Pois é…

11 de outubro de 2017 at 11:32 5 comentários

DLyWRZTX4AABKkc

Entry filed under: Uncategorized.

Atacante festeja bom momento e aposta na recuperação do Papão Galeria do rock

5 Comentários Add your own

  • 1. Antonio Oliveira  |  11 de outubro de 2017 às 14:08

    Pois é …
    Mas, este não foi o começo, e nem será o fim…
    Ainda tem uma galerinha aí, que tá na fila, vermelha de ansiedade para que chegue seu momento.

    Curtir

  • 2. lopesjunior  |  11 de outubro de 2017 às 22:31

    O problema, caro Oliveira, é que estamos diante da mais perfeita prova de aparelhamento ideológico do Estado. Diz a teoria marxista, ampliada por Althusser, que o aparelhamento ideológico do Estado não é realizado por um governo ou partido, mas por uma elite histórica e economicamente dominante. Dito de outro modo, pela burguesia. De que forma? De fora, pelo poder do capital. O capital é poder paralelo ao Estado, que o corrompe e o transforma em aparelho de Estado burguês. Tendo isso em vista, não é preciso muito mais que as notícias a que assistimos para sabermos que o desfecho natural da Lava-Jato se dará, certamente, com a absolvição de tucanos e correligionários, e condenação de petistas, numa nova forma de golpe de Estado que se consolida a cada dia contra o povo brasileiro.

    Curtir

  • 3. Antonio Oliveira  |  12 de outubro de 2017 às 6:37

    Bom, amigo Lopes, concordo com você em quase cem por cento. Minha discordância é só quanto aos afetados e desde quando.

    Deveras, para mim o povo brasileiro, de um modo geral, desde sempre, já vem sendo prejudicado pelo mecanismo perverso que você aponta.

    Ademais, não tenho certeza se os petistas não terão aumentada sua parcela na produção desta pizzaria cuja terceira ou quarta fornada saiu agora. Afinal, já se deleitaram por ocasião do impedimento da presidente e do julgamento do tse.

    Curtir

  • 4. lopesjunior  |  12 de outubro de 2017 às 14:19

    A questão é que a estética burguesa, caro Oliveira, a tudo dá o aspecto de mesma coisa, se é que posso assertar dessa forma sobre o pensamento de Theodor Adorno. O discurso, pelo que se entende que seja a indústria cultural, a tudo confere certa padronização: “político é tudo igual”, “político é tudo ladrão”, “política não se discute”, e por aí vai. É uma generalização cômoda. Ao tratar dessa forma, perde-se a saudável desconfiança que devemos ter sim dos políticos, independente do partido, mas coloca-se no mesmo balaio aqueles que, por feliz sorte de não ter-se investigado ainda ou por acertada conduta, não têm-se contra a prova de culpa por ilícito. Mas quando a desconfiança torna-se certeza para além da confirmação por prova tem-se aí uma exceção porque a regra é provar a culpa. Daí, temos que a perseverança e a insistência com que se investigam uns, e deixam passar outros, mostra bem a quem serve a dialética do jornalismo de encomenda e da retórica da perseguição judicial com que se acoita os beneficiários dessa lógica. Em suma, no Brasil de hoje, o PSDB é o principal protegido pela Lei, e o PT, o principal perseguido. Daí que a condenação, na maioria das vezes sem provas, de petistas, configura, sim!, o Estado de exceção a que estamos submetidos. A ditadura já começou e ela quer servir ao capital estrangeiro, entregando o que poderia produzir a felicidade do povo brasileiro a estrangeiros, produzirão a felicidade deles bem longe de nós.

    Curtir

  • 5. Antonio Oliveira  |  12 de outubro de 2017 às 16:24

    Bom, mas, de minha parte, amigo Lopes, nos dois exemplos que citei (e certamente há muitos outros), os fatos mostram que não há generalização. Neles, de parte a parte, há inegável colheita de benesses proibidas, especialmente na decisão do tse.

    Já no tocante ao psdb, as benesses são patentes, mas não se pode olvidar que os petistas tem grande responsabilidade nesta força ostentada pelos tucanos, pois quando teve oportunidade, não cortou as respectivas asas malfeitorias. Ao contarário, num certo sentido ainda lhes deu o céu como limite para seus vôos.

    Quanto à ditadura, ela sempre esteve aí, num oportunista estado de latência, pronta para manifestar sua virulência, tendo como hospedeiro intermediário o governo petista. Onde evoluiu, evoluiu, evoluiu, alojou-se na vice-presidência, até se manifestar do modo mais agressivo possível.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,358,995 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 12.883 outros seguidores

VITRINE DE COMENTÁRIOS

blogdogersonnogueira em Luverdense x PSC – comen…
Alfredo Martins em Luverdense x PSC – comen…
Alfredo Martins em Luverdense x PSC – comen…
celira em Luverdense x PSC – comen…
Jorge Paz Amorim em Luverdense x PSC – comen…

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: