Sandro Goiano acerta com o Paissandu

O próprio Sandro Goiano, através de um amigo em Belém, confirmou que já acertou com o  Paissandu para 2010. Deve se reapresentar logo na primeira semana de janeiro, a tempo de participar da estreia do time no Parazão. Aos 32 anos, o volante defendeu o Sport (PE) no Brasileiro da Série A, mas foi colocado em disponibilidade com a chegada de Péricles Chamusca para dirigir a equipe. Antes, o jogador sofreu algumas contusões e ficou de fora de grande parte das partidas do clube pernambucano no primeiro turno da Série A. Quem encaminhou o acerto para a volta de Sandro à Curuzu foi o empresário Roger Aguillera, colaborador do clube. A diretoria não confirma a transação. 

Além de fechar com Sandro, o Paissandu negocia a vinda de outros veteranos, como os meias Jackson (ex-Coritiba) e Paulinho Marília (Luverdense). Outros nomes que estariam na mira da cartolagem são os de Denílson (ex-Palmeiras e Itumbiara), Athirson (ex-Cruzeiro) e Roma (Macaé-RJ).

Schumacher está de volta

O alemão Michael Schumacher, heptacampeão campeão mundial de Fórmula 1, firmou um contrato com a equipe Mercedes para disputar a temporada de 2010 como piloto da principal categoria do automobilismo, revelou nesta terça-feira o site do jornal alemão Bild. Segundo o Bild, o piloto receberá 7 milhões de euros (R$17,7 milhões) para voltar as pistas na próxima temporada, já no Grande Prêmio do Barein, no dia 14 de março. (R7)

Fla fecha patrocínio recorde no Brasil

A diretoria do Flamengo fechou o maior contrato de patrocínio do futebol brasileiro. Atual campeão nacional, o clube firmou um acordo com a Hypermarcas que renderá aos cofres cerca de R$ 28 milhões por ano. O valor é quase o dobro do que o Flamengo recebia da Petrobras. Faltam apenas pequenos detalhes para a negociação ser concretizada. Em reunião na noite de segunda-feira, os dirigentes rubro-negros aceitaram a proposta da Hypermarcas, dona da marca Bozzano, que estampou o logotipo nas mangas do clube no fim deste ano.

“É algo extremamente positivo. Evoluímos muito. Há três anos, a proposta da Petrobras era de R$ 13 milhões anuais e a da Nike, de R$ 7 milhões. Agora, a Hypermarcas e a Olympikus vão nos dar R$ 50 milhões (por temporada). Um salto enorme”, declarou o vice-presidente de marketing do Flamengo, Ricardo Hinrichsen. (Da ESPN)

O ranking da esquerda

Por Roberto Vieira

A eleição de Marta e Messi como os melhores do mundo prova que, pelo menos no futebol, a esquerda chegou ao poder. Mas quais seriam os maiores canhotos da história? 

Qual o ranking dos melhores pés esquerdos do futebol? (Excetuando-se Pelé, Di Stéfano e Bobby Charlton por serem ambidestros.) 

1. Maradona 

2. Marta 

3. Rivaldo 

4. Puskas 

5. Rivelino

6. Tostão 

7. Gérson 

8. Gento 

9. Kempes 

10. Messi 

Por que Messi em décimo? Porque ele é melhor que Resenbrink e Overath. 

Por que Marta em segundo? Porque falta um título mundial pra ela superar Maradona…

Atleta recorre à Justiça para sair do S. Paulo

Em entrevista à Rádio Jovem Pan nesta terça-feira, o superintendente de futebol do S. Paulo, Marco Aurélio Cunha, disse que o clube deve conseguir na Justiça reverter a rescisão contratual de Oscar. Porém, caso a derrota aconteça, o dirigente diz que o futebol brasileiro estará entregue a “piratas”, como ele chamou os empresários que vão atrás das jovens promesas. “Não tenho a menor dúvida (da vitória na Justiça). O S. Paulo é bem amarrado na forma dos contratos e é a única barreira que esses agentes não transpuseram. Se o São Paulo falhar, o futebol brasileiro acabou. Será a última barreira que esses piratas do futebol vão conseguir transpôr”, disse.

Marco Aurélio Cunha deixou um recado no celular do meia no último fim de semana: “Oscar, você sabe o quanto gosto de você. Acho que esse caminho é horrível. Foi um erro estratégico imenso, e espero que você não tenha permitido. Com certeza, sua vida vai ficar difícil porque seus argumentos são ruins e a força jurídica do São Paulo é muito grande. Me liga, meu filho, para eu te orientar, eu não quero passar o que você vai passar”. Quem viu a mensagem considerou que o dirigente fez ameaças veladas ao jovem atleta.

Oscar, de 18 anos, tido como “jóia rara” no Morumbi, conseguiu na Justiça a rescisão de seu contrato com o clube e está livre para atuar por qualquer outra equipe. Segundo André Ribeiro, advogado contratado pelo atleta, a decisão da Juíza Eumara Nogueira Borges Lyra Pimenta, da 40ª Vara do Trabalho de São Paulo, foi tomada pelo atleta alegar que em 2007 ficou “escondido” na Espanha até completar 16 anos, idade mínima para se firmar um contrato profissional, e por iniciativa do clube foi emancipado por sua mãe. Com isso, o São Paulo prorrogou seu contrato até dezembro de 2012.

“A prática é contrária ao que determinam os regulamentos da Fifa, que proíbem o registro de contratos de atletas menores de 18 anos por prazo superior a três anos. Além disso, o jogador reclama salários e FGTS parcialmente atrasados desde setembro de 2008, o que daria causa à rescisão indireta de seu contrato e o que fundamentou a concessão da decisão liminar”, explicou Ribeiro. (Com informações do Folhaonline, Lancenet e ESPN)

Como se vê, nem tudo são flores no jardim tricolor. Os queixumes de Marco Aurélio Cunha soam ridículos perto da quantidade de vezes que o S. Paulo foi acusado de aliciar jogadores de outros clubes – o Goiás que o diga.

Coluna: Orgulho e preconceito

Parece incrível hoje, mas o futebol feminino já foi alvo de execração pública no Brasil, por parte dos torcedores e até dos cronistas. E nem faz tanto tempo assim. João Saldanha, talvez o mais importante jornalista esportivo do país em sua época, era crítico mordaz da prática. Achava incompatível com o chamado esporte bretão.
Nos anos 70, sempre que era instado a opinar sobre o tema, Saldanha trovejava: “Só se a Adidas se associar com a De Millus para inventar novo uniforme”. Ranheta, rápido no gatilho, João Sem Medo não baixava a guarda nem quando lembrado que existia vôlei feminino, atletismo feminino, natação feminina e até luta-livre feminina. “O título mundial de boxe, categoria dos pesos-pesados, está vago. Por que uma mulher não se candidata?”, encerrava o papo.
Os tempos são outros e o futebol feminino já enche de ufanismo os pachecos mais deslumbrados. E não é para menos: Marta, a maior futebolista de todos os tempos, obteve ontem a consagração máxima no esporte. Arrebatou pela quarta vez consecutiva o troféu de melhor do mundo em eleição coordenada pela Fifa, façanha que nenhum marmanjo conseguiu desde que a premiação foi instituída.
Ao contrário da modalidade masculina, contam-se nos dedos de uma mão atletas realmente excepcionais entre as mulheres. Donde se pode concluir que, jovem ainda, Marta tem tudo para encher uma prateleira de troféus da Fifa. Caso mantenha o nível atual, construindo jogadas com talento assombroso e fazendo muitos gols, vai ganhar sempre.
Desconfio até que logo será inventado um troféu tipo hors-concours exclusivamente para ela.
 
 
O curioso é que, apesar dos troféus e medalhas, distinções e aplausos, o futebol feminino continua a ser um primo enjeitado no Brasil. Todo mundo acha bonito e se comove quando Marta brilha no palco da Fifa, mas a verdade é que o preconceito continua a minar as chances da categoria no país dos boleiros.
Esforços discretos têm sido feitos para tirar a modalidade do gueto, mas as dificuldades ainda são imensas. O Santos, campeão da Libertadores, time de Marta e Cristiane, é o primeiro dos grandes clubes a demonstrar real interesse pela atividade, investindo em contratações e formação de jogadoras.
A CBF, que vive prometendo apoio e subsídios, só lembra de Marta e suas companheiras quando o time levanta uma taça ou ganha medalha em Olimpíada. Depois, a modalidade mergulha de novo na zona de sombra, esquecida por tudo e todos.
A salvação pode vir do exemplo norte-americano, onde o esporte já é o segundo mais praticado nos colégios das cidades de médio porte. Lá, as barreiras do preconceito caíram por terra quando a modalidade virou febre entre as crianças, que constituem a base da pirâmide de qualquer esporte.  
  
(Coluna publicada na edição do Bola/DIÁRIO desta terça-feira, 22)

A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula para esta terça-feira, 22:

08h Entrevista para a rádio O Dia FM, no hotel Sofitel, Sala Dom Pedro, 8º andar

10h Visita e inauguração de unidades habitacionais do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) no Complexo do Alemão, na rua Itaóca, 1.833

11h20 Visita a obras do PAC em Manguinhos, na avenida Dom Hélder Câmara, 1.184

12h Cerimônia de entrega das obras do PAC em Manguinhos 

15h Partida para Brasília (DF) – aeroporto Santos Dumont, III Comar

16h30 Nelson Jobim, ministro da Defesa – Base Aérea de Brasília

17h Alexandre Padilha, ministro-chefe da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República

20h30 Jantar de confraternização de fim de ano oferecido aos ministros, na Granja do Torto

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)