Papão estreia importados em Juruti

O Paissandu viajou na noite deste sábado com destino a Juruti para o primeiro de quatro jogos amistosos pela região Oeste do Estado. A primeira partida será neste domingo, contra o selecionado local, a partir das 16h, no estádio “Pimpão”. O técnico Nazareno Silva terá a oportunidade de colocar a campo os reforços vindos para a temporada 2010. O time já viajou escalado: Naldo; Josemar, Carlos Eduardo e Bernardo; Denilson, Bruno Lança, Tácio, Hallax e Wagner; Eanes e Zé Augusto. Uma dúvida ainda persiste: Denílson se recupera de contusão e pode ser substituído por Jenison. (Com informações do Bola e da Rádio Clube)

12 comentários em “Papão estreia importados em Juruti

  1. Gerson, como todo inicio de planejamento, o Resultado, pouco importa. Esse tipo de jogo, só serve para soltar a musculatura do Jogador e, entre outras coisas mais, dar conjunto ao Time. Só tem um porem, talvez o Técnico do Paysandu, não saiba como funcionam as coisas por aqui. Se ele perde um jogo desses, poderá ter problema para a formação do seu time, devido a pressão, principalmente da Imprensa. Se fosse ele, preferiria enfrentar times de suburbios, na curuzu, para dar conjunto ao time e, ía mudando os adversários, gradualmente. É a minha opinião.

    1. Tem razão. Até porque vai enfrentar um adversário raçudo, que fará deste o jogo de sua vida. Já vi amistosos como esse derrubarem treinador.

  2. Gerson, não sei se é o caso, mas gostaria da sua permissão, para fazer um agradecimento ao Jorge Seráfico, diretor de Esportes da Assembléia Paraense, que, com toda sua educação( e quanta educação, num cargo tão importante e, de um grande clube) esta semana, resolveu, depois de um pedido(insistência, mesmo) meu, dar uma chance a minha filha de 14 anos( que era da escolhina da Tuna), no Vôlei desse clube. São pessoas desse tipo, que estão faltando em nossos clubes. Obrigado ao Seráfico e, também, agora, a professora dela, Beth, que nos atendeu muito bem. Ok Gerson? Obrigado.

  3. Mas assim… O Cláudio tem razão, embora sua sugestão lembre o projeto AK, que escolhia times fracos para jogar longe da torcida, prevendo um retorno invicto, imaginado o Baenão lotado, ainda mais contando com a astúcia do Caxiado. Chegada a hora convidaram os índios que fizeram a festa. Uma diferença, lá está o Nasareno.

  4. Não, amigo Berlli, lá no Remo estão os Jogadores sub-20 e, no Paysandu, profissionais, é diferente. Esses Jogos contra times de subúrbios, seriam de portões fechados. Apenas treinamentos.

  5. Berlli,
    Nas andanças pelo interior, o Esquadrão Sub-20 azulino não foi tão vexatório quanto os profissionais do teu time, que foi humilhado pelos catadores de mariscos e agora correm sérios riscos de mais uma estrondosa humilhação, só que desta vez o evento está por conta das jurutis (primas das “rolas”), ta bom ou quer mais. Durma com barulho desses!

  6. É preocupante saber que a base para este time do Paysandu vem do Fluminense de Feira, que disputou a 4ª divisão e foi eliminado na segunda fase pelo poderoso Tupi. Os demais são do interior da Bahia. Pelo que sei, aquela região não é nenhum celeiro. Portanto, tenho muitos motivos para ficar preocupado.

  7. Falconi! Não posso te levar a sério e uma discussão com você é mesmo que está falando com a parede. Você faz questão de evidenciar os catadores de caranguejos, quando uma tribo indígena veio aqui na tua casa e tocou o rebu. A máquina do futuro foi eliminada e quantas vezes você elogiou, tem sentindo? Avaliaste como positivo os adversários escolhidos a dedo para enganarem os torcedores e você é um destes.

  8. De minha parte, jamais, me referir a este time como uma máquina e, sabes muito bem disso. O que eu sempre enfatizei é o fato de que desse time, no máximo 4 jovens fariam ou farão parte do esquadrão principal, o resto será de fora. Berlli, não deturpe as coisas. Lembras que a “Máquina” que sempre menciono é para 2010, estamos em Outubro de 2009, ou não? Seus comentários sobre a máquina são extemporâneos, portanto não aplicável, hoje.

Deixe uma resposta para jorgeamorim Cancelar resposta