A frase do dia

“Vou dar uma opinião, para mim independente do resultado, continuo dizendo que Ganso e Neymar são os melhores atualmente do Brasil. Mas nós temos que parar de comparar aqueles que estão começando com os jogadores que já fizeram sua história”.

De Romário, campeão mundial com a Seleção em 1994.

Mundico estreia levando peia do Sampaio

O São Raimundo estreou na Série D 2011 sofrendo logo uma derrota em casa. Perdeu para o Sampaio Corrêa (MA) por 2 a 1, na tarde deste domingo, no Mangueirão. Aos 21 minutos de jogo, o Sampaio abriu o placar, através de Marcus Vinícius cobrando pênalti. Aos 30, Vélber empatou para o Pantera. Mas, na etapa final, Edgar desempatou para os maranhenses. O jogo teve 191 pagantes, com renda de R$ 1.625,00, com despesas de R$ 6.943,87 – prejuízo de R$ 5.318,87. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola; com informações da Rádio Clube)

Seleção perde 4 pênaltis e sai da Copa América

E a gente pensava que o Paissandu tinha estabelecido um recorde ao perder três penais contra o Independente na decisão do Parazão. A Seleção Brasileira deu um vexame maior, na tarde deste domingo, em Mar del Plata. Depois de sufocar o Paraguai no tempo normal em sua melhor exibição na Copa América, o Brasil desperdiçou quatro penalidades e caiu fora da competição. Elano, Thiago Silva, André Santos e Fred foram os responsáveis pela pior performance brasileira em cobranças de pênaltis dos últimos 50 anos. De novo, a Seleção Brasileira sai de uma competição nas quartas de final junto com a Argentina. Na Copa do Mundo de 2006, a Argentina foi eliminada pela Alemanha e o Brasil em seguida caiu para a França. Em 2010, o time canarinho tropeçou na Holanda e no dia seguinte os argentinos foram goleados pela Alemanha. Desta vez, no último sábado, a seleção de Messi foi eliminada pelo Uruguai.

Nos 90 minutos, o Brasil jogou muito bem. Dominou a partida, controlou as ações, não permitiu praticamente nenhuma chance aos paraguaios. Ganso, Robinho e Ramirez foram os melhores. O pecado foi na ausência de definição. Pato, Neymar e Ganso perderam grandes oportunidades. No final, Mano substituiu Neymar por Fred e Ganso por Lucas, deixando o time menos criativo nas ações ofensivas. Na prorrogação, o Brasil não conseguiu repetir a atuação inicial e o jogo se encaminhou para os penais. Na disputa, vitória paraguaia por 2 a 0.

Teixeirão não dorme: vem aí a TV CBF

Apesar da antiga parceria que tem com a Rede Globo, a Confederação Brasileira de Futebol terá seu próprio canal de televisão. As transmissões serão feitas pela internet e devem ser viabilizadas até o final deste ano. A TV CBF terá programação própria e transmitirá os jogos da seleção brasileira de todas as categorias, inclusive femininas, pela web. A informação está na reportagem de Martín Fernandez e Sérgio Rangel, publicada neste domingo pela Folha. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL. O contrato está em fase final de negociação com uma empresa norte-americana que possui filial no Brasil e deve ser assinado em breve. O valor ainda não foi fechado, mas parte do dinheiro captado pela entidade com os patrocinadores da seleção será usado no canal. Em 2010, ela recebeu R$ 193,5 milhões de patrocinadores. A CBF tem hoje 11 empresas parceiras.

Os 10 mais de Woody Allen

Por André Barcinski

A pedido de alguns leitores e aproveitando o sucesso no Brasil de “Meia-Noite em Paris” (que, segundo um amigo, será o filme de Allen mais visto nos cinemas do país), fiz uma lista com meus dez filmes prediletos do mais adorado neurótico nova-iorquino. Não sou grande fã da fase inicial de Allen, com aquelas comédias escrachadas tipo “Bananas”. Também não me agradam os delírios pirandellianos de “A Rosa Púrpura do Cairo” ou o saudosismo “kitsch” de “A Era do Rádio”. Sempre preferi o Allen urbano e satírico. Aqui vai a lista, em ordem crescente de preferência. Faça a sua e compare.

10 – O Dorminhoco (Sleeper, 1973) – Allen é congelado em 1973 e ressuscitado 200 anos depois.  Um filme do início da carreira de Allen e que não envelheceu mal. Sua visão sobre o futuro ainda é hilariante.

9 – Tiros na Broadway (Bullets Over Broadway, 1994) – Farsa passada nos anos 20 sobre um dramaturgo (John Cusack, ótimo como sempre) que, para viabilizar uma peça, se mete com gângsteres. Chazz Palminteri no papel de um gângster e Jennifer Tilly como a namorada de um chefe mafioso, estão fantásticos.

8 – Poucas e Boas (Sweet and Lowdown, 1999) – Quase ninguém fala desse filme, que está entre os meus prediletos de Allen e é inspirado em “La Strada”, de Fellini. Sean Penn faz um genial e arrogante guitarrista de jazz, obcecado por Django Reinhardt.

7 – Maridos e Esposas (Husbands and Wives, 1992) – Mais um dos dramas/comédias de Allen em que múltiplias histórias e romances se intercalam. O elenco desse filme é do outro mundo: Mia Farrow, Liam Neeson, Sidney Pollack, Juliette Lewis e a inigualável Judy Davis.

6 – Zelig (1983)- Na época, “Zelig” foi considerado um prodígio técnico em que Allen recriou a estética dos filmes-jornais dos anos 20 para fazer esse falso documentário sobre um homem que absorve as personalidades e aparência física de todos à sua volta.

5 – Broadway Danny Rose (1984) – Outro filme considerado menor na carreira de Allen, mas que está entre meus favoritos. Filmado em preto e branco, conta a história de um agente teatral (Allen) fracassado que se mete com a mulher de um gângster, interpretada por Mia Farrow. Um dos filmes mais tristes do diretor.

4 – Crimes e Pecados (Crimes and Misdemeanors, 1989) – Comédia/drama de humor negro centrado na história de um médico respeitado (Martin Landau) que resolve matar a amante (Anjelica Huston).  Allen está ótimo no papel de um documentarista que disputa Mia Farrow com um arrogante e estúpido executivo de TV (Alan Alda).

3 – Manhattan (1979) – Outro filme-tributo a Nova York, com algumas das sequências mais icônicas dos filmes de Allen. Dessa vez, ele faz um divorciado quarentão que namora uma adolescente (Mariel Hemingway, uma coisa de louco), mas que acaba de quatro pela mulher de um amigo, interpretada por Diane Keaton.

2 – Hannah e Suas Irmãs (Hannah and her Sisters, 1986) – Os romances e dramas de três irmãs – Mia Farrow, Dianne Wiest e Barbara Hershey – num dos filmes mais bem escritos e dirigidos de Allen. O elenco é de chorar: Allen, Max Von Sydow, Michael Caine, Carrie Fisher e Julie Kavner (que depois faria a voz de Marge Simpson).

1 – Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall, 1977) – O filme mais marcante da carreira de Allen e que estabeleceu sua marca registrada: comédias sofisticadas sobre as neuroses e amores de nova-iorquinos sofisticados. Co-escrito pelo carioca Marshall Brickmann.

Peixe e Tricolor sonham com brucutu

Quem diria… O volante Felipe Melo, 27, vilão da eliminação brasileira na Copa do Mundo-2010, foi procurado por Santos e São Paulo para retornar ao país na atual janela de transferências. As diretorias dos dois clubes já se reuniram com representantes do jogador da Juventus-ITA para discutir a contratação. Segundo uma fonte próxima ao volante, as chances de o negócio se concretizar não são altas, mas também não são impossíveis. Melo foi contratado pela Juventus há dois anos por incríveis 25 milhões de euros (R$ 55,6 milhões, na cotação atual) e tem contrato até 2014. Mas não vive boa fase, como todo o time de Turim. O jogador, símbolo da passagem de Dunga pela Seleção, está afastado da equipe nacional desde o Mundial-2010. Na derrota para a Holanda, que causou a eliminação do Brasil, o volante se atrapalhou com o goleiro Júlio César no lance do primeiro gol europeu e depois foi expulso por pisar em Arjen Robben.

Melo integra, com destaque, aquela galeria dos sortudos do futebol. Pisoteando adversários e distribuindo voadoras ganha uma fortuna e ainda há clube brasileiro brigando por ele. Te dizer… 

Águia estreia com vitória na Série C

O futebol paraense estreou com vitória na Série C. O Águia de Marabá derrotou o Luverdense (MT) por 1 a 0, na noite deste sábado, no estádio Zinho Oliveira. O gol saiu aos 30 minutos do primeiro tempo, em jogada que começou com Alan Taxista, passou por Peri e chegou a Willian. Este, de cabeça, desviou para o fundo das redes adversárias. A renda somou R$ 18.255,00, com um público total de 1.443 expectadores, sendo 1.243 pagantes e 200 credenciados. No Águia, destaque para as atuações de Willian, Taxista, Peri e Marquinhos (ex-Paissandu). O jogo tecnicamente foi muito travado, com poucos lances de área, mas a equipe marabaense foi superior tanto no primeiro quanto no segundo tempo. As próximas partidas do Águia: no dia 1/8, contra o Araguaína (TO), em Araguaína, e no dia 6/8 contra o Paissandu, em Belém. (Foto: JOSÉ WILTON)