Grana do contrato vai tirar Remo do aperreio

O vice-presidente da Federação Paraense de Futebol, José Ângelo Miranda, comunicou ontem à presidência do Remo que a verba de R$ 345 mil que cabe ao clube pelo contrato com a Funtelpa já está garantida. O dinheiro será liberado para a conta da FPF (que representa legalmente os clubes) e deve ser repassado ao Remo na próxima sexta-feira. Esse dinheiro será usado pelo Remo para quitar os salários em atraso, de jogadores e funcionários.

Sem arrebentar, Ganso foi o melhor

Por Juca Kfouri

Júlio César não teve culpa de nada: 6,0

Daniel Alves levou um vareio de Estigarrabia e ainda falhou no segundo gol: 3,0

Lúcio não esteve em tarde feliz: 5,0

Thiago Silva não cortou o lance do primeiro gol: 4,0

André Santos é o de sempre, irregular e uma temeridade: 2,0

Lucas Leiva não tem porte para ser volante da Seleção, embora seja ótimo nas  declarações: 4,0

Ramires lutou feito um leão, mas rende muito mais em clube que na Seleção: 4,5

Paulo Henrique Ganso foi o melhor dos brasileiros: 7,5

Jadson erro muito, mas, ao menos, fez o gol: 5,0

Neymar esteve irreconhecível: 4,0

Pato perdeu gol certo e não entrou nunca no jogo: 3,0

Elano não melhorou o meio de campo: 4,0

Lucas, na fogueira e com pouco tempo, entrou com personalidade, ao menos: 5,0

Fred, na fogueira, salvou a pátria: 7,o

Mano Menezes inventou Jadson, pareceu ter estrela, brigou com torcedores que protestavam com razão, e teve a sorte de Fred empatar: 4,0