Exclusivo: Mazola esclarece situação com o Papão

PSC Mazola-Mario Quadros

Por Cláudio Santos – especial para o blog

Bate-papo exclusivo, por telefone, feito com o técnico Mazola Junior nesta amanhã. Ele parecia com pressa, mas atendeu gentilmente. Busquei respostas sobre aspectos das negociações dele com o Paissandu. Esclareceu que pediu um contrato de um ano e que fez uma proposta alta (20% de aumento sobre o salário que recebia, em torno de R$ 50 mil), mas negou que tenha pedido R$ 100 mil. Afirmou que a multa por rescisão era de apenas um salário e meio. Criticou o fato de contratações já estarem sendo feitas sem seu aval. Provocado quanto a um possível convite para dirigir o Remo, repetiu o que já havia dito ao programa Bola na Torre: aceitaria treinar o Leão, desde que o presidente não seja Zeca Pirão.

Abaixo, a transcrição da conversa:

CS – Você queria contrato de 1 ano, ou seja, até 31/12/2015?

MJr.: Perfeito, o ano tem 12 meses… Logo o contrato deve ser até dezembro e não novembro, como foi este ano.

CS – Dizem que você pediu salários de RS 100 mil. Procede?

MJr.: Mentira. Fiz uma proposta alta, pra começar a conversa, após ter consultado alguns técnicos da série B. Veio a contraproposta do PSC: 20% de aumento sobre o que recebia (aproximadamente R$ 50 mil). Coloquei minha contraproposta: 40% de reajuste, pois precisava valorizar meu auxiliar técnico e o meu preparador físico.

CS – É verdade que você teria exigido, em caso de rescisão contratual, uma multa de R$ 400 mil?

MJr.: Nem metade disso. Multa seria de 1 salário e meio. Fiz isso pra não acontecer o que aconteceu este ano, quando tive que ir e voltar, e pelo fato de que coloquei que todas as contratações fossem feitas por mim. E eles já estavam fazendo por conta própria… Tem um jogador que fecharam que eu nunca vi jogar.

CS – Qual seria esse jogador? Rogerinho, Elanardo? 

MJr.: Não, Rogerinho eu conheço muito bem. Não vem ao caso citar o nome do jogador.

CS – Uma outra exigência sua, bastante questionada, foi o pedido de 1 apartamento por conta do clube… 

MJr.: Claro, isso é normal. Qualquer um profissional que vier pro PSC vai exigir isso… Este ano, só pra você saber, morei com meu preparador físico e meu auxiliar numa república.

CS – Dizem que você exigiu premiação por conquistas: Campeonato Paraense (por turnos), Copa Verde, Copa do Brasil (por fases) e Campeonato Brasileiro…

MJr.: Não foi bem assim, não… É isso, amigo, que me magoa muito (pausa)… Foi por conquistas e não turnos. Conquista do Parazão, campeão da Copa Verde, acesso à Série A… E, aí sim, até pela premiação que o clube recebe ser por fases da Copa do Brasil, mas nada que fosse um exagero.

CS – Uma de suas exigências foi fazer da Curuzu um centro de treinamento e jogar todas as partidas no Mangueirão?

MJr.: Não foi uma exigência, foi uma ideia. Pela dificuldade que é treinar no Kasa, pelo deslocamento. É muito complicado. Jogaríamos algumas partidas no Mangueirão.

CS – De tudo que você leu, ouviu e viu, após sua saída do PSC, o que mais lhe deixou magoado?

MJr. Uma machete em um jornal da cidade: “Mazola descartado pelo PSC”.

CS – Sempre digo que pra você vencer em Belém, seja como jogador, técnico, só se consegue isso se agradar aos 2 lados, Remo e PSC. Você treinaria o Remo?

MJr.: Tendo o Sr. Zeca Pirão como presidente, não… Com outro presidente, sim. Tenho um carinho enorme pelo torcedor do Remo, também. Iria, com muito prazer.

CS – Já teve proposta de outro clube?

MJr.: Não, cara, eu tinha tanta certeza que iria renovar com o PSC que não pensei nisso. Mas temos mercado e vou conseguir outro clube, certamente.

Minha opinião: Presidente Alberto Maia, mande um diretor de futebol ir pessoalmente negociar com Mazola. Isso não é feio, não…SP, Santos fazem isso, conversar com quem quer trabalhar de verdade pelo Paysandu. Ajude Mazola e ele ajudará o senhor a soerguer o clube. Continuo confiando na sua competência como presidente e sei que o senhor é uma pessoa do bem. Caso não queira mais o técnico, o que é um direito seu, mande publicar nota de agradecimento no site oficial por tudo que ele fez pelo clube. Aliás, como fazem as grandes agremiações. Combinaria mais com o PSC. Pensamos igual, pelo menos em uma coisa: queremos o bem de um dos maiores clubes do Brasil, O Paysandu Sport Clube. (Cláudio Santos) 

49 comentários em “Exclusivo: Mazola esclarece situação com o Papão

  1. Uma história sempre tem 3 versões. A minha, a sua e a Verdadeira.

    Se o que o Mazola afirma, for a mais próxima da realidade a diretória fez uma grande burrada. Acredito que, o Mazola não voltou por conta da vaidade dos diretores que não aceitam criticas, quanto a estrutura e forma de trabalho realizados no Paysandu ex.: treinar no campo do Kasa.

    Curtir

  2. Primeiro parabéns ao Cláudio pelo furo espetacular. Depois parabéns ao Gerson que abre espaço para o amigo Columbia e postou prontamente (pedi no outro post isso é Gerson foi rápido no gatilho com os devidos cuidados) a excelente entrevista… Esse blog é muito bom!

    Curtir

  3. Sobre a entrevista, ficou a impressão que, além dos aspectos financeiros, pesaram as relações dentro da Curuzu. Vale lembrar que Mazola sempre elogiava Vandick (falava que Vandick entendia de treinos e conhecia o cheiro do vestiário) nunca se referindo aos demais.

    Curtir

  4. Não sei por que toda essa celeuma em torno da saída do Mazola se esse acontecimento é uma constante para quem milita nessa área ? Que fez muito pelo Papão, apesar de não ter conseguido títulos, é inegável. Agora, se ele tem todo esse sentimento pelo clube,poderia também ter amenizado ! Ao amigo Cláudio parabenizo pelo excelente trabalho,mas tenho uma opinião um pouco divergente pelos aspectos que mencionei ! Apenas minha opinião ! Não tirando os méritos do treinador,mas vida passa e ninguém é insubstituível !

    Curtir

  5. Porra! Quer dizer que o jornal usa uma expressão inadequada e p Mazola fica magoado com a diretoria bicolor? Por que ao menos não procurou os dirigentes pra esclarecer o assunto?
    Está na hora de alguém de bom senso entrar em ação e mostrar que as divergências não são empecilhos insuperáveis pra que ambos- Paissandu e Mazola- cheguem a um acordo

    Curtir

  6. Depois de tudo isso, fico com um certo grau de certeza, que dentro do Pay, tem gente que não gosta do Mazola, antes e agora.

    Com certeza deve ser alguma múmia, não em idade, mas em ideias. Aquele tipo de cartola que quando o torcedor rival lhe encarna, ele leva em consideração.

    O Mazola não é um técnico indispensável, mas pro Pay seria fundamental iniciar com ele os trabalhos.

    Vamos aguardar, como o Tite tá desempregado, quem sabe não contratem ele.

    Curtir

  7. Pior é contratar (enganar a torcida) técnicos sem ter o que disputar. Os bichos são tão ruins que brigam entre si,não pelo remo e sim pelo poder.Acho que vida de presidente,principalmente político,deve ser muito rentável para brigarem pelo comando. E haja promessas enganosas,na maior cara de pau.Prometem até craques da seleção e técnicos que jamais aceitariam treinar times em extinção! Deve ser muito bom o lugar de presidente no leão! ´[E cobra engolindo cobra !

    Curtir

  8. O Mazola deveria ganhar por título conquistado, aqui não vale acesso, pois acesso não é título. Vice também, pensando sobre isso, creio que essa cláusula contratual a diretoria do Paysandu não precisava se preocupar, pois Mazola Jr não ganha nada mesmo, logo, não haveria remuneração a ser paga.

    Curtir

  9. Centenada:
    O Paysandu conquistou o título de Tetra Campeão Paraense na categoria Sub-17 ao derrotar o Clube do Remo, por 2 a 1, na manhã desta sexta-feira (5), em partida realizada no estádio Mangueirão, em Belém.
    Campeão de Regatas
    Campeão de Handebol
    Acesso à série B

    Curtir

  10. Isso é estranho.
    não é possível que a diretoria do paysandu não tenha aceitado dar um aumento de 20% pro mazola, considerando que vai disputar a série B.

    Isso seria, ao meu ver, uma burrada sem tamanho.
    A outra coisa foi a contratação desses jogadores sem o aval do técnico. Pelo visto até as despensas estão indo na mesma toada.

    penso q o vandik deveria ter conduzido o paysandu até o final do seu mandato, deixando o paysandu com o técnico e elenco contratado.
    pra mim ele tá se omitindo pois ele ainda é o presidente do paysandu e não está de férias.

    Curtir

  11. Cláudio Santos, kikiki, parabéns pela matéria….esse disse me disse atrapalha sempre….Os dois, PSC e Mazola saíram fortes e vencedores do Brasileirão C….vida que segue…..PS: tomara não precisem ligar após o paraense 2015 para ele pedindo q volte. ….rs….

    Curtir

  12. Belíssimo trabalho amigo Claúdio, parabéns! Quanto a possível vinda para o Remo, digamos, que pelo satisfatório trabalho feito no rival o credencia a comandar o mais querido. Lhe falta títulos, quem sabe consiga com o Remo.

    Curtir

  13. Lucilo, mas sob estas condições colocadas pelo Mazolla, o Mais Querido não tem condições de contratá-lo. Aliás, acho que poucos clubes no Brasil, destes que o cacife técnico do Mazolla lhe permitiria acesso para treinar, teriam condições de bancar os termos da proposta que ele fez. Pelo menos em condições normais de administração financeira.

    Curtir

  14. Antônio Oliveira, pela conversa do Cláudio, publicada no blog campeão, a pedida de Mazola não era tão inviável como se vendeu.

    Pelo que estou vendo e percebendo nas falas de Maia, é a presença de um aperto fiscal no melhor estilo tucano (rs), querendo impor aos contratados um teto financeiro, quem quiser sair dele está fora (falou a mesma coisa sobre Charles) do Paissandu…

    Em síntese, está faltando política no Paissandu, está faltando jogo de cintura oara conseguir as coisas.

    Curtir

  15. Bom, Celira, levando em conta que o Mazolla tenha falado a verdade sobre a pedida final que ele diz ter feito ao rival listrado, e me atendo exatamente ao que eu disse no meu comentário anterior, vejamos: creio que o Remo não dispõe de 70 mil (40% sobre 50 mil) mensais para pagar ao Mazolla e ainda pagar um apartamento pra ele (aliás, quanto à moradia dos auxiliares ele não revelou como ficaria. Se eles próprios ou o clube é que pagaria). Demais disso, também acho que não daria pro Remo abrir mão do Baenão e mandar todos os seus jogos no Mangueirão. O patrimônio e as dívidas do Clube não permitiriam um gasto deste. Não, na situação de calamidade financeira em que se encontra, e, por conseguinte, de necessidade de responsabilidade administrativa. Agora, quanto aos jogadores, estou de acordo que ele na condição de técnico, e que a mim inspira alguma confiança,
    fizesse as indicações para contratação.

    Quanto ao estilo tucano de arrochar, parece que não foi só o rival quem aderiu, não. Senão, o que dizer do Joaquim “Bradesco” Levy assumindo a pasta da Fazenda.

    Curtir

  16. De fato, não vigorou, Celira. E ainda está aí na “agulha”, pronta para ser disparada (se é que ainda não foi), a Kátia Abreu.

    Mas, sabe, o que eu queria mesmo era um 2015 melhor, com mais segurança, com melhor atendimento de saúde, tanto pra quem vai de “sus”, quanto pra quem vai de “planos”, e com menos violência na remarcação dos preços, pelo menos. Será que dá pra sonhar??

    Quanto ao meu Leão, que certamente não poderá ter o Mazolla, ao menos poderia trocar de presidente. Isso, na minha “vã filosofia”, já poderia livrar ao clube, e ao seu patrimônio, de uma série de dificuldades.

    Pô, mas deixa pra lá, pois este comentário parece que já tá virando cartinha de papai noel.

    Curtir

  17. Égua ! Meus parabéns, amigo Cláudio ! Um abraço !

    Mas que PORCARIA fez o Maia, ao não renovar o contrato do Mazola… Estava Maia dormindo ou inconsciente, no 1o ano de Vandique ?! Sim, porque agora ele REPETE o erro de Vandique…O PSC precisa de presidente COMPETENTE. E Maia já começou com INCOMPETÊNCIA !!! PÉSSIMO INÍCIO, Sr. Maia !

    Curtir

  18. Caramba ! Que raciocínio de burro, o do Maia…Se a equipe for bem, haverá renda, dos jogos, dos sócios, pra pagar os 20% de aumento pedidos pelo Mazola… É um incompetente, o Maia. PÉSSIMO !!

    Curtir

  19. Caro C. Lira, estava faltando COM-PE-TÊN-CIA ao Pres. do PSC !!! Estou inconformado… Irão, será, contratar o Fran Costa ?! Maia, Série-B não é Série-C. Alguém, por favor, desenhe e mostre ao Maia, pois ele não entende…Vou te contar…

    Curtir

  20. Calma Amigo Heleno, vamos torcer para que a política de contenção tenha resultado positivo. É improvável, mas não impossível.

    Curtir

  21. Excelente entrevista, amigo Cláudio. Parabéns. Nota 10.

    Penso que o senhor Alberto Maia deveria fazer o possível para iniciar o ano de 2015 com Mazola Jr. à frente do Paysandu.

    Sinceramente, começa mal o mandário bicolor.

    E o amigo Borges foi extremamente feliz em seu comentário ao mencionar a omissão de Vandick neste momento,pois sua gestão ainda não terminou e,assim,evidentemente,não deveria se abster totalmente do clube neste momento de transição importantíssimo ao futuro do clube.

    Curtir

  22. Amigo Charles, e demais, vejam, foi feito uma pesquisa e 95% dos participantes, que creio que reflete como um todo, queria a permanência do MAZOLA.

    Volto a bater o martelo, a saída do Mazola não foi por dinheiro, foi politicagem.

    O Maia conseguiu atrair para sí o descontentamento de parte da torcida, o que der errado, só vai dar ele na cabeça.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s