A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula para esta terça-feira, 8:

01h Chegada a Montevidéu, na Base Aérea nº 1, aeroporto de Carrasco

09h10 Encontro com representantes do Fórum Empresarial Mercosul-União Européia, no edifício Torre Ejecutiva, 11º andar, salão dos ministros

09h15 Foto comemorativa do aniversário de assinatura do Tratado de Limites Brasil-Uruguai

09h30 XXXVIII Reunião do Conselho do Mercado Comum  

12h55 Foto oficial dos chefes  de Estado do Mercosul e convidados especiais, no Teatro Solís

13h40 Partida para Brasília (DF), na Base Aérea nº 1, no aeroporto Carrasco

17h Chegada a Brasília

17h30 Carlos Lupi, ministro do Trabalho e Emprego, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

18h Alfredo Nascimento, ministro dos Transportes 

20h Guido Mantega, ministro da Fazenda

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)

Flamengo elege mulher para presidente

Patrícia Amorim foi eleita, na noite desta segunda-feira, a primeira presidente da história do Flamengo.  A votação ocorreu em clima tranquilo. De acordo com a última parcial, das 20h, 2.168 dos 5.315 sócios do clube carioca aptos a votar participaram da eleição. Patrícia derrotou o candidato apoiado pelo presidente Márcio Braga, Delair Dumbrosck, presidente em exercício do clube, o segundo colocado. Também concorreram Plínio Serpa Pinto, Clóvis Sahione, Lysias Itapicuru e Pedro Ferrer.

Dines analisa “estrago” do fim do diploma

O jornalista Alberto Dines, que acaba de relançar o livro “O papel do jornal e a profissão de jornalista”, classifica o atual momento como um dos mais críticos da imprensa nacional e estrangeira. “É um dos mais críticos da imprensa mundial como um todo, porque ela está perdida, e da imprensa brasileira em particular (…). O empresariado não quer nenhuma regulação, mas ela é necessária, assim como acontece em outros países”, afirma.

Em sua obra, o jornalista retoma a discussão sobre a profissão e o diploma. Para ele, a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que extinguiu a obrigatoriedade de diploma específico para exercer a profissão, foi um equívoco, um “estrago”, como define em um dos adendos do livro.

Sobre os Projetos de Emenda à Constituição (PECs) 386/09 e 33/09, que prevêem a exigência de graduação em jornalismo, Dines não sabe se os projetos podem ser sancionados, por causa da decisão em caráter definitivo do STF.

O livro de Dines, publicado pela Summus, está na 9ª edição. Em 1985, a publicação trouxe o tema “fim do diploma”, e agora retoma esses e outros debates, como a Lei de Imprensa. “O livro é um flagrante dos flagrantes”, define o jornalista, que há 35 anos acompanha, através da obra, os principais acontecimentos da imprensa e da profissão.

Nesta segunda-feira (07/12) e na quarta-feira (09/12), Dines realiza palestras no Rio de Janeiro e em São Paulo, na Livraria da Travessa, no Leblon, e na Livraria da Vila. (Do Comunique-se)

Pernambucanos rejeitam hexa do Fla

Jornais pernambucanos noticiaram nesta segunda-feira o título do Flamengo como o “pentacampeonato” do clube carioca em Brasileiros, ignorando o discutido título nacional do Rubro-Negro em 1987, no qual o Sport foi o campeão brasileiro reconhecido pela CBF. Naquele ano, um racha entre o Clube dos 13 e a CBF fez com que dois torneios fossem disputados – a Copa União (chamada de “Módulo Verde” pela CBF) e o Módulo Amarelo. O Flamengo venceu o primeiro, e o Sport ganhou o segundo. Nas páginas dos diários de Recife, o Fla é chamado de pentacampeão. “Hexa uma ova!”, diz o tablóide esportivo Aqui.

STJD interdita estádio do Coritiba

O estádio estádio Couto Pereira, do Coritiba, está interditado por tempo indeterminado após a invasão de torcedores ao gramado e consequente confronto com policiais depois do rebaixamento do time no Campeonato Brasileiro, ocorrido no domingo (6). Depois do empate por 1 a 1 contra o Fluminense, muitos torcedores invadiram o gramado, furiosos com o rebaixamento do time, que já disputou a segunda divisão nesta década. A polícia entrou em ação e houve confronto, com um policial terminando a briga desacordado.

Segundo o Coritiba,  o procurador geral do STJD, Paulo Schimitt, entrou com pedido de ação cautelar para a interdição do estádio. Com o aval da presidência da entidade, o local não poderá receber qualquer evento por tempo indeterminado.

UFPA anula primeira fase do vestibular

A Comissão Permanente de Processos Seletivos da Universidade Federal do Pará (COPERPS) decidiu, nesta segunda-feira anular a primeira fase do Processo Seletivo Seriado 2010 (PSS), realizada no último dia 22 de novembro. O novo calendário de provas ainda não foi definido, mas a segunda fase, que seria neste domingo, dia 13 de dezembro, foi adiada. A Coperps informa, ainda, que as inscrições para o concurso não serão reabertas. O reitor da universidade, Carlos Maneschy, explicou que o posicionamento da UFPA sobre a primeira fase do PSS 2010 seria alterado apenas diante de uma decisão judicial ou do surgimento de um fato novo. Os dois motivos que levaram a esta decisão foram uma liminar da Justiça Federal e o resultado de investigações da Polícia Federal. (Da Assessoria da UFPA)

Sai a seleção dos melhores do campeonato

A revista Placar e a ESPN premiaram, na tarde desta segunda-feira, os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro. Adriano (foto) ganhou a Bola de Ouro, como craque da competição.

Goleiro
Victor (Grêmio) 

Lateral-direito
Jonathan (Cruzeiro) 

Lateral-esquerdo
Kléber (Internacional) 

Zagueiros
Miranda (São Paulo)
André Dias (São Paulo)

Volantes
Guiñazu (Inter)
Pierre (Palmeiras)

Meias
Petkovic (Flamengo)
Marcelinho Paraíba (Coritiba)

Atacantes
Adriano (Flamengo)
Diego Tardelli (Atlético-MG)

Pantera recebe homenagem na festa do Brasileirão

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes, entregarão oficialmente a taça de campeão brasileiro 2009 ao Flamengo nesta segunda-feira no evento do Prêmio Craque Brasileirão 2009, a partir das 20h30, na casa de espetáculos Vivo Rio, no Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro.
O Vasco, campeão da Série B, o América Mineiro, campeão da Série C, e o São Raimundo de Santarém (PA), campeão da Série D, receberão do presidente Ricardo Teixeira as taças e medalhas referentres aos títulos.

Pensata: A selvagem gentalha do futebol

Por Flávio Gomes

Não sou de falar de futebol aqui, vocês sabem. Se tem tema que atrai gente ignorante e acéfala é futebol. Basta dizer que o time A jogou melhor que o time B, que uma horda de torcedores do B surge não se sabe de onde e vem te encher o saco. Por isso, via de regra, falo aqui apenas do melhor time do mundo de todos os tempos, a Portuguesa. Os demais, sendo muito honesto, não me interessam minimamente.

Mas este domingo merece duas palavrinhas de prosa.

Primeiro, pela alegria de ver um time tão popular como o Flamengo sendo campeão, dirigido por um técnico negro (o primeiro técnico negro a ganhar o Brasileiro) simples e humilde, com um jogador sérvio semiaposentado brilhando e um doido de pedra como Adriano fechando o campeonato como artilheiro. Eu estava no Rio neste ano quando o Flamengo ganhou a Taça Rio e vi a festa nas ruas. É contagiante. Um monte de gente foi dormir feliz hoje, no país inteiro. O Flamengo é um fenômeno.

Mas sempre tem um mas, e como de costume é a violência. A guerra de gangues, de morros, de torcidas, que vi na Globo agora à noite. Entre rubronegros, nas ruas, espancando-se mutuamente, dando demonstrações de virilidade que devem achar o máximo. Isso poucas horas depois de a torcida do Coritiba fazer o que fez no Couto Pereira.

A selvageria dessa gente é que me apavora. Gente que não sabe perder e não sabe ganhar. Que faz da violência modo de vida. Que acaba com o futebol e com o humor de qualquer um. Gentalha, sem caráter. Juventude urbana brasileira, o destino que nos espera.

O Coritiba tinha de ser suspenso por um ano de qualquer competição. Assim como o Corinthians deveria ter sido, quando sua torcida tentou invadir o campo no Pacaembu num jogo com o River Plate, acho que em 2006. Assim como muitos outros times, por conta de seus torcedores, em outros episódios, em todas as eras.

É a única forma de essa merda acabar. E alguém vai perguntar: é justo um clube inteiro e uma torcida toda pagarem pelo que faz uma minoria? É justo, sim. Os clubes dão guarida a essa gente. Toleram a barbárie. Merecem ser punidos. E os torcedores que formam a maioria pacífica que mudem de time. Ou esperem passar o período de suspensão de seus clubes amados, tirem um ano sabático. Porque podem ter certeza: se um dia suspenderem um clube por um ano por causa da violência de sua torcida, nunca mais a violência se repete.

Bem-feito para o Coritiba, que caiu. Esses caras que invadiram o campo, bateram no juiz, atacaram a polícia, agrediram os jogadores do Fluminense e depois quebraram metade da cidade merecem ser rebaixados à condição de párias da sociedade. Seria ótimo que ficassem um ano sem ter o que fazer, com seu time parado, fora de qualquer campeonato.

Ainda bem que torço para a Portuguesa. Hoje em dia, quanto mais secreto for seu time, melhor.

Arruda, o puro

Em 2008, foi editado o livro “Brasília: Preservação e Legalidade. Desafios do Governo”

Esqueçam o que escrevi

Em baixa depois do mensalão, o governador José Arruda (DF) já foi muito festejado. Em 2008, foi editado o livro “Brasília: Preservação e Legalidade. Desafios do Governo”. A orelha da publicação é recheada de elogios:
 
1. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso: “Pela boa administração que exerce no DF, José Roberto Arruda é hoje uma das principais lideranças do cenário político nacional”.
 
2. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM): “Arruda serve para ser candidato a presidente da República pelo Democratas”.
 
3. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR): “Arruda não fez barganha. Não instalou um balcão de negócios para oferecer a este ou àquele partido”. Que coisa!

4. O senador Heráclito Fortes, senador (DEM-PI): “Parabenizo o governador José Roberto Arruda por suas ações moralizadoras” –

Arruda espera a solidariedade deles nessa hora difícil.
 
 (As informações são do Ilimar Franco, n´O Globo e no DIÁRIO)