3 comentários em “Carmem Miranda: 113 anos da Pequena Notável

  1. Carmen Miranda destacou-se por uma variada gama de razões. Além de seu talento musical, era bonita, desinibida, inovou ao agregar a expressão corporal e facial à interpretação incomum. Somou-se ao nascente rádio, alavancado que foi pelas pretensões políticas de Vargas, que autorizou o uso da propaganda. Em dez anos, era descoberta pelo Tio Sam. Foi numa das apresentações que fez no Cassino da Urca, estilizada de baiana, bem acompanhada pelo Bando da Lua.
    Como tudo um dia há de se acabar, como ela própria canta numa de suas impagáveis interpretações, o sucesso e o dinheiro cobraram seu preço. Hollywood lhe deu, Hollywood lhe tirou.
    Depois de Carmen, a música brasileira nunca mais foi a mesma.
    Aqui faço esta pequena homenagem à Pequena Notável, para que as novas gerações saibam o que e quem foi Maria do Carmo Miranda da Cunha, essa brasileira que não nasceu nem morreu nestas terras de Santa Cruz.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s