Clássico alvinegro abre o Brasileirão

O tradicional clássico Botafogo x Santos será o jogo de abertura do Brasileiro-2010, às 18h30 do dia 8 de maio. No domingo, outro clássico, Flamengo x S. Paulo, às 16h, é o principal destaque da programação. A CBF divulgou hoje a tabela da competição.

Confira a primeira rodada do Campeonato Brasileiro:

Sábado, 8 de maio de 2010:
18h30 – Botafogo x Santos
18h30 – Atlético-GO x Grêmio
18h30 – Palmeiras x Vitória

Domingo, 9 de maio de 2010:
16h00 – Flamengo x São Paulo
16h00 – Atlético-MG x Vasco
16h00 – Internacional x Cruzeiro
16h00 – Corinthians x Atlético-PR
18h30 – Ceará x Fluminense
18h30 – Guarani x Goiás
18h30 – Avaí x Grêmio Prudente

Marcos Assunção na mira do Paissandu

Fontes ligadas à diretoria do Paissandu revelaram nesta segunda-feira que, depois de desistir do volante Serginho, o clube vai partir para uma contratação de impacto: ninguém menos que Marcos Assunção, que defendeu o Real Bétis da Espanha. Em 2009, Assunção defendeu o Grêmio Barueri, no Paulistão. (Com informações, via twitter, do Futebolcomxibé)

Arbitragem para jogos de Remo e S. Raimundo

Jânio Pires Gonçalves (TO) apitará Remo x São Mateus (ES), jogo de volta pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira, às 21h, no estádio Baenão. Seus assistentes serão: Fábio Pereira e Gilvan Cavalcante dos Santos (TO), o quarto árbitro será Márcio Gleidson Correia (PA) e o observador, Lenílson Alcântara (PA).

Para o jogo de quinta-feira, entre Botafogo e S. Raimundo, às 21h30, no estádio Engenhão (Rio), a arbitragem também já foi definida. Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC). Assistentes: Fernando Lopes e Rosnei Hoffmann Scherer (SC). Quarto árbitro: André Luís Ramos (RJ). Observador: José Santiago Andrade (RJ).

Tribuna do torcedor

Por Manoel Tavares (manvares@yahoo.com.br)

É impressionante como o técnico Sinomar Naves, do glorioso Clube do Remo, vem conduzindo a equipe nos últimos jogos do clube. Senão, vejamos:

1) Com dois jogadores notadamente sem ritmo para acompanhar os demais companheiros de equipe (Gian e Velber), ele insiste em mantê-los comprometendo  o rendimento da equipe e colocando seus companheiros em xeque.

2) Gian e Velber, por não combater, sobrecarregam, os cabeças de área, obrigando-os a fazer faltas desnecessárias.

3) Os zagueiros Pedro Paulo e Raul, idem, idem, pois não sendo jogadores técnicos, podem a qualquer momento serem expulsos. E aí a imprensa com certeza os crucificará.

4) Quando você tem dois laterais, sendo um bastante agressivo, você lhe dá cobertura para apoiar o ataque, aproveitando seu potencial ofensivo, mas o Sinomar deixa desguarnecida a subida de nosso lateral direito (Levy). Ora, Gerson, isso é básico. O Marinho Chagas fazia isso com bastante propriedade no Botafogo. Já o lateral esquerdo Paulinho não apóia e nem defende.

5) Ao colocar o Samir no banco de reservas, ele está colocando sua cabeça na guilhotina. Ele já está enchendo a paciência da torcida do Remo. Ele sabe muito bem a diferença de nossa torcida para a torcida do outro lado. A torcida do Remo não aplaude, teimosias, burrices e incompetências.

6) Só existe uma opção para Sinomar: ou ele acorda dessa sua letargia (ou seria teimosia) ou não termina o campeonato.

Paissandu descarta contratação de Serginho

O Paissandu descartou definitivamente a contratação do volante Serginho (ex-Remo), que estava apalavrado com o colaborador Roger Aguillera para se apresentar ao clube neste domingo. O bom resultado diante do Independente e a efetivação de Charles Guerreiro como treinador podem ter pesado na decisão. A justificativa do presidente Luiz Omar Pinheiro para desfazer o negócio foi curta e grossa: “O jogador estava com muita frescura”, disse o cartola. Há quem diga, porém, que o recuo teve muito a ver com a reação negativa da torcida em relação a Serginho, identificado como “remista” na Curuzu.