Ato racista custa R$ 340 mil a zagueiro

A juíza Teresa de Almeida Ribeiro Magalhães, da 18ª Vara Criminal do TJSP, condenou o ex-palmeirense Danilo, hoje na Udinese (Itália), a um ano de reclusão pelo crime de injúria qualificada. O zagueiro, numa partida entre Palmeiras e Atlético/PR em 2011, não apenas ofendeu o oponente com ofensas raciais, mas também, covardemente, cuspiu-lhe no rosto. A pena foi convertida em prestação pecuniária, pelo fato de  réu ser primário, e Danilo terá 30 dias, após receber a citação, para depositar R$ 340 mil em juízo.

8 comentários em “Ato racista custa R$ 340 mil a zagueiro

  1. Gostei da decisão judicial.Infelizmente muita gente entende o futebol como um mundo a parte onde se pode tudo,inclusive a ofensa racial.Nesses tempos onde o pensamento de figuras como Diogo Mainardi e Rafinha Bastos ganha cada vez mais força no universo midiático,não se pode mais defender o respeito e a civilidade entre as pessoas sem ser tachado de chato defensor do politicamente correto.

  2. Zeca Pirão praticamente confirmou que novo gestor de futebol será José Carlos Brunoro, responsável pela parceria Palmeiras e Parmalat.

  3. Bem feito! Tomar que seja última instância e que pague sem reclamar e protelar. Que sirva de exemplo para outros não só no futebol!

    RRamos

Deixe uma resposta para Cláudio Santos - Técnico do Columbia - Val de Cans Cancelar resposta