Magrão atrasa decisão e Remo desiste do negócio

A Diretoria do Remo anunciou, no final da tarde desta sexta-feira, a desistência do clube em relação ao atacante Adriano Magrão. O jogador, ainda vinculado ao Paissandu, tinha sua transferência acertada para o Remo, mas desde o começo da semana ficou adiando uma definição. Retornou a Belém na manhã de hoje e informou que antes de se rescindir com o Papão quer reunir com o presidente Luiz Omar Pinheiro, que só estará na cidade no sábado à tarde. Do lado remista, a demora sinaliza o desinteresse do jogador em mudar de clube. Desde hoje, por indicação do técnico Flávio Lopes, os dirigentes já buscam outro camisa 9.

12 comentários em “Magrão atrasa decisão e Remo desiste do negócio

  1. Gerson e amigos, a incompetência desses diretores de futebol, é tão grande que assusta. Pra fazer uma negociação com um jogador, a mídia precisa saber, Diretor procura a mídia pra dizer, durante a negociação com o jogador, que o mesmo está com medo de jogar o Re x Pa e, por aí vai…
    – A mídia, faz o papel dela e, não está nem aí, para o que é certo ou errado no futebol, ela visa o lado dela e, está com toda razão. O problema é que diretores de futebol aqui no Pará, comandam um clube, com o radinho no ouvido e, vão atrás do que ouvem.
    – Ora, amigos(isso valeria para os dois lados), se você é diretor de futebol, o Técnico diz: Traga esse jogador que eu recupero ele. Cabe ao diretor, contratar. Depois, junto com o técnico e, sabendo que se ele for para um Re x Pa, é tudo que a mídia e o torcedor do Paysandu querem para malhar o jogador, a primeira medida, seria conversar com o técnico e, tirar o jogador desse jogo.Mas não, vão atrás da mídia e, dá no que dá. Te dizer, mas com esses diretores aí, não sairemos disso, tão cedo.
    É a minha opinião.

  2. Resolveram tudo, só esqueceram de avisar uma pessoa: o magrão.

    Tá claro q o magrão não vai querer sair de um time que tá na série C (o q já está sendo uma regressão na carreira dele) pra ir pra série D. Isso seria péssimo pra carreira do jogador e desvalorizaria muito o passe dele.
    Por mais que ele esteja uma porcaria ele não vai querer.

  3. Amigos respeito de mais a opinião de vcs, mas quem é hoje Adriano magrão?

    E outra coisa se ele ainda funcionasse, certamente estaria jogando na Coreia, Arabia Saudita ou no minímo na série B brasileira.

    Arrumou essa sombra em fim de carreira e tá muito satisfeito.
    A diferença dele pro Josiel, é que ele fica na dele e o outro era bocudo.

    O problema é que tem diretor do Remo pensando que vai contratar o Magrão que jogou no Flu e não esse que está no Paysandu.
    Ègua do critério pra se contratar jogador!

  4. Tambem não entendo essa fixação no Adriano Magrão que para mim é um jogador comum que teve passagens razoáveis por alguns times.Nos comentários parece que se esta falando de um jogador de primeira linha do futebol brasileiro.O Magrão tem menos prestigio no futebol do que atacantes como Roger da ponte preta e Somália do duque de caxias,acho um debate exagerado.

    1. Penso do mesmo jeito, amigo Marcelo. É um jogador apenas mediano, sem currículo que permita ser tratado como foi aqui no Pará, incluindo parte da torcida do Paissandu, que aceitou numa boa seu jejum de gols num campeonato do nível do Parazão.

  5. Enquanto existir diretores ganhando dinheiro com as contratações, estaremos sujeitos a casos do tipo Adriano Magrão. Ridículas atitudes do jogador e das diretorias.

  6. Gerson está sendo generoso em falar que o mesmo é mediano, pois pelo futebol em que vem apresentando nos últimos cincos anos nem este titulo merece.

  7. Já tinha comentado isso aqui, já que o Magrão saiu de linha, agora é fazer uma boa proposta para trazer o Rafael Paty, que está em melhor fase que o Magrão.

Deixe uma resposta para Edmundo Neves, desde o bairro do Castanheira Cancelar resposta