Capa do Bola – sábado, 18

18 de março de 2017 at 9:51 7 comentários

unnamed

Entry filed under: Uncategorized.

Rock na madrugada – Tom Petty & Heartbreakers, Runnin’ Down A Dream Sempre que um político defender a “reforma política”, desconfie

7 Comentários Add your own

  • 1. Antonio Valentim  |  18 de março de 2017 às 10:47

    Galvez reclamou e com razão.

    Curtir

  • 2. Robson  |  18 de março de 2017 às 15:07

    O que sempre me preocupou quando o Remo enfrenta os listrados nem é o time deles mas sim a arbitragem. É impressionante para não dizer suspeito mas quase sempre tem um apito amigo para o lado deles.

    Sou a favor que sempre que o Leão jogar contra o Rival que se tenha arbitro de fora, se puder até internacional.

    Sim eu sei que é caro trazer um arbitro de fora, mas o barato pode custar caro. Paissandu nem é tão forte em campo, mas nos bastidores eles são quase invencíveis Abre os olhos diretoria do mais querido!!!

    Curtir

  • 3. Nelio  |  18 de março de 2017 às 15:22

    O Claudio Columbia viu e reviu várias vezes o lance de outro ângulo das câmeras que não são do EI e garanntiu que não foi penal. Foi mesmo muita encenação e dom de “artista” de novela do atleta do Galvez. E diante desse lance polêmico, só para lembrar as histórias do mundo do futebol. as quais conheço muito bem, digo que esse lance e a encenação do atleta do Galvez é muito parecida com um lance que ocorreu na decisão da série B, módulo Branco de 1987 entre Operário de Campo Grande e Paysandu no Mato Grosso, quando o Paysandu jogava pelo empate para ser campeão brasileiro. Naquela distante decisão o Paysandu se deu mal e perdeu um título nacional, o primeiro da sua história, cujo lance eu considero até hoje o MAIOR ROUBO da história do futebol. Vejam como foi: O , Paysandu precisava do empate e estava sendo campeão até os 50 do segundo tempo, quando no último minuto um atleta do Operário invade a área bicolor pela ponta direita doido para se jogar e cavar penal insistente. Porém ele adiantou muito a bola a qual iria sair pela linha de fundo. Aí vendo que não iria mais alcançar a bola e o atleta bicolor mais perto dele estava a 1,5 metros de distância. O cara desabou no gramado sem ninguém do Papão tocar nele, e ninguém sabe até hoje se ele se atirou de propósito ou caiu sozinho, mas para a infelicidade bicolor inexplicavelmente o árbitro que estava muito distante e tendencioso levou o jogo até 51, marcou penal dos mais absurdos que já se viu no futebol, onde a torcida do Operário meio desajeitada não sabia se comemorava o penal ou ria do absurdo do árbitro na marcação do penal inexistente. O rebu se formou, bicolores partiram para cima do árbitro e o Papão poderia não deixar bater o penal que seria campeão com méritos. Mas um goleiro bicolor aloprado que não lembro o nome e que vinha muito bem na competição achou de querer aparecer e pediu para deixar baterem o penal quando o time bicolor já iria deixar o gramado e para a justiça resolver. O Operário fez o gol, mas em vez de comemoração maciça dos torcedores, o que vimos foram vários rindo um para o outro de tão absurda marcação. exatamente 30 anos depois , neste mesmo mês ocorre um lance com atitude parecida em competição da CBF, dois times regionais, envolvendo o Paysandu novamente, mas dessa vez o árbitro felizmente não foi na encenação do atleta galvez que merecia amarelo pela tão grande encenação.

    Curtir

  • 4. Osvaldo Costa  |  18 de março de 2017 às 22:20

    Robson, esqueceste das finais do paraense dos anos de 2014 e 2015 ? Seneme, estranhamente, anunciou sua aposentadoria logo após o jogo em que deixou de marcar um pênalti no Lima. Luiz Flávio Oliveira, não marcou um pênalti claro sobre o Picachu e, o pior, ainda expulsou o jogador bicolor. Vamos deixar de hipocrisia ! Procure saber quem é o representante do seu clube na FPF, veja o histórico desse senhor nos bastidores do futebol paraense, depois faça seus comentários sobre “honestidade”.

    Curtir

  • 5. Eric  |  19 de março de 2017 às 11:01

    Só no mundo de Bob do Osvaldo quer o REMO foi beneficiado kkkkkkkkkkkkk o cara chora por pênaltis quer nem existiram o Levy ganhou do Lima na bola em 2014 em 2015 Fabiano nem tocou no Picachoro ele já ser projeto pra ganhar o penal Osvaldo o Remo nunca roubou empresa pra ser campeão como foi a pobre sudam tá bom

    Curtido por 1 pessoa

  • 6. Antonio Valentim  |  19 de março de 2017 às 11:59

    “O Fantástico Mundo de Bambi, ops, de Boby”. Fica tranquilo, Eric, estão querendo desviar o foco, procurando chifre em cabeça de cavalo.
    Faz parte da rivalidade, no entanto.

    Curtir

  • 7. Luiz Fernando - Bicolor  |  19 de março de 2017 às 13:45

    Robson ! O teu time não tem dinheiro.. Deve todo mundo e você ainda quer juiz de outra praça, inclusive.. Internacional ? ? ?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


CONTAGEM DE ACESSOS

  • 7,427,484 visitantes

Tópicos recentes

gersonnogueira@gmail.com

Junte-se a 13.035 outros seguidores

ARQUIVOS DO BLOG

FOLHINHA

NO TWITTER

GENTE DA CASA

POSTS QUE EU CURTO


%d blogueiros gostam disto: