Coronel planeja acumular presidências de CBF e FPF

Presidente interino da CBF pelos próximos 150 dias, o coronel Antonio Carlos Nunes planeja manter o cargo (e o salário) de presidente da Federação Paraense de Futebol. O regulamento da entidade é parecido com o da CBF e permite a acumulação. Nunes vai anunciar sua decisão nesta sexta-feira quando assumir a presidência da CBF. Caso renuncie ou se licencie do cargo, assumirá o vice-presidente mais idoso, Adelson Torres.

Pikachu já está integrado ao elenco do Vasco

3c3e409b-73ea-4755-a3ef-98ab6db2ef24

O lateral Yago Pikachu na concentração do Vasco, em São Januário, após o treinamento desta quinta-feira. O time, sob o comando do técnico Jorginho, se prepara para disputar o Campeonato Carioca, a Copa do Brasil e o Brasileiro da Série B. Na foto, ao lado de Pikachu, aparece o atacante Leandrão, ex-Remo.

A frase do dia

“É como eu digo, só uma limpeza geral será capaz de renovar a CBF e oferecer um novo início para o futebol brasileiro. Nosso mais amado esporte não pode continuar sendo comandado por uma quadrilha que tomou de assalto o futebol. Del Nero seguiu a escola de Ricardo Teixeira e José Maria Marin, este último já está preso”.

Romário, senador e ex-jogador

Del Nero cumpre script e Coronel Nunes assume CBF

622_18fa23c0-d01b-30ef-8275-078ce65c83ce

A CBF tem um novo presidente. Pela quarta vez em apenas nove meses, a entidade troca de comando, igualando o número de cartolas que comandaram o futebol brasileiro nos últimos 35 anos. Nesta quinta-feira, Marco Polo Del Nero pediu nova licença do cargo, deixando o poder para Antonio Carlos Nunes.

Coronel Nunes, como é conhecido, é presidente da Federação Paraense de Futebol desde 1998 e, com 79 anos, é o vice mais velho da CBF. Segundo o estatuto da entidade, é ele quem assume o cargo com o pedido de licença de Del Nero, apresentado na manhã desta quinta, em reunião convocada às pressas.

Desde que seu nome foi incluído nas investigações de corrupção no futebol pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, é a segunda vez que Del Nero se licencia do cargo. Em dezembro de 2015, Marcus Antônio Vicente assumiu o cargo, que manteve até o início desta semana.

Del Nero chegou ao comando do futebol brasileiro em abril de 2015, há nove meses, substituindo José Maria Marin, hoje cumprindo prisão domiciliar nos EUA, também acusado de corrupção. Depois de se licenciar pela primeira vez, retornou ao poder para poder passa a cadeira para Nunes.

O novo presidente da CBF foi eleito como vice da entidade em dezembro, ocupando justamente vaga que era de Marin. O nome do Coronel Nunes foi apoiado por Del Nero e recebeu 44 dos 67 votos possíveis.

A medida foi vista como uma “manobra” de Del Nero, já que, além de Nunes ser seu aliado, a indicação impediu que o opositor Delfim Peixoto, presidente da Federação Catarinense de Futebol, chegasse ao poder – com 75 anos, era ele até então o vice mais velho da CBF.

Com Marin, Del Nero, Vicente e agora Nunes, a entidade máxima do futebol brasileiro iguala o número de mandatário que teve nos últimos 35 anos, desde que Giulite Coutinho assumiu o poder da CBF em janeiro de 1980.

Coutinho ficou na presidência até 85 e foi sucedido por Octávio Pinto Guimarães, que ficou no cargo de 86 a 89. A partir daí, teve início a era Ricardo Texeira, que comandou a CBF de 89 a 2012. Completando os 35 anos, Marin foi presidente de 2012 a 2015. (Da ESPN) 

Será este o time do Leão no Parazão?

unnamed (15)

Pelas contratações até agora anunciadas e as muitas especulações que surgem, o Remo deve ser bem diferente do que venceu o campeonato estadual do ano passado. No papel, pelo menos, o time perdeu qualidade.

Para tentar levantar o tricampeonato paraense e lutar pela conquista da Copa Verde, o técnico Leston Junior deverá ter inicialmente a seguinte equipe:

Fernando Henrique; Levy, Max, Henrique e João Vítor; Alisson (Michel), Chicão (Yuri), Marco Goiano (Edcléber) e Eduardo Ramos; Léo Paraíba e Welthon (Ciro).

A conferir.

Chapa 2 apoia pedido de informações formulado ao Condel por grande benemérito do Remo

“Caros sócios e integrantes do CONDEL do Clube do Remo,

Os conselheiros abaixo nominados, integrantes e apoiadores da chapa 2 (Miléo Jr / Milton Campos) apoiam o justo pedido de informações feito pelo Grande Benemérito – Dr Ronaldo Passarinho -o qual tenta, há muito tempo (e por diversas vezes), obter informações básicas sobre a administração do clube, tais como os contratos de jogadores em 2014/2015, valores de salários , luvas, duração dos contratos, entre outras informações.

Esse apoio público não se dá apenas pelos relevantes e inegáveis serviços prestamos pelo grande benemérito ao longo de mais de cinco décadas ao clube, mas por se tratar de informações que deveriam estar à disposição de qualquer sócio, já tendo protocolado pedido similar no dia 29/12/2015 junto ao CODIR para fins de embasar melhor sua proposta de planejamento de gestão.

A chapa 2 espera que os atuais mandatários e diretores do clube, além do conselho fiscal, prestem as informações solicitadas pelo Dr. Ronaldo, bem como por esta Chapa, e a todos os sócios, com a maior brevidade possível, além de entender como injustificada a sua não apresentação.
Caso saia vencedora do pleito do dia 23 próximo, a chapa 2 implementará a necessária TRANSPARÊNCIA no Clube do Remo, possibilitando a qualquer sócio – ainda mais a integrantes do CONDEL- tomar conhecimento da situação do clube nos seus diversos aspectos administrativos.”

ANTÔNIO MILEO GOMES JUNIOR

MILTON CAMPOS

ANGELO DEMETRIUS DE A. CARRASCOSA

ODILARDO SILVA FILHO

DOMINGOS SÁVIO ALVES DE CAMPO

PEDRO AUGUSTO DA CUNHA CORREA

HAROLDO LUÍS PESSÔA PICANÇO

RAIMUNDO NONATO DA SILVA WANZELER

JOSÉ MARIA LAMEIRA PINTO FILHO

RAMAYANA GAIA RIBEIRO