Do Carrossel Holandês e de Johan Cruyff, lendário Capitão da Copa 74

Quem não foi a campeã

Deixou inesquecível rastro

Nos que da arte são fã

A Seleção Holandesa Jogou com bem mais beleza

Que a Alemanha, a anfitriã

Parecendo peladeiro

Total desarrumação

Apenas o goleiro

Tinha fixa posição

Mas era um selecionado

Muito bem articulado

Que encantou a multidão

Era a Laranja Mecânica

Com seu Futebol Total

Naquela Copa Germânica

Ganhava, monumental

Das equipes estrangeiras

Inclusive a Brasileira Tricampeã Mundial

Uma Esquadra diferente

Com objetivo final

Jogar sempre para a frente

Em linha de vertical

O tempo todo atacando

Fazendo lembrar um bando

Mas com estilo magistral

Os de fora do gramado

Pareciam até ver

Bando desorganizado

Todo mundo a correr

Pra ter a posse de bola

Até guardar na cachola

E a Holanda sempre a vencer

Time Holandês encantado

Foi algo arrebatador

Muito bem orientado

Rinus Michels, treinador

Tinha um cara que bailava

Na verdade, comandava

Johan Cruyff jogador

CRUYFF, cérebro da equipe

Que jogava pra vencer

Parecia ser da estirpe

Difícil de se dizer

De que planeta ele veio

Pois jogava com recheio

Da elegância e do saber

Um craque super, bonito

Não somente genial

De lembrar até um Beatle

E era intelectual

Canhoteiro, também destro

Foi ele o grande maestro

Da Holanda fenomenal

O Maestro que jogava

Com impressionante visão

Em tudinho articulava

Na Holandesa Seleção

Passe de longa distância

Ou curto, numa elegância

Era poética encenação

Jogador habilidoso

Foi Capitão Menestrel

Do Escrete fabuloso

O Lendário Carrossel

A Holanda alaranjada

Lá dos sonhos enviada

Que cumpriu bem seu papel

Jogador POLITIZADO

No auge da profissão

Recusou ser convocado

Pra Holandesa Seleção

Não quis ir para Argentina

DITADURA ASSASSINA

Mandava nessa nação

Ao pendurar sua chuteira

De capitão jogador

Cruyff seguiu a carreira

Como grande treinador

Durante quase dez anos

Barcelona, soberano

Em tudo foi vencedor

Jetro Cabano Fagundes

Ilha do Marajó, país chamado Pará

Um comentário em “Do Carrossel Holandês e de Johan Cruyff, lendário Capitão da Copa 74

  1. Quando se falar de times e seleções que encantaram o mundo, sempre haverá de se falar na Laranja Mecânica e seus craques fenomenais. Não levou, mas ganhou a admiração e o coração dos amantes do futebol arte.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s