Archive for setembro, 2015

Amarelados preocupam técnico do Papão

unnamed (19)

Com dúvidas para o comando do ataque, onde Betinho e Leandro Cearense se recuperam de contusão, o técnico Dado Cavalcanti tem uma preocupação a mais para o jogo contra o Atlético-GO neste sábado à tarde: o grande número de jogadores pendurados com dois cartões amarelos. Ao todo, nove atletas estão amarelados, sendo que os mais importantes são o lateral-esquerdo João Lucas e os zagueiros Tiago Martins e Gualberto.

Dentre os reservas, Misael, Lombardi, Luiz Felipe e Edinho também engrossam a lista de ameaçados. O temor da comissão técnica é que o Papão tenha desfalques para o confronto decisivo com o Bahia na próxima terça-feira, 6 de outubro, no Mangueirão. (Com informações da Rádio Clube do Pará e do Bola)

30 de setembro de 2015 at 12:32 19 comentários

MSC Cruzeiros desafia os tempos de crise

Curtir os lindos cenários e a riqueza histórica da Grécia, realizar passeios pitorescos pelos Fiordes Noruegueses ou aproveitar o clima paradisíaco do Caribe são apenas algumas das opções entre os roteiros que a MSC Cruzeirosoferecerá durante a temporada internacional de 2016. Além de anunciar as viagens para destinos belíssimos fora da América do Sul, para que os viajantes consigam se planejar, a armadora disponibilizou todos esses itinerários com o câmbio congelado a R$ 2,99.

“Conquistamos a liderança no segmento de viagens marítimas pela Europa devido a nossa capacidade de transportar mais de 1,1 milhão de pessoas pelo continente. A bordo de nossos navios, os hóspedes desfrutam de uma infraestrutura hoteleira, gastronômica e de lazer completa e ainda visitam os pontos turísticos mais procurados em uma única viagem”, destaca Adrian Ursilli, diretor Comercial e de Marketing da empresa. “Já a América do Norte é um mercado no qual estamos investindo constantemente para oferecer as melhores opções de roteiros. Para a próxima temporada, por exemplo, teremos o MSC Divina operando na região durante todo o ano, com roteiros a partir de Miami”, completa o executivo.

Itinerários pelo Mediterrâneo

No próximo ano, os protagonistas da companhia no Mediterrâneo serão o MSC Preziosa, MSC Magnifica, MSC Splendida, MSC Fantasia, MSC Poesia, MSC Orchestra, MSC Musica, MSC Sinfonia, MSC Opera e MSC Armonia. Entre abril e novembro, essa frota oferecerá mais de 230 itinerários por lugares estonteantes na Itália, Espanha, França, Portugal, Marrocos, Grécia, Croácia, Malta, Egito, Israel e Montenegro.

A bordo do MSC Preziosa, navio mais novo da MSC, por exemplo, os turistas poderão embarcar, aos sábados, para uma viagem incrível de sete noites pelo Mediterrâneo Ocidental. Com saída de Gênova, o transatlântico seguirá para a província de Civitavecchia, a partir da qual os viajantes conseguirão explorar Roma, cravejada de história, com fabulosas ruínas, templos imperiais, túmulos etruscos, as primeiras igrejas cristãs, torres medievais, palácios renascentistas e basílicas barrocas. Ainda na Itália, a navegação continuará até Palermo, conhecida por sua grande diversidade cultural. O próximo destino será Valeta, em Malta, seguido pelo município espanhol de Valência, berço da Paella, um dos mais espetaculares pratos do país. Marselha, cidade francesa que abriga grandes museus, teatros e casas de opera, será a última escala antes do retorno ao porto de origem.

Navegando pelo lado oriental do Mediterrâneo, os cruzeiristas poderão descobrir as peculiaridades da Grécia a bordo do MSC Orchestra, por exemplo.  Com saída aos domingos, o cruzeiro, com sete noites, começará em clima de romance, na cidade de Veneza, e contemplará uma parada em Bari, também na Itália, famosa por suas praias e fantástica culinária. Já em águas gregas, o navio atracará  em Katakolon, conhecida por ser a “porta de entrada para Olímpia”, onde os hóspedes terão a oportunidade de mergulhar na história da civilização helênica e conhecer os exuberantes templos de Zeus, Hera e Apollo. No mesmo país, a embarcação passará também pela bela Santorini, com suas tradicionais casas brancas e azuis e a fama de apresentar o pôr-do-sol mais bonito do mundo; Atenas, que abriga muita cultura na Acrópole, no Partenon e no Museu Arqueológico; e Corfu, ilha dona de uma uma inesgotável beleza natural, que foi inspiração para muitos músicos e poetas. O último destino, antes do retorno à Itália, será Montenegro.

Itinerários pelo Norte da Europa

As viagens de sete a 14 noites pelo norte do Velho Continente também serão de tirar o fôlego e estarão a cargo doMSC Splendida, MSC Opera e MSC Musica.  Na região, os cruzeiristas poderão contemplar a singular paisagem dos Fiordes Noruegueses,Capitais Bálticas, Escócia, Islândia, Irlanda entre outros paradisíacos destinos.

Sucesso na temporada deste ano, o MSC Splendida retornará à região e, assim como os demais transatlânticos da Classe Fantasia que estarão na Europa (MSC Preziosa e MSC Fantasia) e Caribe (MSC Divina), possibilitará aos viajantes que desejarem curtir as férias com ainda mais privacidade e regalias, a Experiência do MSC Yacht Club. O produto de luxo da armadora tem entre seus diferenciais mordomo 24h, prioridade de embarque e desembarque, pacote de bebidas all inclusive, espaços privativos e muito mais.

Itinerários pelo Caribe

Como estratégia da companhia de intensificar e fortalecer sua atuação no mercado norte-americano, o MSC Divinapermanecerá dedicado a roteiros com saídas do porto de Miami, a partir de novembro de 2015 e durante todo o ano de 2016. Com capacidade para 4,3 mil hóspedes, o belíssimo navio seguirá do sul da Flórida para viagens de três a dez noites pelo Caribe Americano e Mexicano. A primeira opção conta com destinos como a ilha de St. Maarten; San Juan, capital histórica de Porto Rico que abriga muita cultura em sua arquitetura colonial do século XVI; e Nassau, nas Bahamas. No Caribe Mexicano, os cruzeiristas poderão conhecer Falmouth ou Ocho Rios, na Jamaica; as Ilhas Cayman, onde as águas cristalinas e a rica fauna marinha formam o cenário ideal para a prática de mergulho; Cozumel, no México, cidade a partir da qual a MSC oferece excursões inesquecíveis; e as Bahamas.

Todos os itinerários estão disponíveis com o câmbio congelado a R$ 2,99 e podem ser adquiridos pelo sitewww.msccruzeiros.com.br ou com agentes de viagens.

Informações à imprensa: imprensa@msccruzeiros.com.br

S2Publicom – http://www.s2publicom.com.br
PABX: (11) 3027-0200

30 de setembro de 2015 at 11:58 Deixe um comentário

Academias participam do “Nocaute na Violência”

Mais de 60 academias estão inscritas na programação do projeto Nocaute na Violência que terá mais de 100 atletas de 7 a 17 anos de todo o Estado em disputas no ginásio Altino Pimenta na quinta-feira (1) e na sexta-feira (2). A abertura das lutas será feita com um desfile das academias e a participação da banda da Guarda Municipal de Belém.

A competição terá pesagem e sorteio na quinta-feira, a partir das 8h e lutas na sexta-feira, iniciando às 17h. O projeto Nocaute na Violência tem como objetivo incentivar a prática do boxe por crianças e adolescentes em situação de risco. Foi idealizado pelo ex-pugilista e treinador Zezé do Boxe, com o apoio da Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer (Sejel). (Da Ascom/Sejel)

30 de setembro de 2015 at 11:48 1 comentário

Feira do Vinil agita Café com Arte no sábado

A maior feira de vinis do norte do país (Belém – PA) chega a sua 7ª edição, no Café com Arte no próximo sábado, dia 03/10. Serão disponíveis para venda mais de 15.000 discos: clássicos, rock, mpb, folk, indie, samba rock, flash back, Brega, Carimbo, merengue, lambada, etc. toca-disco (novos e usados), acessórios (periféricos, agulha, etc) e muito mais! Pagamento: Cartões de crédito e débito. Entrada franca, é para todas as idades. Início 11h da manhã até às 19h. Bancas: Max, Nando e Flavio. Serviços de cozinha e bar do Café com Arte vão funcionar normalmente.
Assim como em todo Brasil a cultura do vinil é muito forte, durante muito tempo essa cultura ficou esquecida nos anos 90,mas as novas gerações se encantaram pelo formato e a qualidade da midia, mas não só as novas geraçoes e sim os saudosistas também acordaram pra um formato que sempre gostaram de ter em casa, dando espaço assim para os colecionadores de discos, que são muitos em todo o Brasil. Hoje o mundo deixou de vender música no formato físico, nos últimos cinco anos houve uma evolução nos formatos como : Spotify, Apple Music, sites para dowloands ou Stream, e desta transformação que reapareceu o vinil, uma mídia que existe há mais de 50 anos no mundo com uma qualidade ímpar. A nova industria musical também investiu em novas tecnologias para ressuscitar o velho bolachão e hoje fatura milhões com a venda de discos, tão rendável que nos EUA inventaram o Record Store Day : um dia especial só para as vendas de discos de vinil.
De acordo com Mizinho Rodrigues, um dos organizadores da Feira do Vinil, o público alvo da Feira é bem variado. “Tem o curioso na faixa de 16 a 18 anos que o tio falou ou o pai tinha muitos vinis em casa, tem os colecionadores que são a maioria na feira, se voce ja tem mais de 10 discos em casa, você ja é um colecionador. Tem as pessoas que ja tiveram muitos discos e agora  estão comprando todos que perderam no passado ( ex- colecionadores de discos ) mas o publico tem essa váriavél.. vai de 10 as 60 anos, a musica boa  não tem idade, ela sempre volta de gerações em gerações! Esse foi o caso do vinil nos últimos 4 anos no Brasil.” conta Mizinho Rodrigues.
A feira do vinil não é um evento cultural só para a compra de vinis, ela também linka os amantes da musica, possibilita a troca de informações, a feira é o melhor lugar pra se informar na cultura não só de vinil, mas de música em geral, fora as pessoas que vão pra se informar sobre equipamentos novos ligados ao vinil ou simples acessórios que dificilmente você irá encontrara em outro lugar que não seja a feira.
A expectativa para a 7ª Feira do Vinil é a melhor possível. “Essa edição talvez seja de maior público, a nossa expectativa é de 800 pessoas num publico rotativo durante toda a feira. Até porque da última edição pra cá, novos títulos foram lançados e isso gera uma grande procura no dia da feira! Fora toda uma logística que o Café oferece  de restaurante e bar nesse dia. Programa ideal para ouvir uma música de qualidade no dia da feira , com alguns DJs convidados.” Explica Mizinho. “Neste sábado quem quiser ter uma manhã ou tarde agradável  pode chegar no Café com Arte e se preparar para pesquisar muitas raridades no mundo do vinil”, convida Mizinho Rodrigues e Roberto Figueiredo.
SERVIÇO:
Feira do Vinil 7ª edição
Quando: 03/10
Onde: Café com Arte (Rui Barbosa, 1437)
Hora: A partir de 11h
Entrada franca é permitido todas as idades.
Mais informações: 3224 – 8630
Acompanhe o instagram oficial da Feira do Vinil: www.instagram.com/feiradovinil

30 de setembro de 2015 at 1:07 Deixe um comentário

Crepúsculo dos craques

POR GERSON NOGUEIRA

Quando se noticia o desligamento de Ronaldinho Gaúcho do Fluminense, após dois meses de improdutiva e constrangedora passagem, lembro imediatamente de outro veterano, Clarence Seedorf. Quanta diferença na maneira de pensar a carreira e de agir com os clubes contratantes. Seedorf passou uma temporada no Botafogo, mas jogou bola. Corria como um garoto, às vezes mais até do que os outros atletas.

O craque holandês constituiu-se num exemplo de honradez profissional e competência técnica. Levou o time à sua melhor colocação no Brasileiro em 18 anos, fazendo valer cada centavo gasto com sua contratação. Além disso, foi o grande destaque da competição, encantando a todos com sua habilidade e capacidade de finalização.

Ronaldinho Gaúcho, ao contrário, vem colecionando fracassos desde que saiu do Milan e retornou ao Brasil. Depois de rodar pelo Flamengo, conseguiu se estabelecer no Atlético-MG, onde viveu seus últimos lampejos, contribuindo para a conquista da Libertadores. Saiu para defender o mexicano Querétaro, com pouco destaque.

De volta ao Brasil, depois de interromper contrato, iniciou um leilão envolvendo Vasco e Fluminense, terminando por firmar contrato com os tricolores. Na ocasião, empolgada com o feito, a diretoria do Flu chegou a se vangloriar publicamente por ter vencido a disputa com os vascaínos pelo futebol do craque.

É claro que se arrependimento matasse os dirigentes do Fluminense estariam em maus lençóis a essa altura. Como quase todo mundo desconfiava, R10 foi apenas um arremedo de atleta nas Laranjeiras. Passava mais tempo no departamento médico do que jogando. Tinha dificuldades até para acompanhar a rotina de treinos.

Nos poucos momentos em que foi visto com a camisa do Flu nem de longe lembrava o elogiado ganhador da Bola de Ouro da Fifa e ídolo do grande Barcelona. Lento, pouco participativo, limitava suas ações com a bola a chutes de longa distância rumo à área. Sua passagem durou um pouco mais graças à benevolência de parcela da crônica esportiva.

Ocorre que a torcida, pouco paciente com enganadores, começou a botar a boca no trombone e a pressionar os dirigentes. Angustiados com a brutal queda de rendimento do Fluminense na Série A e com as imensas dificuldades que o time teve para superar o Papão na Copa do Brasil, os torcedores passaram a hostilizar Ronaldinho e Fred, os dois veteranos do clube. Antes de encarar problemas mais sérios, R10 decidiu pedir as contas e foi se dedicar ao pagode e à vida noturna, suas atividades preferenciais nos dias de hoje.

O desfecho representou um alívio para os dirigentes aloprados que o contrataram, pagando cerca de R$ 600 mil mensais, e uma tristeza para fãs do futebol vistoso e cheio de dribles do ex-craque gaúcho.

A lição que fica, não só para o Flu, é de que não há mais lugar para essa mania nacional de correr atrás de veteranos que jogam apenas com a fama do passado. Já vimos a versão papachibé desse filme, com Marcelinho Carioca, Finazzi, Souza e Leandrão. É tempo de levar mais a sério esse negócio chamado futebol.

————————————————————

Leão busca vaga e lucro nas bilheterias

O Remo bem que tentou. No afã de conciliar os interesses de campo com as urgentes necessidades do cofre, buscou obter um aumento do limite de público permitido para o estádio Jornalista Edgar Proença para a partida de sábado contra o Palmas (TO). Apesar da boa vontade do Ministério Público, dois obstáculos impediram que a carga fosse ampliada para 40 mil, como pretendiam os dirigentes azulinos. O departamento de Segurança do estádio vetou a proposta por entender que a logística ficaria comprometida e a Polícia Militar alegou falta de efetivo – parte do contingente é hoje obrigado a ficar no Portal da Amazônia.

Há três anos, a capacidade original do Mangueirão (45 mil espectadores) baixou para 38 mil em partidas de futebol, por razões de segurança, principalmente quanto ao escoamento de público ao final dos eventos esportivos. De 38 mil a lotação baixou para 35 mil, até que haja uma reforma completa nas áreas de acesso e saída do estádio.

Com isso, os dirigentes decidiram colocar à venda 32.700 ingressos, incluindo sócios-torcedores e meia-entrada para estudantes. Os demais 2.300 ingressos serão destinados às gratuidades e credenciados. Desde anteontem, via internet e na sede do clube, o torcedor já pode adquirir seus ingressos, a R$ 40,00 (arquibancada) e R$ 60,00 (cadeira).

É um momento crucial para o time, que precisa do apoio maciço da torcida para ultrapassar o primeiro mata-mata, e para o clube, argolado em dívidas com o próprio elenco e que depende do que faturar nos jogos da Série D para sair do vermelho. Um depende diretamente do outro para continuar respirando e o torcedor entra como fiador do projeto.

————————————————————

Duas Águias na encruzilhada do Parazão

As duas Águias do nosso futebol, a do Souza e a de Marabá, atravessam momentos curiosamente parecidos, embora com perspectivas diferentes. A velha Águia Guerreira está há dois anos longe da primeira divisão do nosso futebol, patinando nas fases de acesso e apelando para a prospecção de atletas refugados por outras agremiações, distante de sua tradição de formar jogadores. O Águia marabaense, bem mais jovem, acaba de perder lugar na Série C do Campeonato Brasileiro, onde permaneceu por oito anos. E, a exemplo de sua co-irmã, está alijado do Campeonato Paraense desde 2013.

Para os dois times, o acesso ao Parazão torna-se prioridade absoluta neste final de temporada. O Azulão ainda tem o alento de poder disputar a Série D em 2016, mas a Cruz de Malta não pode se dar ao luxo de ficar sem calendário, sob pena de sucumbir definitivamente.

Apesar de situação ligeiramente melhor, a presença no Parazão é também determinante para o futuro do Águia. Explica-se: foram as duas ausências da fase principal da competição que comprometeram o planejamento do clube e influíram decisivamente no fiasco deste ano na Terceira Divisão. Sem identidade e com um time pouco testado, o Águia passou mais da metade da fase classificatória na zona do rebaixamento.

Depois de sair da Série C, o Águia dedica-se agora a brigar por uma vaga no Parazão ao lado da Tuna e de mais dez concorrentes. Tarefa desafiadora e que vai pôr à prova a competência e o arrojo de duas importantes forças do nosso futebol.

(Coluna publicada na edição do Bola desta quarta-feira, 30)

30 de setembro de 2015 at 0:55 11 comentários

Rock na madrugada – Eddie Vedder & Tom Petty, The Waiting

30 de setembro de 2015 at 0:46 Deixe um comentário

Santa Cruz vence e assume terceira posição

30 de setembro de 2015 at 0:23 Deixe um comentário

Posts antigos


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,187,168 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 19.815 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

setembro 2015
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

NO TWITTER

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: