Sordidez

9 de setembro de 2017 at 12:56 Deixe um comentário

turk

POR LUÍS COSTA PINTO, no Poder360

Flagrado em meio a um esquema de lobby interiorano tão constrangedor quanto inexplicável, onde havia dinheiro, poder e sexo, Palocci deu o 1º mergulho na lama. Caiu e afundou. Sobreviveu ao escândalo. Elegeu-se deputado. Virou coordenador da campanha de Dilma Rousseff em 2010. Assumiu a Casa Civil. Voltou a vender ao mercado a tutela palaciana. Daquela feita, sobre a presidente Dilma. Flagrado pela 2ª vez, não conseguiu explicar consultorias empresariais que jurava dar. O PT descobriu que o ex-Libelu fizera fortuna pessoal sob o manto do petismo. Aí os petistas não o perdoaram. Mergulhou na lama novamente, mas cobriu-se sob o manto do ostracismo. Preso, calibrou o tempo e o verbo para costurar uma versão verossímil de fatos que terá de provar. A verossimilhança, porém, não é garantia da verdade. Antonio Palocci já não pode esperar o perdão dos seus. Um ou outro tem pena. A maioria passou a enxergar no timing do ex-ministro da Fazenda uma sordidez ímpar: mais do que o juiz Sergio Moro, foi ele quem espicaçou a tentativa de reconstrução da imagem de Lula e da força do lulismo.

A manobra sórdida de Palocci só encontra rival em sua torpeza no comportamento zonzo do ainda procurador-geral da República, Rodrigo Janot. A sucessão de diatribes perpetradas pelo homem que em 1 semana entrega a Raquel Dodge o posto de líder do Ministério Público Federal conseguiu nesses últimos dias pôr a Lava Jato em xeque, instituições públicas em rota de colisão e dar gás ao combalido governo de Michel Temer. Sem projeto, sem voto, sem legitimidade e sem base sólida no Congresso, desde as 19h da 2ª feira (4.set.2017) o cenário mais provável para o Brasil passou a ser a manutenção de Temer no Palácio do Planalto e junto com ele o Ministério de Denunciados & Flagrados. Sempre haverá alguém para arguir a suspeição e a flacidez dos motivos que levaram e que levarão a PGR a denunciar Michel Temer, por mais transparente que seja o rol de argumentos necessários ao início de um processo contra o usufrutuário do golpe parlamentar de 2016.

Entry filed under: Uncategorized.

Prejuízo também nas arquibancadas Com novo tropeço, Papão volta a correr risco de rebaixamento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,427,475 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.035 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

setembro 2017
S T Q Q S S D
« ago   out »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: