“Crônicas de Baião” é um dos lançamentos do dia na Feira do Livro

Obras editadas pela Imprensa Oficial do Estado (Ioepa) serão lançadas no primeiro dia da 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes, promovida de 1º a 5 de dezembro pelo governo do Estado, na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, em Belém.

A Ioepa vai lançar em seu estande “Trabalho infantil: uma análise do discurso de crianças e de adolescentes da Amazônia paraense em condição de trabalho”, da professora e pesquisadora Ana Paula Vieira e Souza, às 15 h; “Crônicas de Baião”, de diversos autores, organizado por Josias Favacho, às 21 h, e “Amazônia: Trabalho e Globalização”, organizado por Jeferson Bacelar, Giussepp Mendes e Pastora Leal, também às 21 h. Haverá ainda o lançamento de “Madona de Plácido”, de José Roberto Ribeiro, às 16h30, que não foi impressa pela Ioepa.

“Trabalho infantil: uma análise do discurso de crianças e de adolescentes da Amazônia paraense em condição de trabalho”, foi editado e impresso pela Ioepa, por meio da Editora Pública Dalcídio Jurandir. O livro é resultado da tese de doutorado, defendida em 2014 pela autora, na Universidade Federal do Pará (UFPA). A pesquisa mostra o trabalho infantil como um fenômeno social que nega o direito de crianças e adolescentes a viverem plenamente sua infância.

A obra sobre Baião, município do Baixo Tocantins, reúne crônicas de sete autores, de diferentes gerações, que narram memórias, impressões e vivências do cotidiano cultural da cidade. São recortes pitorescos da vida cotidiana no município, um dos mais antigos do Pará.

“Amazônia: Trabalho e Globalização” resulta da parceria entre a Universidade da Amazônia (Unama) e a Ioepa. É uma homenagem ao magistrado e professor universitário Georgenor de Souza Franco Filho. O livro de 668 páginas é composto por 24 artigos, escritos por 36 especialistas em Direito, com ênfase no tema central da obra, incluindo a Pan-Amazônia e o direito internacional.

O livro “A Madona de Plácido – Crônicas da história de uma Cidade e seu orago” é um exercício literário que aborda a história do culto a Nossa Senhora de Nazaré associado ao desenvolvimento da cidade de Belém. (Com informações de Ailson Braga)

Deixe uma resposta