Os 22 grampos secretos de Lula

Por Leandro Demori – The Intercept_Brasil

Todo mundo lembra do áudio do Bessias? Em 16 de março de 2016, Sergio Moro tornou público um diálogo em que Dilma Rousseff tratou com Lula de sua posse como ministro da Casa Civil. Ao ouvir o áudio, tinha-se a certeza de que Lula queria garantir seu foro privilegiado para fugir a Lava Jato.

Quando aquele único áudio de 1min35s se tornou público pela televisão, milhares de pessoas tomaram as ruas trajando verde e amarelo. Pressionado, o STF impediu a posse de Lula com uma decisão de Gilmar Mendes. Acontece que Gilmar foi enganado por Moro e pela Lava Jato.

Em setembro de 2019, uma reportagem da Vaza Jato revelou que a Polícia Federal gravou não apenas um, mas VINTE E DOIS telefonemas de Lula após a ordem para interromper as escutas que revelaram o famoso diálogo do Bessias.

O que diziam aqueles telefonemas de Lula com políticos, sindicalistas e o então vice-presidente Michel Temer? Que Lula disse a seus diferentes interlocutores naquele dia que estava relutante em aceitar o convite de Dilma para ser ministro. Ele só o aceitou após sofrer pressões de aliados.

(Na verdade, o ex-presidente só mencionou as investigações da Lava Jato uma vez.)

De posse das anotações das conversas, a reportagem da Vaza Jato elucida que Lula estava, de fato, empenhado em buscar uma reaproximação com Temer e o MDB. Sua meta era salvar o governo Dilma, e não buscar foro privilegiado.

Ao levantar sigilo sobre apenas um áudio, Moro mentiu para o país e direcionou a história da nação para no que, depois, daria na eleição de Jair Bolsonaro – com seu apoio, recompensado com um cargo no Ministério da Justiça e a promessa de que seria o próximo ministro do STF.

Hoje, uma notícia dá conta de que até mesmo um ministro do STJ defendeu invasão de manifestantes ao STF ainda em 2016. João Otávio Noronha estava indignado, em 2016, com o tal áudio do Bessias. Em que pese o absurdo de seu desejo antidemocrático, Noronha foi mais um enganado pelo superman de borracha.

Os grampos que nunca ouvimos seguem desaparecidos. Será que o Sergio poderia nos deixar ouvir?

Deixe uma resposta