31 comentários em “Chance de Gol não leva fé

  1. Muitos estão tentando se enganar, relembrando memoráveis conquistas do passado em terras alheias. Mas, a última prova de fogo fracassada do Paysandu está mais recente, mas fazem questão de nem lembrar: a derrota para o Rio Branco no ano passado que acabou de vez com o sonho de conseguir o acesso. Que tristeza ter que concordar com o chance de gol. Não e nem pelo Icasa em si, que não mostrou nada demais, mais é pela falta de produtividade do ataque do Paysandu depois que o VL assumiu. O Luiz Omar nunca vai admitir, mas ele deve estar muito arrependido pelo que fez. Agora está tendo que oferecer rios de dinheiro ao time para ver se esses jogadores voltam a jogar em busca de vitória como faziam há bem pouco tempo atrás. Engraçado é que nessas horas ele tem dinheiro, mas para não assumir o compromisso da premiação do Paraense ele disse que promessa não é dívida. Aí, ficou difícil contratar valores. Já que não tinha dinheiro pra premiar, também não teria para contratar. Aí o ex-treinador teve que dizer que o grupo estava fechado para não esculhambar tudo de vez. Só queria saber qual será a lambança do próximo ano que impedirá a subida do clube para a Série B.

  2. Aliás Sandra, ouvi, hoje, um comentário do Presidente do Paysandu sobre o Rui Guimarães na rádio Clube, onde o Presidente mandou o Rui voltar para a escola pra aprender Futebol. Nossa mãe, como eu ri e demais. Sabe o que é isso? Lembra quando o Presidente Luiz “Radinho de Pilha” Omar falou na própria clube que, o que oRui havia falado, naquele dito dia, o alertou para que o mesmo tomasse a decisão de demitir o Edson Gaucho? Pois é, só agora percebeu que foi enganado. ahahahahahahahahahahahahahahahahah. Bobão. Só tenho pena da Torcida do Paysandu, já que minha família quase toda é bicolor, mas não pude conter a risada. É bom que outros Presidentes atentem pra isso, inclusive o do Remo. Agora o Presidente do Papão é o Luiz “Bobão’ Omar. ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahaha

  3. Vai atrás da Imprensa vai. ahahahahahahahahahahahahahahahahaha. Futebol é pra quem entende de Futebol seu bobão. ahahahahahahahahahahahahahah

  4. Cláudio, nosso presidente é Luís “Bobão” Omar, Luís “Indira” Omar, Luís “Boquirroto” Omar… O fato é que o presidente além de despreparado, é mal assessorado. Nota-se que o clube parece uma nau à deriva. Espero que as embarcações sob seu comando não sejam assim (mal) conduzidas.
    Imagino que a grande sacada que o VL tomará no domingo será compilar um DVD com imagens de familiares incentivando os jogadores… UI! O futebol está impregnado pela praga da auto-ajuda. Imagina o Telê, Rinus Michels, Feola, Minelli recorrendo a essa bobagem…

  5. Bom, o futebol como esporte coletivo que sofreu pouquíssima evolução tática nos últimos 30 anos, considerando-se o revolucionário “carrosel holandês” de 1974, ainda promove surpresas onde nem sempre a lógica impera. De repente, o Payssandu faz um 1xo em um lance fortuito e segura o placar – ou até empata em 1×1 e ganha nos tiros livres – e se classifica. De qualquer forma, é fato que os argumentos da única baluarte do Blog se sustentam. O Papão demonstrou ser uma equipe frágil, que venceu o Parazão 2009 muito mais pela deficiência técnica do futebol local do que por seus méritos, enquanto equipe. Dependeu o tempo todo do futebol superado de Vélber, da raça consistente de Dadá, Mael e Zeziel, dos gols salvadores da dupla Balão-Zé Augusto e da segurança do goleiro. Nada mais que isso! Esse mesmo Payssandu campeão do Parazão sob o comando do Gaúcho, empatou, venceu e perdeu para o limitadíssimo time do Remo, sob duras penas. Quem lembra do jogo da quebra do “tabuzinho” deve recordar que até o gol oriundo da velha dupla “Balão-Zé”, havia um equilíbrio. A vitória foi resultado da ousadia do Gaúcho em apostar no poder ofensivo da dupla, enquanto o Arthur contentava-se com o empate, mexendo errado e dando prioridade à marcação. O momento máximo do Papão foi no 1º jogo da decisão com o Pantera que amarelou e foi coadjuvante da histórica goleada do título antecipado. Talvez, esse placar e o comando do Gaúcho tenham gerado na torcida e na Diretoria a falsa impressão de equipe competitiva e segura, pronta para uma ascensão à Série B mais fácil dos últimos anos, embalada por uma excelente campanha de marketing do “Vamos Subir Papão”. Várias vezes a imprensa esportiva da terra apontou essa realidade, exigindo contratações mais consistentes (poucas, desde que adequadas). É só ler as colunas do Gérson, do Pio Netto, do Ivo Amaral e do Carlos Ferreira, nos diferentes órgãos, e constatar a opinião quase unânime entre os mesmos, durante o final do campeonato e o início da Série C. Só a Diretoria preferiu acreditar na balela de planejamento do Gaúcho – e aqui aciono a discordância com a comentarista quanto ao papel do técnico anterior – e o resultado está aí. Resumo da ópera: a classificação é possível, mas pouco provável. Se conseguir a ascensão, ótimo, a lógica não prevaleceu. Caso contrário, nenhuma surpresa. É bom que a torcida do rival tenha isso em mente. Agora, se perder a classificação, que pelo menos caia como um bom guerrilheiro: atirando sempre!

  6. Ah, e sobre o Chance do Gol, a coisa vai por aí mesmo. Números. Estarística. Isso não tem valor algum, não ganha jogo.
    * Fiquei preocupado com a coluna do Cláudio Guimarães de hoje: Balão e Zé Augusto começando a partida? Se assim for, bau-bau Papão já que teremos que queimar 2 substituições. E, Leandrinho? Parou de beber? Hehehehe
    * CG escreveu uma coisa certa contudo: o time com 3 zagueiros pode render mais, principalmente porque nossos laterais não tem censo de marcação algum.
    No mais, sou um torcedor sem vergonha alguma na cara. Acredito no meu Papão!

    1. Juca,
      Já fui mais confiante, meu amigo. Cheguei a escrever isso aqui antes do jogo de domingo passado. Continuo achando que há equilíbrio, não vejo o Icasa como um time superior. No máximo, é mais organizado em campo. Mas temo sobretudo pela própria instabilidade emocional do Paissandu, pois alguns jogadores demonstraram isso na primeira partida. Afoitos demais, aparentemente tremendo diante da galera. Ocorre que futebol tem seus mistérios. Quem achava que o Paissandu iria reverter aquele 2 a 1 sobre o Cruzeiro, na Copa dos Campeões, ainda mais em campo neutro? Pois é. Teve jornal de Belém que simplesmente cancelou a cobertura, tamanha era a descrença. Depois, deu no que deu. Guardadas as devidas proporções, a história pode se repetir – lá mesmo no Ceará.

  7. Prezados, o Icasa não uma grande equipe, pelo contrário é mais um time no nível dos que disputam a série C. Aí concordo com o Gerson, o problema não está no Icasa, mas no PSC que é no mesmo nível do time do Ceará, mas diferentemente deste, não apresentou um esquema tático definido durante o torneio. Bem, o PSC pode se classificar? Claro! Essa é a graça do futebol. Mas é dificil? É, pois o PSC não tem um time acima do Icasa e quando joga fora infelizmente tende a se apequenar.

    Quanto o Valter, é um absurdo critica-lo, meu pai que gostava do trabalho do Gaucho foi curto e grosso: como o PSC não contratou jogadores para a série C sabendo de suas limitações? A quem ele culpou? Luiz Omar, pois o treinador manda no time mas não tem que te o poder de contratar funcionários para o clube, essa função é do presidente, que aceitou passivamente a opinião do Gaúcho vetando contratações.

    Mesmo assim, vou ouvir o jogo e torcer pois o PSC é um time de nome e habituado a grande decisões. Ano passado o PSC teve chances de empatar o jogo contra o Rio Branco (e olha que o time era limitado) e nosso sonho terminou com uma bola na trave a final do jogo, talvez essa seja a hoRa daquela bola entrar.
    VAMOS SUBIR PAPÃO!!!

  8. Carlos, vc e o Gerson, pelo que vejo, são os únicos que ainda acreditam que o Técnico Edson Gaucho não queria reforços. Não acredite em grande parte da Imprensa, procure tirar suas próprias conclusões. Aliás, ganha força dentro do Remo, a contratação de Edson Gaucho, no que seria a primeira grande coisa que essa diretoria iria fazer em 2009, para alegria de nós torcedores, agora deixem o homem trabalhar e, não vão atrás do que fala a Imprensa. Sendo assim, terá, o Remo, 99% de chances de dar certo em 2010.

    1. Cláudio,
      A entrevista do Gaúcho dizendo que o time não precisava de reforços em rede de televisão foi dublada pelo Gerson????????

    2. Claudio,
      Não distorça os fatos, meu amigo. O Gaúcho declarou isso, ao vivo, no SBT (há gravações) e as outras emissoras reproduziram as entrevistas dele. As emissoras de rádio também. Os jornais, idem. Está tudo lá. O cara foi claro, naquele estilo deixa-que-eu-chuto: o grupo está fechado, não precisamos de mais jogadores, confio nesses que estão aqui!! Não culpe a “imprensa” pela declaração aloprada do ex-treinador. Pelo que eu sei, ninguém o obrigou a dizer aquilo.

  9. Este mesmo site dava grande vantagem ao papa título antes do 1º jogo. É uma Maria vai com as outras e o mais consultado por mãe Diná que não acerta uma previsão. Fiquem frios.

  10. Não só ouvi como vi o EG dizer que não precisava de reforços.
    O plantel tem suas limitações e terá que superá-las para conseguir o acesso. Continuo achando que com o antigo treinador, com o atual ou com quem mais viesse, a situação seria a mesma.
    Agora é torcer (e muito) para que domingo alcancemos o nosso objetivo.
    Impressiona-me, porém, o fogo que corre por entre as pernas das viúvas.
    É muita saudade.

  11. Paulo e Acácio, em nenhum momento eu disse que o Edson Gaucho não tinha falado que não queria reforços, pois isso foi dito em rádio e televisão, mas se vcs dois acompanham o Blog, eu disse que o mesmo não queria reforços, pelo fato de não querer perder o grupo e poupar seu Presidente, uma vez que, se vcs lembram bem, foi feita uma reunião com o Treinador, Presidente e Jogadores e, o Presidente disse que não tinha como pagar a premiação pelo título do Paraense( 80 mil ), foi aí que os jogadores se revoltaram e disseram que: se não tem dinheiro para pagar premiação, não teria para contratar reforços(isso me foi dito por um jogador desse elenco, por isso que falo com base) e, o técnico saiu em defesa do grupo e tentou dar uma proteção ao seu Presidente. Atentem uma coisa, pois quem já foi treinador um dia, mesmo que seja de pelada, sabe que é melhor vc deixar de contratar um ou mais jogadores e pagar o que deve aos que estão aí, a ter que fazer o contrário, pois se vc perder o grupo, vai acontecer vários 9×0, lembram?

    1. Cláudio,
      O Gaúcho, como a grande maioria dos técnicos, quis apenas fazer média com seus jogadores. Não o culpo por isso, todos praticamente fazem o mesmo, preferindo apelar para o marketing. Insisto apenas no seguinte: técnico tem que ser leal e compromissado com o clube, não com este ou aquele jogador. Quem paga seus salários é o clube. A maioria dos defensores do Gaúcho prefere fingir não ver esse aspecto, decisivo para a atual situação do time. Não nos iludamos: com esse grupo de jogadores, até o “genial” Maçaranduba estaria enfrentando dificuldades. Valter Lima herdou isso e pouco (ou nada) pode fazer a respeito. É fato.

    2. Cláudio,
      Parabéns pela sua análise, de que o Gaúcho só “queria poupar o Presidente”, só achando graça, hahahahahahaha
      Já que vc não é uma “viúva” do EG, e sim uma “noiva” não correspondida, pois sabemos que é remista, o que vc acharia se esse treinador tivesse pensado somente no seu presidente em detrimento ao clube e seus torcedores.
      Para de falar asneira “entendido”.

  12. Aliás, Paulo e Acácio, conversem um pouco com a Sandra Luz, no blog, ela poderá explicar melhor isso que estou falando. Quem disse que mulher não entende de Futebol, está redondamente enganado.

    1. Cláudio,
      A única coisa que a Sandra faz é chorar pelo EG, sei não, aí tem coisa…
      Tú achas que ele colocaria a sua “grande” carreira a prêmio, sabendo que seria um fiasco a campanha com esse plantel???
      Se isso aconteceu é porque realmente estava só interessado no seu polpudo salário e o resto que se dane.
      vou te fazer um desafio, além das confusões que esse treinador arranja onde vai, O QUE FOI QUE JÁ CONQUISTOU COMO TREINADOR EM MAIS DE 15 ANOS COMO TÉCNICO????????????????????????

      1. Cláudio,
        Brincadeiras à parte o EG já conquistou:
        1- Campeonato Mato Grosso do Sul(Operário)
        2- Campeonato Brasileiro 2ª divisão(Criciuma)
        3- Campeonato Goiano(Vila Nova)
        4- Campeonato Paraense(Paysandu)

        E com o “nome” que tem, nunca deveria ter aceitado essa situação, sabendo que esse plantel corria o risco de não subir para a série B.

  13. Galera…eu queria tanto morder a minha língua…esses atuais jogadores do Papão que declararam se entregar de corpo e alma atrás do acesso, até hoje não suaram a camisa. Minha esperança, a última que morre, será do Papão segurar o resultado até o 2º tempo, e fazer um gol na cagada pra asegurar a vaga. Eu acredito!!!!

  14. Gostaria e muito que vcs da Imprensa pudessem ser técnico por um dia, vcs íam ver que não é assim que funcionam as coisas, penso até que deveria ser assim, mais infelismente não é. O TÉCNICO só conseguirá ser compromissado com o clube, se o mesmo cumprir tudo o que promete para com os jogadores senão, não tem Técnico que aguente. Analisar jogo da cabine, é totalmente diferente de estar a beira do gramado.

  15. Cláudio, longe de mim ter o mesmo conhecimento de futebol que você tem.
    Minhas opiniões são fundadas apenas em 45 anos paixão pelo futebol, quer seja jogando ou assistindo, mas nunca treinando, pois não tenho o menor talho para tal.
    Já li o comentário da colega Sandra que deve conhecer, pois quem conhece não propaga a virtude. Li também os de todos os outros participantes do blog. Cada um tem a sua opinião e ninguém é dono da verdade.
    “Você nunca será um perdedor enquanto continuar lutando”
    VAMOS SUBIR, PAPÃO!
    VAMOS SUBIR, FUTEBOL PARAENSE!

  16. Enquanto tiver lutando sim, mas batendo em ponta de faca….. . Não sou dono da verdade. Aqui apenas se discute futebol, com muito respeito um aos outros, que penso que é o objetivo desse Blog criado pelo Gerson. Ser Técnico de um time de pelada, não quer dizer que sei mais do que todos que, aqui dão sua opinião. Um abraço Acácio. Sem ofensas amigo.

  17. Paulo, desculpe, mas não entendi o que vc chamou de brincadeira, a imprensão que vc passou é que quando pediu pra que eu enumerasse as conquistas do Edson Gaucho, vc não lembrava de nenhuma e, depois, lembrou. Ainda bem, que vc fez a pergunta e respondeu pra mim. Um abraço amigo e, sem ofensas tambem.

  18. Não disse que o senhor é dono da verdade e nem que se falta com respeito a alguém nesse blog. Muito menos que o fato do senhor técnico de futebol pelada lhe confere conhecimentos acima dos demais. Acho que houve erro de interpretação.
    Por fim, em momento algum senti-me ofendido, mas se assim o senhor se sente, queira desculpar-me.

Deixe uma resposta para blogdogersonnogueira Cancelar resposta