Remo precisa ajudar a sorte

netao

POR GERSON NOGUEIRA

Em situação crítica na Série C, o Remo tem 12 pontos e precisa ganhar pelo menos oito para escapar ao rebaixamento. Restam quatro rodadas, com dois jogos fora e outros dois em casa. A essa altura, o que mais preocupa o torcedor nem é a eventual força dos adversários, mas a inconstância e falta de confiança que o próprio Remo mostra na competição.

Nos últimos jogos, o time até desenvolveu bem a distribuição de jogadas e mostrou-se organizado até mesmo na derrota para o Santa Cruz no Recife, quando merecia melhor sorte e sofreu também com erros da arbitragem.

Diante do Botafogo-PB, porém, pesou mesmo a falta de pontaria e a ausência de jogadas em profundidade, que permitissem maiores oportunidades de finalização. Ainda assim, cabe reconhecer que o futebol mostrado pela equipe não é inferior ao dos concorrentes diretos.

Sob o comando de João Neto, o Remo mudou de esquema, voltando ao 4-4-2, mas preservou o capricho na troca de passes e vem melhorando no aspecto defensivo, mas o ataque tem se mostrado inoperante. A perda de Everton, principal organizador no meio, travou a criação.

O Remo terá Salgueiro, Juazeirense e possivelmente o Globo como rivais  na luta contra o rebaixamento. Por isso, além de vencer em casa e buscar dois empates fora, terá que torcer muito contra esses adversários.

Depois do empate entre Salgueiro e Náutico, ontem, o Remo ficou a 4 pontos de Juazeirense (16) e do próprio Carcará (16). Na 15ª rodada, a Juazeirense enfrenta o Náutico no Recife e o Salgueiro visita o ABC. Caso empate com o Confiança, o Remo poderá reduzir a diferença.

Na 16ª rodada, Juazeirense e Salgueiro jogam e o empate é o resultado ideal para o Remo, que recebe o ABC no Mangueirão e não pode tropeçar. Caso esses resultados ocorram, Juazeirense e Salgueiro teriam 17 pontos e o Remo, 16, ao fim da rodada, sendo que todos com quatro vitórias.

O Salgueiro recebe o Remo e a Juazeirense pega o Santa na 17ª rodada. Para os azulinos, empates seriam bem-vindos, pois definem a sorte em casa diante do Náutico, provavelmente já classificado. O Salgueiro joga com o Santa no Recife e a Juazeirense visita o Botafogo-PB, que briga pelo G4.

São projeções que dependerão da determinação e força mental que o Remo irá mostrar dentro e fora de Belém nesses quatro compromissos.

——————————————————————————————-

Técnico começa mostrando coerência

O discurso de Guilherme Alves surpreendeu positivamente, talvez por escapar àquele tom professoral e tedioso de Dado Cavalcanti. Parece mais próximo da franqueza boleira de um Renato Gaúcho, dizendo abertamente o que pensa e evitando aqueles rapapés que tanto irritam torcedor.

Não falou nenhuma novidade, mas enfatizou a questão disciplinar e a valorização da base. Joga quem estiver bem, garantiu. Nos primeiros treinos, já mostrou coerência, recolocando o volante William no time titular, com chances de jogar contra o Oeste, em S. Paulo.

As indicações de Guilherme também foram rápidas e certeiras, para resolver a falta de centroavante no elenco: Lúcio Flávio, centroavante, ex- São Bento e Fortaleza, e Victor Rangel, ex-Bahia e América-MG. Terão que entrar logo em ação, pois o time despenca na tabela (caiu para o 14º lugar) e está a apenas um ponto do Z4.

——————————————————————————————-

Goleiro se valoriza apesar da Copa sem brilho

Taffarel foi grande goleiro, defendeu o Brasil em Copas, mas como preparador de novos arqueiros não tem sido lá muito feliz. Ignorou o gremista Marcelo Grohe, em grande fase, para apostar todas as fichas em Alisson, dizendo ser um dos melhores do mundo e o goleiro mostrou o que todos (até os leigos na matéria) já sabiam.

Goleiro de Seleção tem que ser competente em todos os aspectos, com um quê de milagreiro, como foi o próprio Taffarel. Logo na estreia, o goleiro de uniforme cor de alface nem saiu da linha do gol no lance que gerou o gol suíço. Bola, em cruzamento fechado, era dele.

Por trás de uma zaga firme, que falhou pouquíssimas vezes, Alisson não exibiu segurança. Diante da Bélgica, nem esboçou reação após a bola desviada em Fernandinho na cobrança de escanteio. Depois, pulou com muito atraso no disparo de De Bruyne.

Apesar disso, jogar na Seleção rendeu o interesse de grandes clubes. O Real Madri chegou a ser especulado e agora surge o Liverpool disposto a pagar 70 milhões de euros (R$ 315 milhões) para o brasileiro substituir Karius, o mão-de-alface que desgraçou os Reds na última Champions.

(Coluna publicada no Bola desta quarta-feira, 18)

9 comentários em “Remo precisa ajudar a sorte

  1. Tem que avisar aos outros time toda essa matemática pra salvar o Liaum.
    Os reforços do Psc já estavam contratados, foram apenas aceitos pelo novo treinador.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sobre a situação do Paysandu.
    Podemos dizer que faltam 23 rodadas para o fim da segunda divisão mas, tudo que foi feito de errado até agora colocou o time a um ponto do inferno.
    É bastante delicada sim pois com o atual elenco desacreditado e sem poder de finalização fica complicado aspirar a algum tipo de reação.
    Vida que segue!!!!

    Curtir

  3. Até que ponto as “indicações” de Guilherme Alves serão “certeiras”, para curar a anemia do ataque do Papão ?? Lúcio Flávio, sequer esquentou o banco do São Bento nesta Série-B; participou apenas de 8 jogos pelo Paulistão-2018, sendo “artilheiro” com 2 gols, o último em março. Victor Rangel, muito menos temos notícias disponíveis; nem mexicanas, muito menos de sua última passagem em clube brazuca. Até que nos provem o contrário, serão mais dois turistas na cidade. Acredita-se que para entrarem logo em ação, exigirão aqueles protocolares dois a três meses para “entrarem em forma e se entrosarem com o grupo”. As torcidas de Paysandú e Remo, estão cansadas de ver esse filme “preto e branco”, e fazem muito bem em sumirem dos estádios !!

    Curtir

  4. O Remo parece ter desencontrado o entrosamento após a saída de Felipe Marques. Difícil acreditar que o Leão Azul dependia do atacante, mas parece que não se acertou mais fora do 4-3-3 de Givanildo. Não penso que o Remo devesse continuar no esquema, as atuações mostravam que não deveria seguir esse caminho, mas que a mudança fez o time perder ainda mais o rumo, disso não se tem dúvida. A questão sequer é se o time ainda tem tempo de encontrar a afinação ideal noutro esquema, mas se ainda tem motivação para tal. Tempo e possibilidades ainda existem, mas há de se ter mais que tática e disciplina para obter êxito, será preciso “pôr o coração na chuteira”, como se dizia antigamente…

    Curtir

  5. Esse time do Remo não é nem de longe pior que o time do ano passado, quando nos mantivemos na Série C. O elenco deste ano cria muitas chances de gol e não conclui de forma efetiva. Ou seja, nosso problema é não ter um bom atacante.
    Quanto ao goleiro Alisson, eu sinceramente não o acho um bom goleiro, e a própria Copa do Mundo nos mostrou isso. O que ele fez de espetacular? Ele só pegou bolas que iam em sua direção, bolas mais fáceis. Lances espetaculares de defesas, ele ficou devendo e muito. Até agora não engoli o gol sofrido contra a Suíça – bola na pequena área é obrigação do goleiro sair do gol, e ele só ficou olhando… Ao contrário do excelente goleiro Courtois que fez defesas incríveis e ajudou e muito a Bélgica ir longe no torneio. Enquanto isso tivemos que nos contentar com o Ederson esquentando o banco, destacado como o melhor goleiro em diversas rodadas da Premier League, onde atuam De Gea e o próprio Courtois.

    Curtir

  6. Remo lanterna kkkkk
    Que vergonha para o futebol do Pará kkkkkkkkkkk
    🔦🔦🔦🔦🔦🔦🔦🔦🔦😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

    Curtir

  7. Onde fomos chegar, bicolores só ficam felizes quando o Remo joga e azulinos só ficam felizes quando o Paysandu joga. Um só consegue ser feliz com a desgraça do outro. A verdade é que só o Coronel Nunes é o único que consegue sorrir de verdade nessa historia toda. Pobre futebol do Pará…

    Curtir

  8. Sorte Tem Quem Acredita Nela
    Fernando Mendes

    Não adianta um pé de coelho no bolso traseiro
    Nem mesmo a tal ferradura suspensa atrás da porta
    Ou um astral bem maior que o da noite passada
    Pois toda sorte tem quem acredita nela

    Não é preciso dizer que dará recompensa( bicho pra vencer o Santa Cruz)
    Não faça isso, há muitos que gostam de criticar(imprensa)
    Esperam a sorte sentados sem sair do lugar(Mane Ribeiro)
    Mas toda sorte tem quem acredita nela

    Não adianta ir à igreja rezar e fazer tudo errado(Milton Campos)
    Você quer a frente das coisas olhando de lado(Time do remo)
    O céu que te cobre não cobra a luz da manhã
    Desperte pra vida, acredite, a sorte é irmã

    kakakakakakakakakakakakakakakkakakakaka

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s