6 comentários em “Capa do Bola – segunda-feira, 26

  1. Toda vez que o Papão é colocado pela imprensa como favorito para o clássico isso acaba estimulando o outro lado da Almirante Barroso que acaba jogando com garra e surpreendendo.

    Isso vale pra qualquer clássico no Brasil. Já vi o Flamengo favoritaço perder pro Vasco levando dois gols do desconhecido Cocada.

    Prefiro considerar o rival como favorito para o próximo RExPA caso venha a perder para o Galo Elétrico tendo a obrigação de ganhar contra o já classificado Papão.

    Curtir

  2. Edson Fake kkk não há medo! É precaução pra evitar o Oba Oba.

    Ano passado muitos remistas acharam que o campeonato estava ganho, inclusive um cara encomendou canecas com o nome dele escrito “remo campeão paraense”, isso serviu de estímulo para o Bergson.
    Teve um grupo q apareceu com faixa de campeão paraense de tanta certeza de que o remo ia ganhar.

    Mas clássico é clássico e foi o Papão quem ganhou o jogo. O Josué Teixeira inclusive reconheceu q o Papão mereceu ganhar.

    Por isso em RE x PA não gosto quando o meu clube é apontado como favorito!

    Curtir

  3. Mas é sempre assim, lembram no inicio do campeonato? Era um tal de 100%, invicto, imbatível, enfim.. Resumindo, era o maior paga pau da imprensa mas foi só bater de frente com o desacreditado Remo para eles tomarem um choque de realidade e perceber que eles não são tão bons assim. Alias.. muito pelo contrario. Já vi esse filme antes.

    Curtir

  4. Agora esse choque de realidade referido pelo Robson se deveu ao fato de que o Papão estava só há pouco mais de vinte dias treinando e cansou no segundo tempo em razão do desgaste no primeiro tempo com o alagamento do gramado e aí o Ney da Mata se aproveitou da situação para colocar dois jogadores velocistas Jaime e Elielton e a tática de explorar o cansaço do Papão deu certo.
    Não houve superioridade técnica do Remo e sim física, até considerando que o time azulino estava treinando junto desde de dezembro.
    Aliás a história se repetiu no segundo tempo do jogo do remo contra o Internacional que ficou pregado em campo, mas dessa vez o Elielton não foi feliz na finalização.
    Cada jogo é uma história e dessa vez o remo não terá um adversário cansado no segundo tempo e sim um time que troca passes rápido e com objetividade.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s