Torcida do Fogão recebe Honda com festa no aeroporto

Honda chegada aeroporto Botafogo desembarque — Foto: André Durão
Honda Botafogo chegada desembarque aeroporto  — Foto: André Durão

A diretoria convocou e a torcida do Botafogo respondeu. Uma multidão alvinegra tomou conta do aeroporto do Galeão, na tarde desta sexta-feira, no Rio de Janeiro, para recepcionar o japonês Honda, principal reforço para 2020. O jogador pintou no saguão do aeroporto às 16h40. Aproximadamente 2 mil torcedores estavam lá. Honda subiu em um suporte, acenou, e ergueu uma bandeira do Botafogo. Os alvinegros, munidos de muitas faixas e bandeiras, foram ao delírio e cantaram o hino do clube.

Torcida Botafogo Honda aeroporto — Foto: André Durão
Torcida do Botafogo lota o aeroporto para receber Honda — Foto: Davi Barros / GloboEsporte.com

Honda não vestiu a camisa alvinegra, o que fará apenas neste sábado. Um ônibus esperava o japonês em frente ao portão e o levou para um hotel. Neste sábado, em evento aberto ao torcedor, haverá a apresentação do japonês no estádio Nilton Santos. Para entrar, basta levar 1kg de alimento não perecível. Os portões abrem às 8h30. Haverá ainda amistoso do time sub-17 e shows de DJ Pelé e MC G15. A coletiva deve ocorrer às 11h40.

Torcida do Botafogo lota o aeroporto para receber Honda — Foto: André Durão / GloboEsporte.com

Aos 33 anos, Honda traz no currículo passagens por grandes clubes na Europa, como Milan e CSKA, além da presença em três Copas do Mundo. Pela seleção, marcou 37 gols em 98 jogos. O último clube do japonês foi o Vitesse, da Holanda. (Do GE)

Jornal Nacional faz longa matéria sobre Oscar e volta a ignorar 'Democracia em Vertigem'

O Jornal Nacional, da Rede Globo, fez nesta quinta-feira (6) uma extensa reportagem sobre o Oscar, mas censurou o documentário Democracia em Vertigem, de Petra Costa, a primeira mulher latino-americana a concorrer ao prêmio de melhor documentário. A cerimônia do Oscar ocorrerá neste domingo (9), nos EUA. O documentário sequer foi citado na matéria, apesar de ter obtido um enorme destaque na mídia dos EUA.

O filme de Petra conta a história do golpe contra a ex-presidenta Dilma Rousseff, que a tirou do poder em 2016. As críticas, vindas de partidos políticos, como o PSDB, e até de integrantes da Rede Globo, como Pedro Bial, atores presentes na articulação do golpe, já se tornaram recorrentes. No entanto, também não faltam elogios ao filme.

Quando é o Oscar 2020?

A 92ª premiação do Oscar acontecerá neste domingo (9) no Dolby Theater em Los Angeles, Estados Unidos, às 22h do Brasil.

Quais os filmes indicados ao Oscar 2020?

Na categoria “Melhor Filme” concorrem: 1917; ‘Adoráveis mulheres’; ‘Coringa’; ‘Era uma vez em Hollywood’; ‘Ford vs Ferrari’; ‘História de um casamento’; ‘Jojo Rabbit’; ‘O irlandês’; ‘Parasita’.

Já na categoria de “Melhor Documentário”, na qual concorre Petra Costa, com “Democracia em Vertigem”, também disputam: ‘Indústria Americana’; ‘Honeyland’; ‘For Sama’; ‘The Cave’.

Confira a lista dos últimos 10 vencedores do Oscar de “Melhor Filme”:

  1. Green Book: O guia – 2019
  2. A Forma da Água – 2018
  3. Moonlight – 2017
  4. Spotlight – Segredos Revelados – 2016
  5. Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) – 2015
  6. 12 Anos de Escravidão – 2014
  7. Argo – 2013
  8. O Artista – 2012
  9. O Discurso do Rei – 2011
  10. Guerra ao Terror – 2010

Pela internet é possível acompanhar a cerimônia do Oscar por meio do Globoplay ou pelo app TNT Go – nos dois casos, apenas para assinantes. Na televisão, haverá transmissão da premiação pela TNT, pelo Canal E! e pela Rede Globo.

A frase do dia

“Pra quem censurou o desastre da Gol na Amazônia em 2006 para levar a eleição presidencial ao segundo turno, dando uma inútil chance a Alckmin, censurar Democracia em Vertigem é brincadeira para criminosos da mídia do calibre de William Bonner, Ali Kamel e Renata Vasconcellos”.

Palmério Dória, jornalista e escritor

Camisa 4 esgota nas lojas com a expectativa por Honda

Honda chega na tarde desta sexta-feira ao Rio de Janeiro e os botafoguenses não poderiam estar mais ansiosos. Com uma contratação considerada mais ousada do que a de Clarence Seedorf pela própria diretoria alvinegra, o meia japonês de 33 anos aterrissa no aeroporto do Galeão para ser recepcionado pelos torcedores por volta das 15h (horário de Brasília).

E o clube já tem até camisa especial para o principal reforço da temporada de 2020. A primeira leva de 10 mil blusas está prevista para chegar às lojas alvinegras nesta sexta-feira. No total, serão 30 mil unidades com expectativa de serem vendidas no próximo mês. De acordo com o vice-presidente de marketing do Botafogo e membro do comitê de futebol, Ricardo Rotenberg, a ideia foi da própria fornecedora de materiais esportivos do clube.

Camisa com o nome de Honda escrito em japonês, junto da bandeira do Brasil, Botafogo e Japão estará às vendas a partir desta sexta-feira — Foto: Divulgação/Botafogo

– A Kappa mandou fazer e nós concordamos e a expectativa da Kappa é de vender, em 30 dias, 30 mil camisas do clube, personalizadas do Honda. Isso vai dar um recurso razoável ao Botafogo. Inclusive, empresas japonesas tem nos procurado para tentar fazer algum tipo de parceria que eventualmente aproxime. Já tem um retorno mesmo sem ele ter chegado ao Brasil.

O uniforme contempla – em cima do número 4 – o nome de Keisuke Honda no alfabeto japonês, além das bandeiras do Brasil, Botafogo e Japão. Na loja oficial do Botafogo no Estádio Nilton Santos já era possível observar camisas com o nome e número do japonês sendo vendidas desde o último domingo. Segundo os vendedores, a procura foi grande.

Camisa do Honda na Loja Oficial do Botafogo no estádio Nilton Santos — Foto: Davi Barros

Além da venda da camisa na foto de cima, Rotenberg ainda afirma que outras homenagens estão sendo pensadas pelo departamento comercial do clube. Porém, além das ações relacionadas ao japonês, outros jogadores do elenco devem ser contemplados. Em especial aqueles que têm se destacado neste início de temporada, como Marcelo Benevenuto, Bruno Nazário e Pedro Raul.

“Nós vamos fazer outras camisas relacionadas a Botafogo e Japão. A minha ideia é fazer bonés do Honda, muitas coisas ligadas ao Honda, mas também a outros jogadores que tem se destacado. O Pedro Raul é um jogador que está sendo rapidamente muito querido pela torcida do Botafogo, Marcelo Benevenuto também, Gatito já é há muito tempo, tem o Bruno Nazário… Então, sem nos esquecer dos outros jogadores e não ser apenas o Honda. Nós vamos fazer muita coisa alusiva a esse elenco porque estamos acreditando muito neles neste ano”. (Com informações do GE)

Torcida à espera do AeroHonda, o 'samurai alvinegro'

Falta bem pouco para Keisuke Honda ser recepcionado pela torcida do Botafogo, e o astro japonês parece estar tão ansioso quanto os alvinegros. Durante a madrugada desta sexta-feira, em plena viagem para o Rio, a nova atração do Glorioso postou em sua conta no Twitter um recado aos torcedores botafoguenses. “Estou indo para o Brasil. Vocês são a minha motivação. Obrigado”.

Com chegada prevista para aproximadamente 15h (de Brasília), Honda será aclamado pela torcida, que se mobilizou e promete uma super festa em pleno Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão. Animada com a repercussão da contratação, a fornecedora de material do Botafogo produzirá 30 mil camisas especiais em alusão ao “samurai alvinegro”.

Papão apresenta a 9ª contratação para a temporada

Luiz Felipe foi oficializado no Paysandu — Foto: Reprodução/Paysandu

O Paissandu oficializou, nesta quinta-feira, a contratação do meia Luiz Felipe, de 23 anos. Ele se apesenta após pedir o desligamento do Santa Cruz para acertar com o Papão. O baiano canhoto Luiz Felipe Machado de Souza foi titular em 23 dos 47 jogos que disputou nos últimos três anos, com quatro gols marcados e três assistências. Jogou 2.247 minutos e possui, em média, na carreira, 23 passes por partida, com 78% de aproveitamento; 1,3 passe para finalização; um chute; seis dribles e cinco desarmes.

Desde 2019 no Santa Cruz, o meia não conseguiu se firmar no Coral pernambucano. Fez 22 confrontos, mas perdeu espaço ainda no início da Série C. No final do ano, enquanto a o time lutava para se classificar no Brasileiro, Luiz Felipe jogava pelo sub-23 no Brasileiro de Aspirantes.

Luiz Felipe, que é a nona contratação bicolor em 2020, terá a concorrência de Alex Maranhão no setor de armação. Até aqui, o elenco do Lobo conta com 27 jogadores.

Torcida atleticana fez campanha pela permanência do atacante

A notícia da reintegração de Rony ao time principal agitou os rubro-negros agitou os rubro-negros, que estão se mobilizando a favor da permanência do atacante. Nas redes sociais, os atleticanos lançaram a hashtag #FicaRony para sensibilizar o ídolo.

De volta aos treinos com o grupo do técnico Dorival Júnior, Rony fica à disposição para jogar a Supercopa do Brasil, contra o Flamengo, no próximo dia 16. O Athletico tenta renovar o contrato com o jogador até 2023 e busca chegar próximo dos valores oferecidos especialmente pelo Palmeiras.

Na semana passada, o clube paulista aumentou valores de luvas para R$ 2,5 milhões e ainda deu 15% dos direitos econômicos. Essa proposta está na mesa do Athletico, e o Palmeiras aguarda uma reposta.

Rony foi afastado do grupo principal às vésperas dos amistosos com o Boca Juniors e Racing, na Argentina. Ele não viajou e passou a treinador com os aspirantes, sem poder jogar.  

O atual contrato de Rony com o Furacão vai até julho de 2021. Ele está no clube desde julho de 2018 – no total são 74 jogos e 13 gols marcados. “Motor” do time rubro-negro, o atacante paraense fez o gol do título da Copa do Brasil 2018, contra o Internacional, após completar um lindo lance feito por Marcelo Cirino.

View image on Twitter

Fim da novela Rony: objeto de desejo de Palmeiras e Corinthians, paraense fica no Furacão

A “novela Rony” está próxima do seu capítulo final. O jogador tinha propostas de Corinthians e Palmeiras, mas permanecerá no Athletico. Segundo informações apuradas pela reportagem, Furacão e Rony já chegaram a um acordo para assinar um novo contrato, válido até dezembro de 2023.

O primeiro passo? Reintegrar Rony à equipe principal, o que de fato aconteceu nesta quarta-feira. O atacante treinou com o grupo e está a disposição do técnico Dorival Júnior para a Supercopa, contra o Flamengo, no dia 16. O treinador comemorou muito o retorno do atacante, fundamental dentro do esquema que quer para a equipe.

O segundo passo? Apresentar uma proposta de renovação botando no papel um novo acordo para a divisão dos percentuais do atacante. O novo contrato, que está sendo preparado, se confirmado, vai até dezembro de 2023. Os números cobrem a proposta do Palmeiras. O time paulista, inclusive, ficou um pouco chateado com a postura atleticana na negociação.

A partir daí, a conversa está sendo muito mais burocrática. As partes trocam minutas desse novo contrato. A tendência é de que até o final da semana, Athletico e Rony assinem um novo vínculo. O clube aguarda a chegada do advogado do jogador, Carlos André. Depois da notícia publicada no GloboEsporte.com, torcedores fizeram campanha para a permanência do jogador, nas redes sociais.

Vale lembrar que no dia 14 de janeiro, Rony foi colocado para treinar com a equipe de Aspirantes. Jogador e clube não chegaram a um acordo para renovação de contrato e o Corinthians tinha interesse no jogador.

Durante toda a quarta-feira, a torcida do Athletico fez campanha nas redes sociais pela permanência do camisa 7.

Entenda a negociação:

No dia 14 de janeiro, Rony foi comunicado oficialmente que não viajaria com o elenco principal para o Torneio de Verão na Argentina. O atacante passou a fazer, primeiro, atividades físicas no CT do Caju e depois integrou o time de Aspirantes, mas apenas para treinamentos. Os motivos? Uma discussão sobre os percentuais do atleta, uma renovação de contrato e um interesse do Corinthians.

Autorizado pelo Athletico, o Corinthians conversou com Rony e com seu empresário Hércules Júnior. A proposta: um salário de 500 mil reais e a oportunidade de voltar a trabalhar com o técnico Tiago Nunes. Na verdade, de ser um dos pilares no novo modelo de jogo que o treinador está adaptando a equipe. As partes chegaram a um acordo, mas faltava o principal, a proposta oficial para a diretoria do Athletico.

Através de um intermediário, Luis Augusto Carvalho, o Piracicaba, que tem bom relacionamento com o presidente Mario Celso Petraglia e com Andres Sanchez, a intenção era pagar 6 milhões de euros (metade da multa), por 50% dos direitos do jogador.

Para ter o dinheiro, a primeira ideia do Corinthians era usar os 5 milhões do BMG, que sobraram da negociação do Luan e seriam investidos em Michael, que foi para o Flamengo. Outras opções não foram descartadas, mas a conta até agora ainda não fechou. A diretoria, que oficialmente antes negava qualquer contato, admitiu que em dezembro e na semana passada procurou o jogador. Rony já admitiu que gostaria de ir para o Timão.

Isso, após o advogado do jogador, Carlos André de Freitas Lopes revelar que esteve na sede do Corinthians e que esperava uma proposta oficial do clube paulista ao Athletico.

Mas o Corintihans passou a ter concorrência com o Palmeiras. Anderson Barros, diretor de futebol do Verdão, esteve em Curitiba conversando com o presidente Mario Celso Petraglia para entender a discussão sobre a divisão dos percentuais do atacante.

O Palmeiras fez uma proposta de 6 milhões de euros, parcelado em 4 vezes – com o Athletico ainda abatendo parte da dívida do atacante Carlos Eduardo. A Rony, a proposta foi parecida com a do Corinthians: um salário de 500 mil reais, só que com luvas.

Depois dessa conversa, o Athletico estipulou um prazo até dia 23 de janeiro para dar uma resposta do Palmeiras e para receber a proposta oficial do Corinthians. Porém, nos últimos dias, Petraglia teve que passar por um novo procedimento médico em São Paulo e se ausentou nos últimos 10 dias.

Na semana passada, a convite do Palmeiras, o empresário Hércules Junior esteve São Paulo. Segundo informações apuradas pela reportagens, o Verdão aumentou os valores para tentar seduzir o jogador. Luvas em torno dos 2 milhões e 500 mil reais e 10% dos direitos econômicos em uma futura venda. Além disso, um zagueiro, Pedrão seria envolvido na negociação. (Do Globo Esporte)

Árbitro paulista vai comandar o Re-Pa

A FPF definiu que Luiz Flavio de Oliveira será o árbitro do Re-Pa de domingo, às 16h, no Mangueirão. Será a quinta vez que o paulista irá trabalhar no clássico. Já apitou uma vitória para cada lado e dois empates, sendo o último no chamado “Re-Pa do século”.

Luiz Flávio foi o árbitro da partida valendo pela última rodada da Série C de 2019. Os rivais decidiam suas vidas na Terceirona. O Papão se deu melhor. Seguiu na competição após o empate em 1 a 1.

Alessandro Álvaro Rocha de Matos, da Bahia, e Danilo Ricardo Simon Manis, de São Paulo, serão os auxiliares de Luiz Flávio.

Leão lança o primeiro uniforme fabricado pela Kappa

No dia em que festejava 115 anos de fundação, o Remo lançou oficialmente os novos uniformes da temporada 2020 em evento realizado no Marine Club, na noite de quarta-feira, e na manhã de quinta-feira na Feira do Ver-o-Peso. As camisas são as primeiras da parceria com a marca italiana Kappa.

O novo manto remista estreia no clássico Re-Pa de domingo, mas a partir desta quinta-feira o elenco já vai utilizar o material de treino. Para alavancar as vendas, o clube lançou preço promocional da camisa número um: até domingo, será vendida a R$ 149,90 nas lojas oficiais do clube. Depois, deve subir para R$ 219,90.

“O torcedor sempre pedia isso em rede social. A gente conversou com a Kappa e resolveu, todo mundo, ganhar menos nesse primeiro momento e lançamos um lote promocional à princípio até domingo, até o Re-Pa, mas com possibilidade sempre de renovar. Vamos ver como é que vai ser a procura”, disse o presidente Fábio Bentes.

O acordo com a Kappa aumenta o lucro do Remo na venda de cada peça vendida: a margem passou de 15% para 35%, o que, na visão da diretoria, é mais vantajoso do que criar uma marca própria.

A camisa principal foi intitulada “Azul do Rei” e mantém o tradicional azul marinho, com gola e barra da manga com detalhes em branco e dourado. Há uma logomarca comemorativa aplicada na barra da camisa, alusiva aos 115 anos do clube.

O uniforme número 2 é branco com gola azul marinho. As duas camisas já estão à venda em todas as Lojas do Remo. O presidente informou que um terceiro uniforme será lançado no dia 8 de maio em evento que terá como atração principal o cantor Xande de Pilares. (Com informações da Ascom Remo e Globo Esporte/fotos: Samara Miranda e Bruno Amâncio)

Prêmio da classificação deve tirar o clube do sufoco financeiro

“Nós tivemos uma passagem de fase extremamente importante para o clube, todos nós temos noção disso. A partir do momento que nós proporcionamos para o clube essa passagem de fase, proporciona para a gente tranquilidade tanto financeira quanto de planejamento. É importante nós sabermos que estamos no início de uma temporada, no início de um trabalho, ratificando alguns conceitos, ratificando algumas coisas que podemos e devemos melhorar”.

Guilherme dos Anjos, auxiliar de Hélio dos Anjos e técnico interino do PSC no jogo de ontem, destacou a premiação garantida com o empate diante do Brasiliense e o avanço na competição. A classificação rende um bônus de R$ 1.150.000,00, que deve ajudar o clube a sair da crise financeira.