No sufoco, Brasil vence Egito

Foi um sufoco. O Brasil precisou de um pênalti aos 45 minutos do segundo tempo para vencer o Egito por 4 a 3, nesta segunda-feira, em Bloemfontein, na estreia dos dois países no grupo B na Copa das Confederações. O triunfo garante à seleção brasileira um ano de invencibilidade: a última derrota aconteceu para o Paraguai, em 15 de junho de 2008, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2010.

Assim como na partida entre Espanha e Nova Zelândia, o público ficou bem abaixo do esperado, o que já causou revolta em Joseph Blatter, presidente da Fifa. Kaká abriu o placar com um golaço logo no início. Zidan, de cabeça, surpreendeu e fez o gol de empate aos 8 minutos do primeiro tempo. Mas Luis Fabiano virou o jogo e Juan ampliou, dois gols marcados de cabeça.

No segundo tempo, em apenas um minuto, o Brasil “dormiu”, e o Egito empatou surpreendentemente. Shawky marcou aos 9, e Zidan, aos 10. Só aos 45 minutos, com Kaká, de pênalti, o Brasil faz 4 a 3. Um tropeço brasileiro seria a primeira zebra do torneio sul-africano.

Somados os três primeiros pontos no grupo B, o Brasil aguarda a outra partida da chave nesta segunda-feira: às 15h30 (de Brasília), a Itália enfrenta os Estados Unidos, em Pretoria. Na mesma cidade, o time de Dunga encontra os norte-americanos na quinta, às 11h. O duelo com a Itália será domingo, às 15h30. (Com informações da ESPN Brasil)

Um comentário em “No sufoco, Brasil vence Egito

Deixe uma resposta para Edmundo, Neves Cancelar resposta