adolescência. Desde 2012, jornalistas que se destacam também na cobertura da agenda dos direitos humanos e com capacidade para incidir na agenda nacional também são agraciados. A diplomação e a análise de mídia ocorrem no âmbito do projeto Primeira Infância é Prioridade, patrocinado pela Petrobras.

Uma vez diplomado, o profissional passa a contar com um amplo trabalho de suporte oferecido pela Andi e organizações parceiras na defesa dos direitos infanto-juvenis como a produção e atualização de bancos de fontes, bolsas para reportagens especiais, produção de guias de cobertura jornalística, oficinas de qualificação e sugestões e apoio na produção de pautas são alguns exemplos.

O evento é aberto! Faça sua inscrição: bit.ly/webinarioandirnpi

Sobre a Andi
A Andi – Comunicação e Direitos, organização da sociedade civil sem fins lucrativos e apartidária, articula desde 1990 ações inovadoras em mídia para o desenvolvimento. Criada por dois jornalistas para fortalecer o diálogo profissional e ético entre as redações, as faculdades de comunicação e outros campos do conhecimento, os poderes públicos e as entidades relacionadas à agenda do desenvolvimento sustentável e dos direitos humanos no âmbito nacional e global, a Andi tem, há quase 30 anos, procurado apoiar a mídia na construção de uma cobertura qualificada da agenda da infância e adolescência.

Sobre a RNPI
A Rede Nacional Primeira Infância é uma articulação nacional de organizações da sociedade civil, do governo, do setor privado, de outras redes e de organizações multilaterais que atuam, direta ou indiretamente, pela promoção e garantia dos direitos da Primeira Infância – sem discriminação étnico-racial, de gênero, regional, religiosa, ideológica, partidária, econômica, de orientação sexual ou de qualquer outra natureza.

Eleições 2022: começou a disputa pelo Governo do Pará

Por Henrique Branco

Ainda faltam dezessete meses para a próxima disputa eleitoral, que deverá ocorrer em outubro de 2022. No plano estadual, em relação, por exemplo, ao Governo do Pará, inegavelmente o atual governador Helder Barbalho (MDB), que disputará à reeleição, é o favorito.

O seu favoritismo não se trata apenas da boa avaliação de sua gestão, mas pelas articulações políticas que foram feitas, as que estão ocorrendo, e as que ainda serão sacramentadas. Desde quando assumiu o cargo mais importante da política paraense, Helder buscou enfraquecer o PSDB, que já havia saído bastante fragilizado da última disputa estadual. O modus operandi do chefe do Executivo do Pará foi cooptar a bancada estadual tucana na Assembleia Legislativa (Alepa); em seguida, se aproximar dos tucanos da bancada federal paraense.

Agora, quase chegando na metade do terceiro e penúltimo ano de seu atual mandato, Helder mandou há algumas semanas determinou aos seus interlocutores diretos, neste caso, o Chefe da Casa Civil, Iran Lima e o atual presidente da Alepa, Francisco Melo, conhecido como “Chicão”, que tornou-se vice-governador, pois Lúcio Vale assumiu uma vaga de conselheiro no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), que iniciassem as tratativas políticas em relação ao próximo processo eleitoral.

As atuações de Iran Lima e Chicão trouxeram para o governo o PDT, DEM e o PSDB. A bancada tucana na Alepa já atuava dentro da base governista, incluindo liderança do governo no parlamento estadual, exercida por Cilene Couto (leia aqui).

Helder inicia a troca em seu secretariado, movimento que visa acomodar novos aliados para fechar o leque de apoio para a sua reeleição. O próprio governador anunciou em suas redes sociais que o ex-deputado federal Giovanni Queiroz, presidente estadual do PDT, assumirá hoje, 25, a Secretaria Extraordinária de Produção, selando, portanto, o apoio da citada legenda. A pasta que será comandada por Queiroz atua diretamente na área de desenvolvimento da produção de diversos setores da atividade rural paraense e na regularização fundiária.

Com um cenário altamente favorável a manutenção do MDB no Palácio do Governo, restará politicamente o que ao PSDB? O ex-governador Simão Jatene (PSDB) teve as suas contas referente ao ano de 2018 reprovadas pela Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). Assim sendo, está inelegível pelos próximos oito anos, o que lhe tira da disputa pelo governo do Pará, em 2022, caso ainda tenha interesse em concorrer (Leia Aqui). O ex-deputado Márcio Miranda (DEM) afirmou em entrevista ao jornal O Liberal, em dezembro de 2020, que pretende concorrer ao Executivo paraense (leia aqui).

Com esse cenário, o que se espera é que o adversário de Helder Barbalho seja definido dentro do nicho bolsonarista paraense. Delegado Eguchi (Patriotas), que concorreu à Prefeitura de Belém, em 2020, e o deputado federal Eder Mauro (PSD), desafeto declarado dos Barbalho, são os nomes mais citados como futuros concorrentes. De toda forma, o atual mandatário estadual é o franco favorito para se eleger pela segunda vez governador do Pará. As articulações caminham para que a disputa seja tranquila. A ver.

(Leia aqui o Blog do Branco)

A frase do dia

“Não sou médico e por isso jamais receitei remédios. Não me cabe. E nunca na história do Brasil algum governante se dedicou a ser propagandista de remédio. Somente agora. Isso tem cara e cheiro de corrupção. Alguém estava querendo ganhar ou ganhou dinheiro com essa maluquice”.

Flávio Dino, governador do Maranhão

Grupo de torcedores vai ao Baenão cobrar comprometimento em encontro com elenco e comissão técnica

Imagem

Representantes de torcidas organizadas do Remo foram ao Baenão na manhã desta quarta-feira, 26, tiveram acesso ao elenco de jogadores e palestraram à vontade. Sob as vistas do presidente Fábio Bentes e da comissão técnica. Em pauta, os temas de sempre: raça, comprometimento, amor à camisa. Todos os torcedores usavam máscaras.

O encontro ocorre dois dias depois da notícia sobre atos de indisciplina de três jogadores do elenco profissional. Dioguinho, Tiago Miranda e Lailson participaram de festas e de uma pelada no último fim de semana, descumprindo protocolo interno do departamento médico quanto a isolamento social durante a pandemia.

A diretoria do Remo decidiu punir os três atletas com multas. A decisão foi tomada após imagens do volante Lailson e os meias Tiago Miranda e Dioguinho vazarem nas redes sociais, onde eles estão descumprindo o protocolo do departamento médico do clube e não respeitando o isolamento social.

Laílson participa de futebol amador e Dioguinho esteve em festa — Foto: Reprodução

Lailson participou de pelada, enquanto Tiago Miranda e Dioguinho foram flagrados em festas, com visível aglomeração. O volante será emprestado e os meias irão treinar em separado do restante do grupo.

Foi a segunda vez que Dioguinho, titular do time, se envolve em em ato de indisciplina em menos de um mês. No dia 6 de maio, o jogador foi flagrado em uma festa às vésperas da semifinal do Parazão, contra a Tuna. Na ocasião, a diretoria decidiu tratar o assunto internamente.