Papão anuncia reforços para o ataque

30994909262_bc8f5b95bb_o

A diretoria do Paissandu agiu rápido, aproveitando a abertura da janela de transferências internacionais na segunda-feira, para ir em busca de reforços para o ataque. O primeiro alvo é atacante Victor Rangel (foto), que defendeu Ceará, Bahia, América-MG e Grêmio, e recentemente voltou ao Brasil após ser campeão da segunda divisão do México pelo Cafelateros, de Tapachula. Ele subiu com o Bahia para a Série A em 2016. Rangel tem 27 anos e nasceu em Serra, no Espírito Santo.

O jogador deve chegar nesta quarta-feira para fazer exames médicos no Papão e, em seguida, assinar contrato. O próprio atacante já havia adiantado, em rede social, que estava prestes a se apresentar ao novo clube, sem adiantar qual.

Outro reforço anunciado é Lúcio Flávio, centroavante que defendeu São Bento e Fortaleza e que já trabalhou com o técnico Guilherme Alves. As duas contratações visam suprir a falta de força ofensiva demonstrada pelo Paissandu nos últimos jogos, desde que o artilheiro Cassiano se transferiu para a China.

Três alemães na seleção dos piores da Copa

alemao-thomas-muller-termina-a-copa-do-mundo-sem-anotar-um-uncio-gol-1530119145979_v2_900x506

O jornal francês “L’Equipe” divulgou nesta terça-feira suas seleções dos melhores e dos piores jogadores da Copa do Mundo de 2018. A lista de jogadores que decepcionaram conta com três alemães. Com campanha decepcionante, a Alemanha perdeu para México e Coreia do Sul e não passou da primeira fase da Copa. Assim, Khedira, Ozil e Muller (foto) aparecem na seleção de piores do L’Equipe.

Completam a seleção Caballero (Argentina); Piszczek (Polônia), Alvarez (México), Duarte (Costa Rica) e Rybus (Polônia); Goralski (Polônia); Pisto (Dinamarca) e Ihenacho (Nigéria).

A seleção dos melhores, por sua vez, tem um brasileiro. Trata-se do zagueiro Thiago Silva, que joga no Paris Saint-Germain e teve média de 6,6 durante a Copa segundo o jornal francês. Completam o time Courtois (Bélgica); Trippier (Inglaterra), Varane (França) e Hernandez (França); Modric (Croácia), Pogba (França) e De Bruyne (Bélgica); Mbappé (França), Hazard (Bélgica) e Cavani (Uruguai).

Sem medo do perigo, Liverpool quer substituir Karius por Alisson

apos-perder-o-titulo-da-champions-para-o-real-madrid-com-falhas-de-seu-goleiro-karius-crescem-ainda-mais-os-rumores-de-que-o-liverpool-quer-contratar-o-goleiro-alisson-da-r-050620181305

Um dos principais focos do Liverpool no atual mercado de transferências é na posição de goleiro. Após falhas do Karius na final da Champions League da temporada passada, o principal nome especulado é o de Alisson. Segundo The Guardian, o clube inglês fez uma proposta de 70 milhões de euros (cerca de 316 milhões de reais) pelo jogador, a Roma, porém, quer mais.

O clube italiano aceita negociar o goleiro por 75 milhões de euros (cerca de 338 milhões de reais). O goleiro da Seleção Brasileira também estava sendo cogitado no Chelsea, que, provavelmente, deve negociar seu atual goleiro, o belga Courtois, que já expressou desejo de deixar o clube. Os ingleses, porém, ainda não fizeram uma oferta oficial por Alisson.

Caso o negócio se concretize, Alisson vai se tornar o goleiro mais caro da história, superando Gianluigi Buffon em 2001, quando a Juventus pagou 53 milhões de euros (cerca de 239 milhões de reais) e Ederson quando foi para City vindo do Benfica por 40 milhões de euros (cerca de 180 milhões de reais).

Um dos possíveis substitutos de Alisson, na Roma, pode ser o francês Areola, atualmente no PSG. Com a chegada de Buffon, o goleiro perdeu espaço no elenco, tendo em vista que ele ainda concorre com o alemão Trapp pela posição, tendo revesado com o companheiro de equipe nos jogos da temporada anterior. (Do Terra) 

Crise financeira leva três clubes italianos à falência

fcbari1908com-whatsapp-image-2017-08-30-at-130524-800x445

Envolvidos em uma grave crise financeira, três clubes do futebol italiano tiveram suas falências decretadas pela Justiça do país e terão que fechar suas portas. Assim como o Parma em 2015 e a Fiorentina em 2002, agora Reggiana, Bari e Cesena vão ter que recomeçar suas respectivas histórias na divisão amadora Série D com outro nome e escudo.

 Associazione Calcio Reggiana, que disputou a Série C (Lega Pro) na temporada passada, chegou até a apresentar toda a documentação para se inscrever no campeonato, no entanto, a participação do clube foi bloqueada pela organização da liga por causa das altas dívidas bancárias que a entidade acumulou.

Fundado em 1919 e presidiado pelo ex-jogador de beisebol Mike Piazza, o clube chegou a disputar sete edições da Série A. O ex-time de grandes ex-atletas como Claudio Taffarel e Fabrizio Ravanelli irá enfrentar a sua segunda falência na história.

Depois de disputar a Série B na temporada passada e ter brigado para não cair, o Associazione Calcio Cesena, por sua vez, teve seu pedido de falência decretado pela Procuradoria de Forlì. O clube “bianconero” precisava de seis milhões de euros para conseguir se inscrever na competição, mas não conseguiu arrecadar a quantia. Um banco britânico até tentou salvar a equipe, porém desistiu no meio das negociações.

Ao contrário do Reggiana, essa é a primeira vez em que o Cesena entra em falência. O clube disputou 13 edições da elite do futebol italiano, sendo a última na temporada 2014/15. Por fim, o Bari colocou um ponto final em sua história após 110 anos. Como o Cesena, o clube biancorosso não cumpriu os requisitos financeiros para se inscrever para a próxima temporada da Série B.

Três vezes semifinalista da Copa da Itália, o Bari possui 32 participações na Série A, sendo seu melhor resultado um sétimo lugar. De acordo com a imprensa italiana, o Avellino e o Pro Vercelli, que é detentor de sete Campeonatos Italianos, estão na mira da Justiça e também correm sérios riscos de falirem.

Em decorrência de uma grave crise financeira, mais de 20 clubes italianos faliram nos últimos cinco anos. Entre eles estão Siena, Modena, Como e Messina. (Do Estadão)

Zidane poderá juntar-se a Cristiano Ronaldo na Juventus

image

Portal espanhol cita fontes próximas da família Agnelli para garantir que o ex-treinador do Real Madrid assumirá um lugar na estrutura do clube de Turim. O treinador que dirigiu o Real Madrid em três das quatro conquistas da Liga dos Campeões, que Cristiano Ronaldo somou ao currículo pelo clube merengue, poderá estar a caminho da Juventus, o que, neste caso de Zidane, seria um regresso a uma casa que bem conhece, uma vez que representou o campeão italiano como jogador, entre 1996 e 2001.

A notícia foi avançada pelo portal “Libertad Digital”, que cita fontes próximas à família Agnelli, proprietária da Juventus e da Fiat. De acordo com essa publicação, Zidane assumirá as funções de assessor da direção técnica, ao lado do diretor desportivo Fabio Paratici. Este é, contudo, um cenário que carece de confirmação oficial e, caso se confirme, o regresso de Zidane à Juve só se dará no próximo mês de outubro.

Cruzeiro se classifica, torcida enche estádio e Mano Menezes ainda reclama

20180717001326675350i

O torcedor celeste compareceu em bom número ao Mineirão na noite desta segunda-feira fria de inverno, quebrou o recorde de público em jogos do Cruzeiro em oitavas de final de Copa do Brasil, mas viu um jogo ruim do time no empate por 1 a 1 com Atlético-PR. Em raros momentos a equipe empolgou os 44.443 espectadores. A classificação à próxima fase, garantida graças à vitória por 2 a 1 em Curitiba, compensou o esforço de quem foi à Pampulha. Ainda assim, o técnico Mano Menezes queria mais. Não dos jogadores, que saíram elogiados. Ele queria outro comportamento é dos cruzeirenses nas arquibancadas.

A despeito da baixa qualidade do espetáculo, ele queria empolgação do lado de fora do campo. “Precisamos também de um pouco mais de ajuda das arquibancadas. Hoje, em determinado momento, esteve muito silenciosa. Torcer quando está 2 a 0, 3 a 0 a favor, aí eu também torço. Mas nós precisamos da ajuda, do empurrão nos momentos mais difíceis, e a torcida do Cruzeiro sabe da importância que ela tem para a equipe”, cobrou, confirmando a fama de marrento.

Mesmo sendo noite de uma segunda-feira, a torcida celeste compareceu em ótimo número (44.443 presentes) e bateu recorde de público do clube em jogos válidos por essa fase da Copa do Brasil. Ainda assim, o torcedor viu um jogo morno – as poucas emoções ficaram para a reta final da segunda etapa – e foi cobrado pela falta de apoio em momentos críticos.
“Queria pedir desculpas pro Mano. Eu e meu filho corremos bastante, pegamos um trânsito terrível pra chegar junto com 44 mil pessoas numa segunda feira . Talvez tenha sido a falta do jantar … Queria ter gritado mais !” (sic), publicou o ex-dirigente Antonio Assunção em sua conta no Twitter, ironizando as queixas do treinador.

Neymar continua a ser o mais caro do mundo, mas perde valor de mercado

neymar-sai-do-gramado-cabisbaixo-apos-eliminacao-do-brasil-contra-a-belgica-1530907795503_v2_750x421

Neymar Jr ainda é o jogador mais caro do planeta, mas está valendo menos depois de ficar muito aquém das expectativas durante Copa do Mundo, segundo avalia a Pluri Consultoria, em relatório recente.

“Reduzimos nossa avaliação para o valor de mercado do Brasileiro Neymar Jr, do PSG em 11,1%, de € 197,3 milhões para € 175,4 milhões, o equivalente a R$ 789 milhões”, diz o texto. Já o site alemão Transfermarkt, segue avaliando Neymar Jr em 180 milhões de euros, o mais caro do mundo.

Citando a milionária transferência – 222 milhões de euros – do jogador do Barcelona para o PSG, considerada a maior da história do futebol, o relatório da Pluri justifica a queda apontando que Neymar não foi decisivo como se esperava.

A crise de reputação também joga contra Neymar Jr, neste momento. “Ninguém, porém, poderia imaginar a proporção tomada pelos eventos que o envolveram, a ponto de seu nome ter virado sinônimo para simulação e cai-cai”, diz o texto.

Segundo a Pluri atualmente os três jogadores mais caros do mundo são:

1. Neymar Jr.: 175,4 milhões de euros
2. Kylian Mbappé: 170,7 milhões de euros
3. Lionel Messi: 161,8 milhões de euros