Aventuras de Maurício de Sousa

Do Gibizada

Mauricio de Sousa ainda não era o pai da Mônica, mas já sonhava em viver de quadrinhos quando aceitou o emprego de repórter policial na “Folha da Manhã”, hoje “Folha de S. Paulo”. Cinco anos depois do início como foca (jornalista iniciante), em 18 de julho de 1959, há exatamente 50 anos, ele conseguiu convencer o jornal a publicar uma tira semanal estrelada por seus primeiros personagens: o cãozinho Bidu e seu dono, Franjinha.

O retorno dos leitores foi tão bom que Mauricio decidiu abandonar o jornalismo para se dedicar integralmente à produção de HQs em série para outros veículos de comunicação. Mas, como a grana era curta, ele bolou uma estratégia simples e curiosa: pegou um compasso, colocou a ponta na cidade em que morava, Mogi das Cruzes, e traçou um raio de 100 quilômetros, que era até onde seu dinheiro poderia levá-lo.

Com as tiras embaixo do braço, Mauricio ia então de redação em redação vendendo seu trabalho, que aumentou tanto que o autor decidiu contratar auxiliares, gerando o estúdio hoje responsável pela produção de revistas com outros personagens como Cebolinha, Cascão, Magali, Chico Bento e a Turma da Mônica Jovem, lançada há um ano — e já no posto de maior sucesso editorial dos últimos 20 anos no Brasil, com vendas em torno de 400 mil exemplares por mês. 55_1738-alt-Mauricio%20e%20as%20filhas

Maurício, nos idos de 1964, com as filhas Maria Angela, Mônica e Magali.

10 comentários em “Aventuras de Maurício de Sousa

  1. Esse aí, em seu ofício, é gênio. Se fosse americano ou inglês…
    Seus personagens foram onipresentes em meus primeiros 15 anos de vida, pelo menos.
    Como tenho uma filha à caminho, espero iniciá-la no encantador mundo da leitura através dos personagens do Maurício de Sousa.
    * Na minha infância, época denominada “pré-internet” o barato das férias era o “Almanacão de Férias da Turma da Mônica”… A gente vai ficando velho e cada vez mais nostálgico. Hehehehehe

  2. Verdade, Matheus. Assino os gibis da turma da Mônica para meu filho João, mas, na verdade, é uma boa desculpa também para manter o vício… hehehe… Meus personagens prediletos continuam a ser Chico Bento e Cebolinha.

  3. Na verdade gosto de todos, com predileção pelo Cascão. Ainda não vi essa Turma da Mônica Jovem, mas pelo que fiquei sabendo é inspirada no tal de mangá. Sei não. No mais, um dos principais atrativos das historinhas do Maurício é a utilização de um humor até certo ponto inocente, ingênuo. E claro, de bom gosto.
    Nunca mais li, mas não me surpreenderei se alguma recaída estiver à caminho…

    1. Cara, é justamente esse o grande encanto da obra do Mauricio. Deixa a gente realmente com saudades da infância. O cara só pode ser gênio.

  4. gosto muito da turma da monica meus personagens prediletos são a magali e a monica e o cebola…não perco um gibi que lança!

Deixe uma resposta para blogdogersonnogueira Cancelar resposta