Diretoria do Remo vai decidir futuro de Léo Goiano

destaque-440007-remoxconfiana-mquadros-21-696x392

O técnico Léo Goiano está em negociação com o Remo para permanecer dirigindo o time visando a temporada de 2018. Já foi chamado para conversas com o presidente Manoel Ribeiro e outros diretores, mas a decisão final sobre sua situação caberá aos novos dirigentes – Milton Campos, Miléo Jr. e Abelardo Sampaio.

Goiano lamenta o insucesso na Série C, atribuindo a não classificação à fase de mata-mata aos desfalques que a equipe teve contra o Salgueiro na rodada final. “Fomos para a nossa última partida com o elenco desfalcado, sem banco necessário, o que não pode acontecer em nível de Série C”, disse.

O treinador já foi sondado pelo Carajás e por clubes de fora do Estado, mas não esconde a preferência em permanecer no Baenão, com planos de montar uma equipe sólida, capaz de brigar por títulos e evitando os erros cometidos neste ano.

Junto à torcida azulina, Léo Goiano é bem avaliado e normalmente tem seu nome poupado das críticas contundentes dirigidas à diretoria e aos dois primeiros técnicos do time na Série C – Josué Teixeira e Oliveira Canindé.

2 comentários em “Diretoria do Remo vai decidir futuro de Léo Goiano

  1. Sob o meu ponto de vista, além da reformulação administrativa, para dar certo, o Clube do Remo de 2018, precisará de um outro técnico.

    E uma das provas desta verdade é o comentário feito aí pelo treinador, atribuindo a não classificação para a fase seguinte da Série C foram os desfalques do time.

    Ora, foi com o povo que desfalcou o time na última partida que o Remo deu alguns vexames dentro do Mangueirão.

    Quer dizer o treinador está acomodando as coisas, aliviando para a diretoria, deixando de afirmar a verdade que ele, melhor do que ninguém sabe muito bem qual é: o Remo não passou porque problemas financeiros influenciaram no rendimento dos atletas.

    Quer dizer um treinador com este nível de incompreensão da relação de causa\efeito não está habilitado a dirigir um time de futebol ao sucesso. Aliás, vai ver que foi por isso (e aí vai outra prova da inconveniência do treinador) que ele deixou de utilizar o Gabriel Lima, deixando-o de lado, quando ele desde o Paraense vinha se mostrando um jogador muito útil ao clube ( e isso sem esquecer os gols que o atleta perdeu diante do Santos amazônia). Sem contar a insistência com o Jaquinha, além de outras opões cujo rendimento era muitíssimo baixo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s