No Dia do Amigo, a treta do “talarico” argentino com a maria-chuteira top

icardi-maxi-lopez_1904um8dcof281w9xiozrh8h2w

0029145172

Mauro Icardi, um bom atacante, fazedor de gols, destaque da Internazionale. Além de suas qualidades como boleiro, é também um célebre “talarico” – figura que rouba a mulher de um amigo. Em um dos casos mais famosos do futebol argentino nos últimos anos, Icardi se envolveu com a esposa de Maxi López, ex-atacante de Barcelona e Grêmio, hoje pertencente ao Vasco. Icardi cresceu nas categorias de base do Barcelona, mas se transferiu para o Sampdoria, onde se profissionalizou e encontrou Maxi, justamente uma de suas referências quando mais jovem.

DRGlbJrW4AAlVG_

A relação de Icardi com López era de um fã com seu ídolo, com quem tinha tirado até foto quando menino. Recebido de braços abertos por López, inclusive em sua casa, Icardi traiu a confiança do atacante e companheiro de clube. Ia frequentemente visitar o amigo e comia, dormia, se divertia, brincava com seus filhos e – como se saberia depois – também com Wanda Nara, ex-modelo e então mulher do atacante.

Icardi e Wanda começaram um tórrido relacionamento extraconjugal. Tempos depois, a modelo se separou de Maxi López, casando-se com o “talarico”, que passou a fazer tatuagens com os nomes dos filhos de Wanda e López. Com frequência, Icardi publica fotos com os garotos nas redes sociais. Em 2016, lançou uma autobiografia para revelar que a iniciativa para a traição partiu da mulher.

icardi-wanda-nara-maxi-lopez_x8qv5x8hjwj21txbziiun5k7b

Não à toa, López não cumprimentou mais Icardi quando os dois se enfrentaram na Serie A italiana, e ambos chegaram a trocar provocações em algumas partidas. O caso ocorreu no final de 2014, mas a polêmica se mantém viva até hoje tanto na Itália quanto na Argentina, sendo recordada a cada novo embate entre os times dos ex-amigos e agora rivais.

No auge da confusão, as redes sociais fervilhavam de comentários sobre a traição e chegou a prosperar uma campanha para que López desse o troco saindo com a mãe de Icardi, uma jovem e elegante senhora de Buenos Aires.

Recentemente, antes da convocação final da seleção argentina para a Copa do Mundo de 2018, a rádio FM argentina Metro ouviu o craque Diego Armando Maradona sobre a polêmica. O eterno camisa 10 não teve dúvidas ao opinar. Icardi era cotado para ser chamado, mas acabou ficando de fora do Mundial. Muitos atribuem sua barração às feridas deixadas pela “talaricagem” contra López.

Dieguito foi direto e claro: “Para mim, Icardi não existe. Depois do que aconteceu, sou torcedor de Maxi López. Isso não se faz, irmão. O amigo lhe dá comida, lhe abre as portas de sua casa, e depois acontece o que aconteceu. Isso é inadmissível”.

icardiwandanaramaxilopezinstagram

5 comentários em “No Dia do Amigo, a treta do “talarico” argentino com a maria-chuteira top

  1. Eu não sei quem é mais corno
    O que perdeu a mulher
    Ou que ficou com a mulher que o outro conhece de có e salteado.

    Melhor mesno mesmo é arrumar uma livre e desempedida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s