PM mostra simpatia por grupos fascistas, que usam bandeira da ultra-direita ucraniana

A PM, segundo o noticiário de Globo e CNN, usou bombas sem motivo aparente. Alguns observadores avaliam que a corporação pretenda fomentar o conflito para justificar uma possível decretação de estado de defesa em São Paulo.

Na manifestação de apoio a Jair Bolsonaro deste domingo, 31, na Avenida Paulista, bolsonaristas carregavam uma bandeira de um grupo da extrema-direita nacionalista ucraniana conhecida como Pravyy Sektor.

Bandeira neonazista da Ucrânia em protesto pró-Bolsonaro na Avenida Paulista (31.5.20)

A bandeira neonazista teria sido o estopim dos confrontos entre os grupos pró-Bolsonaro e os manifestantes antifascistas que foram à Paulista protestar pela democracia e contra o fascismo.

No confronto, a Polícia Militar usou bombas de gás lacrimogênio e spray de pimenta contra os manifestantes antifascistas. Não é a primeira vez que grupos neonazistas participam de manifestações de apoio a Bolsonaro. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s