Papão tenta contra o Guarani quebrar longo jejum de vitórias

Di1Esy0X4AEW-4Y

Paissandu e Guarani se encontram na noite desta terça-feira, na Curuzu, em Belém. Apesar das distintas posições na tabela, o objetivo dos dois clubes é o mesmo: voltar a ficar próximo do G4. A partida começa às 20h30.

Mandante do confronto, o Papão chegou à marca de oito jogos sem vencer. O técnico Guilherme Alves estreou no comando do time na rodada passada, no empate em 2 a 2 com o Oeste. Deixou boa impressão, mas a vitória acabou escapando mesmo depois de abrir dois gols de vantagem.

De olho no G4, o Guarani se apega ao recente retrospecto fora de casa para buscar a reabilitação depois de perder por 3 a 2 para o Figueirense, no Brinco de Ouro. Dos últimos nove pontos disputados como visitante, o Bugre conquistou sete. Ao todo, o time tem 23 e enfrenta o PSC com força máxima.

O elenco do Papão fez um treino noturno, ontem, na Curuzu, com grupo dividido. Os atletas que participaram da última partida diante do Oeste-SP fizeram apenas treino regenerativo de recuperação muscular, na academia Gabriel de Souza Castro, sob a supervisão do preparador físico Roberto Onety.

Já os jogadores que não atuaram na Arena Barueri ou que entraram no decorrer do jogo, como Alan Calbergue, Dionathã e Perema, além de Matheus Silva, substituído no intervalo, participaram de trabalho técnico e tático em campo reduzido. O treinador Guilherme Alves observou as peças que podem ser utilizadas na partida hoje, além de treinar algumas jogadas de transição e finalizações.

A equipe paraense não tem desfalques para o confronto. As únicas ausências por questões físicas é o zagueiro/lateral-esquerdo Fernando Timbó, em transição; e o atacante Lúcio Flávio, contratado recentemente, mas ainda buscando melhor preparo. A principal mudança no time titular deve ser o retorno de Renato Augusto, após cumprir suspensão.

Quando o patrão acha que opinião dele vale mais que a do funcionário

Por Luis Nassif, no GGN
Di4S1mWXcAAF6gT
Bastou uma homenagem à Dilma Rousseff viralizar nas redes sociais que o dono do restaurante onde ocorreu a manifestação em favor da ex-presidente fez questão de se posicionar, como se a opinião dele fosse, de alguma maneira, mais valiosa que a de outrem. Mais: como se ele tivesse poder de “desautorizar” o funcionário a ter sua própria opinião e a manifestá-la de alguma maneira.
A Folha de S. Paulo, por sua vez, deu espaço ao dono contrariado com a mensagem de apoio à Dilma, mas não ouviu o funcionário autor da homenagem – não se sabe se ele não quis falar ou se a reportagem sequer tentou.
O que se sabe é que o dono do restaurante. Fernando Areco Motta, disse, expressamente, que a homenagem à Dilma “não reflete meu pensamento e nem o do restaurante” e que o gesto foi “impensado e não autorizado”.
Motta disse que não estava no restaurante no momento em que ocorreu a passagem de Dilma. Se estivesse, impediria qualquer homenagem?
Folha acrescentou apenas que “o funcionário responsável pela sobremesa continua trabalhando no local e não será demitido, segundo informou outro funcionário do restaurante.”
Dilma foi ao restaurante A Favorita e divulgou, no último final de semana, a imagem do carinho que recebeu do funcionário: um prato com a mensagem “sempre nossa presidenta”. “Uma delicada gentileza que me encheu o coração de alegria”, disse ela.

Destaques na Copa disputam troféu de melhor técnico

000_17J3A7-1024x648

Saiu nesta terça-feira a lista com os indicados para o prêmio de melhor treinador da temporada 2017/18. E a Copa do Mundo, como esperado, teve grande peso para a seleção dos candidatos: cinco comandantes que se destacaram no torneio na Rússia apareceram entre os 11 treinadores selecionados pela entidade máxima do futebol mundial. Tite, entretanto, não aparece na lista, que conta ainda com Zidane, Klopp e Guardiola.

A relação – que teve um nome a mais do que o esperado – deu espaço às seleções que tiveram melhores campanhas no Mundial. Didier Deschamps, campeão com a França, e Zlatko Dalic, vice com a Croácia, foram indicados, assim como Roberto Martínez, da terceira colocada Bélgica, e Gareth Southgate, da quarta colocada Inglaterra. Stanislav Cherchesov, que chegou às quartas de final com a Rússia de forma inesperada, é o nome mais surpreendente entre os 11.

Apesar do peso da Copa na lista, os clubes tiveram maior espaço, com seis treinadores apontados como candidatos ao prêmio. Zinedine Zidane – que foi tricampeão europeu com o Real Madrid e é o atual detentor do troféu – disputará contra Jürgen Klopp, vice-campeão da Champions com o Liverpool; Diego Simeone, vencedor da Liga Europa com Atlético de Madrid; Pep Guardiola, campeão inglês com o Manchester City; Ernesto Valverde, vencedor do Espanhol com o Barcelona; e Massimiliano Allegri, que ganhou o Campeonato Italiano com a Juventus.

Fifa inclui CR7, Messi, Modric e Kane na lista dos 10 melhores, mas exclui Neymar

fifa1

A temporada interrompida por uma lesão e marcada pelo desempenho sem brilho na Copa do Mundo tirou Neymar do rol de melhores jogadores do mundo, ao menos temporariamente. A Fifa divulgou nesta terça-feira os 10 indicados ao prêmio Fifa The Best e deixou de fora o brasileiro – que chegou a ser terceiro colocado em 2015 e 2017. Atual detentor do título, Cristiano Ronaldo está entre os candidatos e terá como rivais Messi, Modric, Mbappé, Griezmann, Varane, Salah, De Bruyne, Hazard e Kane.

Campeã do mundo, a seleção francesa tem três nomes entre os candidatos a levar o prêmio de melhor do mundo: Griezmann, Mbappé e Varane. A Bélgica, terceira colocada, conta com dois jogadores – De Bruyne e Hazard -, um a mais que a vice-campeã Croácia, que só conta com Modric como representante. Kane foi o indicado da quarta colocada Inglaterra.

Dos 10 candidatos, apenas Cristiano Ronaldo, Messi e Salah não chegaram às semifinais do Mundial. Tricampeão europeu com o Real Madrid, artilheiro da Champions e autor de quatro gols na Copa, Cristiano Ronaldo é considerado um dos favoritos à premiação, enquanto o argentino chega menos cotado do que em outras oportunidades. Salah, visto como forte candidato por conduzir o Liverpool à final da Liga dos Campeões, perdeu força com a queda do Egito na fase de grupos na Rússia.

000_16j35s

Neymar, que apareceu pela primeira vez no Top 10 em 2011 quando ainda defendia o Santos, foi figura constante entre os melhores do mundo nos últimos. A melhor colocação foi a 3ª, em 2015 e 2017, ao lado de Cristiano e Messi.

Esta é a quarta vez que não há nenhum brasileiro entre os 10 primeiros colocados da premiação oficial de melhor jogador do mundo, concedida pela Fifa – que foi criada em 1991. As anteriores foram em 1991, 1992, 2010 e 2012.

Os 10 nomes foram indicados por um painel composto por ex-jogadores, considerados “Lendas da Fifa”. Para os prêmios de melhor técnico e jogador no futebol masculino, os responsáveis foram Kaká, Ronaldo, Carlos Alberto Parreira (Brasil), Lothar Matthäus (Alemanha), Alessandro Nesta, Fabio Capello (Itália), Didier Drogba (Costa do Marfim), Frank Lampard (Inglaterra), Sami Al Jaber (Arábia Saudita), Emmanuel Amunike (Nigéria), Cha Bum-Kun (Coreia do Sul), Andy Roxburgh (Escócia) e Wynton Rufer (Nova Zelândia).

Agora, a decisão final virá atráves dos votos dos capitães e técnicos das seleções nacionais e dos jornalistas de cada um dos mais de 200 países filiados à Fifa. Estas indicações serão somadas à decisão do voto popular – através de eleição no site da Fifa -, que, na soma final, terá peso igual. Cada eleitor indicará três jogadores, em primeiro, segundo ou terceiro lugar – atribuindo, três e um ponto a cada um deles, respectivamente. Quem tiver maior soma ao fim será o vencedor, a ser anunciado na festa de gala do dia 24 de setembro, em Londres.

Além dos finalistas na disputa de melhor jogador do mundo, foram anunciadas as concorrentes entre as mulheres e treinadores, nas categorias masculina e feminina.

FBL-WC-2018-MATCH62-CRO-ENG

A Fifa divulgou também as 10 finalistas ao prêmio de melhor jogadora do mundo. Entre as selecionadas está a brasileira Marta, vencedora do troféu por cinco vezes e indicada em 14 oportunidades. Lieke Martens, que ganhou em 2017, não aparece entre as definidas. Lucy Bronze (Lyon e seleção inglesa), Pernille Harder (Wolfsburg e seleção dinamarquesa), Ada Hegerberg (Lyon e seleção norueguesa), Amandine Henry (Lyon e seleção francesa), Sam Kerr (seleção australiana e Sky Blue), Saki Kumagai (Lyon e seleção japonesa), Dzsenifer Marozsan (seleção alemã e Lyon), Marta (Brasil e Orlando Pride), Megan Rapinoe (Estados Unidos e Seattle Reign) e Wendie Renard (seleção francesa e Lyon) são as escolhidas. Destaque para seis atletas do Lyon, que em maio garantiu seu quinto título da Champions League.

Presente na relação, Marozsan vem enfrentando um problema de saúde delicado. Vencedora da última edição da Champions com o Lyon, a jogadora da seleção alemã tem uma embolia pulmonar e está temporariamente fora dos gramados ainda sem previsão de retorno. Em declaração nas redes sociais, ela comentou sua situação. (Do Globo Esporte)

Netão convoca torcida para “final” contra o ABC

netao-2

O Remo venceu e convenceu jogando diante do Confiança-SE na noite do domingo, no Batistão. A vitória por 2 a 0 fora de casa serviu para interromper a série de dois jogos sem triunfos e deu um novo ânimo para o Leão na briga para sair da incomoda situação na tabela da Série C do Campeonato Brasileiro. O técnico azulino, João Neto, analisou o confronto.

“A gente conseguiu compactar as duas linhas, fazer bem a dinâmica, fazer a transição rápida e ter as bolas do jogo para fazer os gols. Tivemos algumas dificuldades, mas a gente conseguiu buscar a vitória. Agora focamos no jogo dentro de casa”, avaliou o treinador.

Após a vitória, o treinador azulino já foca no duelo em casa diante do ABC. “A concentração é em cada jogo. Penso no meu treinamento, isso é importante. É focar em cada partida e esquecer o que vem pela frente. Quero pensar só na vitória, é nisso que tenho me preocupado. Vamos procurar aplicar tudo o que a gente tem de bom, porque agora a final é contra o ABC e vamos continuar nessa pegada”, ressaltou.

Para o confronto dentro do Mangueirão e querendo mais uma vitória na competição, o comandante azulino mandou um recado para os fanáticos pelo Leão: “Que a nossa torcida acredite e vá ao Mangueirão no próximo jogo, contribuindo de uma forma positiva para empurrar a equipe para frente. Que nos ajude a construir um resultado que vai ser muito importante para a reta final da Série C”, finalizou.

Papão recontrata lateral-esquerdo

37460323081_88665a7246_o_ki8JaHz

O Paissandu contratou um novo reforço para a lateral-esquerdo: é Guilherme Santos, que chega para reforçar a equipe na sequência da Série B. O jogador realizou exames durante esta segunda-feira, no Estádio da Curuzu, em Belém.

Guilherme, 30 anos, passou pelo clube em 2017, deixando uma boa impressão com três assistências nos 12 jogos disputados na Segundona. Teve o contrato renovado com o Papão para 2018, mas recebeu proposta do Jubilo Iwata, do Japão, e optou pela transferência.

Lá, Guilherme realizou 12 partidas e deixou a equipe japonesa depois de se envolver numa briga durante jogo pelo campeonato nacional. Expulso, ele chutou um outro atleta e, em seguida, acertou uma cotovelada no rosto do intérprete do Yokohama, adversário do Iwata.

Caso se confirme a contratação, Guilherme Santos chega para um dos setores mais instáveis do PSC na temporada. Três laterais-esquerdo passaram pela equipe e nenhum deles conseguiu manter uma regularidade e cair nas graças da torcida: Victor Lindenberg – já devolvido ao Botafogo -, Mateus Miller e Carlinhos, que está em recuperação de lesão.

Guilherme está há quase quatro meses sem jogar, o que significa que irá ter um período de condicionamento, não podendo reforçar o Papão nesses jogos finais do turno. É uma boa contratação, mas há sempre o risco de deixar o clube antes do final do campeonato.