S. Paulo recontrata zagueiro preso na Alemanha

Imagem

Depois de anunciar Lúcio como seu primeiro reforço para 2013, o São Paulo oficializou hoje junto à CBF o registro de um contrato de três anos com o zagueiro Breno, que foi formado nas divisões de base do clube e se encontra preso na Alemanha, acusado de incêndio criminoso. O jogador estava com sintomas de depressão, bebendo até uma garrafa de uísque por dia, quando teria (acidentalmente ou não) ateado fogo em sua casa de Munique, quando sua família não estava presente. A Justiça alemã, apesar dos apelos da defesa, condenou Breno à pena de 3 anos e nove meses, em setembro de 2011. O gesto do São Paulo, raro entre clubes e empresas brasileiras, mostra preocupação e senso humanitário com o seu ex-atleta. Abaixo, a nota oficial do clube:

O São Paulo Futebol Clube vem por meio desta elucidar ao público o contrato profissional estabelecido com o atleta Breno Vinícius Rodrigues Borges, registrado na Confederação Brasileira de Futebol e divulgado no Boletim Informativo Diário da entidade na última quinta-feira (20).

Reiteradas vezes o São Paulo Futebol Clube demonstrou publicamente sua solidariedade com relação à situação vivida pelo atleta na Alemanha, onde Breno reside há quatro anos, desde que deixou o futebol brasileiro em uma transferência que envolveu grandes cifras.

Respeitando incondicionalmente todos os aspectos que tangem a atual posição do atleta com a justiça alemã, o clube procurou a forma mais eficaz de oferecer respaldo não somente ao jogador, mas também aos seus familiares.

Por isso, recomendado e referendado por seu departamento jurídico, o São Paulo Futebol Clube firmou com o atleta um vínculo válido por três temporadas visando dar segurança, estabilidade e acima de tudo perspectiva para o jogador.

Historicamente o São Paulo Futebol Clube sempre procurou assistir seus atletas que por algum motivo precisaram de um suporte adicional ao que o clube oferece habitualmente.

O clube seguirá acompanhando a situação de Breno e reitera sua confiança na justiça alemã para que a situação do atleta tenha a resolução mais adequada possível, esclarecendo que, tão logo o atleta tenha condição de regressar ao país, passará a exercer regularmente suas atividades no clube e terá isso refletido na remuneração inicialmente ajustada. 

13 comentários em “S. Paulo recontrata zagueiro preso na Alemanha

  1. PARABENS PARA O SÃO PAULO??????????? Espero sim que o São Paulo esteja fazendo a coisa certa contratando para ajudar um jogar super problematico pelo visto. Caso contrário, poderá incidir no mesmo erro gravíssimo que que aconteceu com o Paysandu, quando na tentativa de resgatar o Arinelson, jogador paraense da base, que tinha passado pelo Santos, mas que estava quase pendurando as chuteiras por motivo de embriaguez habitual, baladas etc., o Tourinho achou de dar um contrato para esse “profissional na época” é o resultado todo mundo sabe: O cara veio para o Papão, passou 3 meses irritando a torcida, a diretoria que o ajudou e fez de tudo para ser mandado embora e foi, sendo hoje uma das piores desgraceiras da vida do Paysandu porque ele pediu e ganhou na justiça alguns milhões de reais do Papão, o qual está com receitas bloqueadas, sem poder fazer nada e com perigo de perder patrimônio por conta dessa dívida com esse ES jogador irresponsável que não esta nem aí para o clube que o ajudou. Então para quem está dando parabéns para o São Paulo seria melhor dar tamém um alerta. Tô certo ou Tô errado ?????!1

  2. Uma atitude bonita, que deu apoio ao ser humano, até porque o atleta saiu muito novo do país dando um excelente retorno ao clube, talvez a pouca experiência e falta de orientação fez com que ele cometesse o ato(se houve) em um momento de descontrole.

    Parabéns ao clube!

    RRamos

  3. O São Paulo sempre foi um clube de vanguarda no futebol brasileiro!

    Investiu na construção de um estádio próprio de grande porte quando o Morumbi ainda era um bairro longínquo e distante, num CT modelo para todo o país, em centros de fisiologia, fisioterapia, recuperação e reabilitação de atletas de primeiro mundo, enfim.

    Vindo do SP, a notícia não chega a surpreender. Só nos resta dar os parabéns ao tricolor paulista!

  4. A ser verdade tudo o que o senhor Edilson Costa Silva (que já mostrou ser muito bem enfronhado em assuntos que dizem respeito ao futebol), concordo em tudo que ele diz.

    Quem tem pena do miserável vai para o lugar dele

  5. É prezado Edilson, talvez um ANJO bondoso para ajudar o ébrio, redigiu o contrato que levou o nosso PAPÃO a essa montanhosa divida.

  6. Não há como comparar as situações. Breno está preso e recebeu um apoio contratual do São Paulo para que possa manter a sobrevivência de seus familiares, por alguma razão que talvez o grande público desconheça e a diretoria do São Paulo levou em consideração. O que o Breno possa fazer no futuro é uma hipóteses, mas não está jogando. O caso do Arinelson foi diferente, pois estava jogando e agiu de má fé com o PSC. A mesm situação também em relação ao Botafogo quando tentou ajudar o Jobson, que por má índole, fez pior. São casos diferentes. O clube agiu de forma humana, e aqui não dá para estabelecer critérios morais. Se o jogador corresponderá é outra história, mas nada apagará a grandeza da posição do clube, tal como o Botafogo em relação ao nosso deliquente jogador paraense.

  7. No próximo ano, o SP está disposto a ganhar tudo, e mostrar não só para o Brasil, mais como para o mundo que o campeão vai voltar ao topo….O curinthians não passa de uma nuvem passageira, anotem!

Deixe uma resposta