Tá tudo dominado

A notícia saiu no Estadão (e no nosso DIÁRIO). Diz o texto:

Em tom conciliador, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), discursou da tribuna no Senado nesta terça-feira, 11, pregando um entendimento entre os senadores para arrefecer a crise que assola a Casa na esteira das denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). Tasso pediu desculpas por ter travado, na semana passada, um bate-boca em plenário com o líder do PMDB, senador Renan Calheiros (AL).

O discurso é parte do acordo que vem sendo costurado entre governo e oposição para dar fim à crise no Senado e salvar Arthur Virgílio (PSDB-AM), líder dos tucanos, e José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado. O ‘acordão’ começou a ser debatido na segunda-feira, 10, e líderes como Renan Calheiros (PMDB-AL), Aloízio Mercadante (PT-SP) e Sérgio Guerra (PSDB-PE) estão engajados para que funcione.

E ainda existem uns lesos que acreditam nas diatribes de Virgílio e na “indignação” tucana.

A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula para esta quinta-feira, 13:

08h – Partida para Anápolis (GO) – Base Aérea de Brasília (DF)

08h30 – Chegada a Anápolis – Base Aérea

08h50 – Entrevista para as rádios S. Francisco AM (Anápolis) e Terra FM (Goiânia)

10h – Cerimônia de entrega do Título de Jaguar Honorário ao Presidente da República

11h20 – Visita às obras da Ferrovia Norte-Sul – Avenida Pedro Ludovico, túnel

11h50 – Cerimônia alusiva às obras da Ferrovia Norte-Sul

13h50 – Visita ao Centro de Referência de Promoção da Igualdade – Avenida Goiás, 148, quadra 24, lote 158, Centro, Goiânia (GO)

14h45 – Almoço no Palácio das Esmeraldas

16h – Cerimônia de inauguração e anúncio de construção de unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida – Praça Cívica

18h30 – Partida para Brasília

19h – Chegada a Brasília – Base Aérea de Brasília

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)

Gratificação gera queixas

Alguns jogadores do Paissandu, titulares inclusive, reclamam o pagamento da premiação pela classificação obtida em Codó. Na Curuzu, ontem, a queixa circulava, à meia-voz, pois a semana é de decisão e ninguém quer levar a pecha de mercenário ou desagregador. Mas o problema existe e a diretoria deveria se apressar em sanar antes do embarque para o Ceará.

Time do Pibe vence russos

5842409_maradona_argentina_esportes_224_299

A Argentina, de olho no jogo do dia 5 de setembro contra o Brasil, conquistou boa vitória por 3 a 2 sobre a Rússia, em Moscou. Mesmo sem contar com Lionel Messi e Tevez, o time de Maradona conseguiu virar o jogo diante dos russos sob a batuta de Agüero, atacante do Atlético de Madri e genro do treinador. Dieguito já admitiu que suas preocupações são, obviamente, o jogo contra o Brasil na sequencia das eliminatórias sul-americanas.

Ricky: “nem aí” para os maldosos

richarlyson(3)

O volante Richarlyson, do São Paulo, disse nesta quarta-feira que não se incomoda com insinuações e piadas sobre sua sexualidade feitas por torcedores rivais e do próprio clube que defende. O jogador é alvo constante de piadas que o apontam como gay. Algumas torcidas organizadas do time do Morumbi não costumam gritar seu nome antes e durante as partidas.

“Ainda bem que é a minoria [que faz isso], o que não me incomoda. O que importa é que a maioria está ao meu lado. Enquanto essa manifestação está sendo em grito, em gestos, deixa para lá”, disse o volante.

De volta ao time titular do São Paulo como meio-campista depois da chegada do técnico Ricardo Gomes, Richarlyson afirmou ainda que não deve explicações sobre sua vida particular para o torcedor.

Em 2007, o então diretor administrativo do Palmeiras, José Cyrillo Júnior, citou o nome de Richarlyson ao responder a uma pergunta sobre a homossexualidade no futebol, no programa “Debate Bola”, da TV Record. Indagado sobre a possibilidade de haver um atleta gay no elenco palmeirense disposto a assumir publicamente sua orientação, Cyrillo começou a responder dizendo: ‘O Richarlyson quase foi do Palmeiras’.

O jogador negou ser homossexual e levou o caso para Justiça. Pouco depois, o juiz Manoel Maximiano Junqueira Filho, da 9ª Vara Criminal de São Paulo, arquivou a queixa-crime apresentada pelo volante.

No documento em que relacionou os motivos para o arquivamento do caso, Junqueira Filho classificou o futebol como “jogo viril, varonil, não homossexual” e sugeriu que um atleta gay devia abandonar a carreira ou montar um novo time e criar uma federação própria para continuar atuando. (Do Folhaonline)

Vitória e recorde na Estônia

09224233

Em um amistoso em que entrou em campo já pensando no jogo contra a Argentina, que será realizado somente no dia 5 de setembro, a seleção brasileira conseguiu nesta quarta-feira uma vitória magra, por 1 a 0, diante da Estônia, apenas a 112ª no ranking da Fifa (atrás de países como Suriname, Barbados e Ilhas Fiji).

O jogo foi disputado em Tallin, capital do país báltico, na Le Coq Arena, que apesar de ter apenas 10 mil lugares não ficou lotada. Apesar de o rival fraco ter ameaçado muito pouco o gol de Júlio César, a seleção teve dificuldades nas finalizações e não apresentou um bom futebol.

Ainda assim, o gol marcado por Luis Fabiano (foto) aos 43 minutos do primeiro tempo rendeu ao time e ao treinador um recorde. Agora, Dunga acumula 17 jogos seguidos sem derrota – o último revés foi em junho do ano passado, contra o Paraguai, que venceu por 2 a 0.

Botafogo, 105 anos

Botafogo1968-1

A SeleFogo: Cao, Moreira, Zé Carlos, Leônidas, Waltencir, Carlos Roberto, Gérson, Rogério, Roberto, Jairzinho, Paulo Cesar. Técnico: Zagallo.

Por Mauro Cezar Pereira, da ESPN

Hoje, 12 de agosto, a fundação do Botafogo Football Club completa 105 anos. Já em 8 de dezembro de 1942 houve a fusão com o Club de Regatas Botafogo, originando a agremiação como ela é até hoje: Botafogo de Futebol e Regatas. Em tempos difíceis, bairristas e desinformados costumam diminuir o clube da estrela solitária. Desnecessário repetir a história do Glorioso, suas conquistas, craques que fizeram história na seleção, etc. Todos os que se interessam um pouco por futebol conhecem a bela trajetória alvinegra. Fato é que há sete anos o Botafogo estava no buraco, rebaixado à Série B e sem comando, afundado em dívidas. Bebeto de Freitas, com erros e acertos como qualquer um, tirou o clube do atoleiro e Maurício Assumpção, que o sucedeu, segue com um trabalho de reestruturação. O Botafogo tem futuro, tem perspectivas, falta apenas a torcida apoiar mais, aparecer no estádio, frequentar o Engenhão. É a melhor maneira de calar os que não acreditam na estrela solitária.

Romário volta aos gramados

Nesta quarta-feira, após o empate do América com o Silva Jardim, por 1 a 1, no estádio Giulite Coutinho, o ex-jogador Romário, de 42 anos, confirmou que vai se inscrever para disputar algumas partidas oficiais pelo América, como forma de homenagear o pai. “Jogarei alguns minutos de uma ou duas partidas desta competição pelo América. É uma forma que encontrei para realizar um antigo sonho do meu pai”, disse o Baixinho, que hoje é manager do América, lembrando seu Edevair, que foi diretor de futebol do clube na década de 90.

Homenagem ao pai é uma forma inteligente de esconder o verdadeiro motivo da decisão: Romário, como a maioria dos ex-boleiros, ficou sem perspectivas depois de pendurar as chuteiras. Não tem perfil de treinador, não se interessou em ser comentarista (acho que daria um bom analista, melhor que Caio ou Neto, seguramente) e tem tido dificuldades para emplacar como dirigente. Só resta mesmo voltar às origens.

Grupo do Gaúcho na Curuzu

Há um “grupo do Gaúcho” no elenco do Paissandu. Pode não ser atuante e decisivo, no sentido de prejudicar a equipe deliberadamente, mas é saudoso do antigo comandante e não faz questão de esconder o fato, gerando alguns constrangimentos e até pequenos incêndios em certos momentos. A maioria dos seguidores de EG veio junto com ele para a Curuzu e aqui permaneceu depois de sua demissão.

Mas, ao contrário do que se especulava em certas áreas, fonte ligada à direção do clube assegura que o goleiro Rafael Córdova não pertence ao tal grupo. Córdova, que deve ser o titular domingo em Juazeiro do Norte, era forte defensor da contratação de Arturzinho (lembram dele?). Ficou frustrado com a opção da diretoria por Valter Lima, mas não chora pitangas por EG.

Os novos uniformes do Velez

235_1146-velez1

O tradicional Velez Sarsfield, da Argentina, inovou no lançamento de sua nova linha de uniformes para o campeonato nacional (Apertura), programado para começar no dia 21 de agosto. Enquanto por aqui houve uma grife que convocou Zé Augusto e Rafael Córdova para desfilar ontem à noite, em Buenos Aires um grupo de vistosas modelos foi escalado para a apresentação dos uniformes, nas cores oficiais do clube, azul e branco. Difícil fazer uma avaliação isenta do design das novas peças.

235_1146-velez4

Ronaldo não lembra da lipo

 3234790b-dc1d-3bc2-be74-22b4e1b43d77

Ronaldo reapareceu. Deu sua primeira entrevista nesta quarta-feira após passar por cirurgia na mão esquerda e por uma suposta lipoaspiração há duas semanas. Sobre a mão, o corintiano afirmou que o problema foi mais grave do que se pensava. Quanto à operação para perda de peso, ele desconversou. Perguntado se a lipoaspiração poderia melhorar seu desempenho, respondeu. “Não sei, não sei nem se eu fiz. São coisas que não sabemos. Não posso dizer, vamos ver. Tenha calma, vai dar tudo certo, não se preocupe muito.”

“O que faço da minha vida particular é exclusivo meu. Não tenho que dar satisfação, nem à imprensa nem ao torcedor. O torcedor só quer saber do Ronaldo jogador e nada mais”, disse o atacante, que se lesionou durante a derrota por 3 a 0 no clássico contra o Palmeiras, dia 26 de junho, pelo Brasileirão.

Engano do Fenômeno. Ídolos populares como ele precisam, sim, prestar contas com seu público – o que inclui informações sobre seu estado atlético, por exemplo. Pura bundamolice essa história de “não devo satisfações”. Claro que deve. Só é a figura de expressão nacional que é porque há um público que o acompanha e idolatra. E que vê tudo o que se noticia sobre ele, desde os gols pelo Corinthians até a esquisitíssima farra com os três travecos no Rio.