42 comentários em “Capa do Bola, edição de segunda-feira, 25

  1. Eu queria ser um arrumador de time e ficar 41 jogos sem saber o que é perder, se ñ estou enganado no brasil é o unico até o momento.

  2. Eu queria ser uma arrumador de time e ficar 41 jogos sem saber o que perder, se ñ estou enganado no brasil é o unico até o momento.

  3. Assim como o paysandú pulou uma fogueira no primeiro tempo e inicio do segundo, a sorte que as bolas iriam sempre na direçao do goleiro, domingo ela vai pegar a direçao de um dos cantos, vamos ver se ele va buscar, vamos em busca desse título Leao. EU ACREDITO..

  4. Escrever que o Remo pulou uma fogueira é demais para o torcedor remista. As chances de gol perdidas pelo Leão e as defesas do goleiro do paysandú dizem bem quem realmente pulou uma fogueira. Tá difícil aturar essas chamadas do bola, Gerson.

  5. Não conseguir estar na cidade “morena” neste final de semana para ir ao “majestoso olímpico” Mangueirão e ver o RE X PA.

    Mas levando em consideração os argumentos dos azulinos e também, lógico, dos bicolores, afirmo, cai por terra a tentativa dizer que o Clube do Remo: pulou uma fogueira.

    Ao contrário do diz a capa do jornal. Quem estava tentando pular uma fogueira era o Paysandu, ocorre que o impulso bicolor não aguentou o banzeiro e aos 46 minutos do 2° tempo caiu dentro da dita fogueira e se queimou….

    Tanto se queimou que muitos bicolores não estão mais com a mesma confiança de antes.

  6. Bananas de Pijamas, vc viram os melhores momentos do Jogo ?

    No primeiro tempo o único lance de vcs foi o gol.

  7. O PLACAR FOI JUSTO MAS PELAS CIRCUNSTÂCIAS JAMAIS O REMO DEVERIA TER EMPATADO ESSE JOGO FALTANDO UM MINUTO PARA ACABAR.

    Ocorre que mais uma vez a exemplo da anterior, o vacilo da zaga ruin do Paysandu e inexperiência do LECHEVA como treinador em classico imperou mais do a inexperincia do treinador remista o qual além de sortudo está a mais de 40 jogos invictos e isso demonstra no minimo exigencia de seriade de seus comandados confrontos de qualquer competição e contra qualquer time ou jogo, até amistosos. Um treinador que tem essa postura e se tiver um time razoavel em mãos dificilmente perde. É o que está ocorrendo. So para exclarecer, o Flavio deve ser aquele treinador que exige vitoria a qualquer preço, e exige do time atenção e garra enquanto o juiz não apitar o final. É diferente de um LECHEVA que faltando um minuto para cabar o jogo, o Papãp com a vitoria 99% assegurada, num lance de bola parada, escanteio onde é muito dificil marcar gol, principalmente em decisão, ele VÊ o treinador remista mandar todo o time para dentro da area bicolor, mas deixa so cinco do Paysandu marcando quase todo o time do REMO e o restante do Paysandu la no meio campo patetando e no ataque esperando não sei o que, quando vi tudo isso disse para meu cunhado que estva vendo perigo de gol iminente apesar de lance de escanteio e nãi deu outra, mais uma vez o REMO montado as pessas, 6 meses sem jogar, mata na hora. Assim meu não dá WANDIK. E por falar nosso presidente Wandik ele tem de se espertar porque ja começou mal como um fregues remista e sabemos que no futebol local isso é funesto. Faço o alerta porque as moiores idolatrias por jogadores , treinadores e dirigentes terminam na sequencia de fracassos, pricipalmente REXPA. WANDIK chegou na PRESIDENcia do Paysandu nos braços da nação bicolor igual a LUIZ OMAR, mas todos sabemos o que correu com LUIZ OMAR e o que ele representa (NADA) para a nação bicolor mesmo depois de ter subido o bicola apos 6 anos comandando. Te esperta WANDIK se não……………

  8. Será que cada torcedor tem a visão diferente ? Todos têm dois olhos,mas enxergam diferentemente.Se não : Têm gente dizendo que o Papão pulou uma fogueira,quando quem empatou nos descontos e com uma dose excessiva de sorte,foi o remo.! Outros dizem que remo dominou o jogo todo.Acho então que a minha visão está muito falha. Achei apenas,que além da mamãe sorte faltou experiência ao Lecheva e sobrou audácia ao técnico azulino. Se sujeitou a levar uma goleada,tanto foram as investidas bicolores,mas com excesso de preciosismo de seus jogadores,fazendo a bola passar por muitos pés,que terminava em pífias conclusões,o Papão teve muitas chances de gol. Agora gente,como já falei,nem sempre a sorte estará do mesmo lado,como vem acontecendo com os azulinos ao longo do campeonato e o Papão está mais vivo do que nunca.Vcs lembram aquela defesa sensacional do Fabiano num lance que antecedeu o gol do empate,? Senão ocorresse aquele quase milagre,no final vcs estariam todos chorando uma hora dessas.Não tem nada decidido e quem sabe se,além do elenco superior que o papão possui,poderá tbm contar com a transferência da sorte para o seu lado .

  9. Será que cada torcedor tem a visão diferente ? Todos têm dois olhos,mas enxergam diferentemente.Se não : Têm gente dizendo que o Papão pulou uma fogueira,quando quem empatou nos descontos e com uma dose excessiva de sorte,foi o remo.! Outros dizem que remo dominou o jogo todo.Acho então que a minha visão está muito falha. Achei apenas,que além da mamãe sorte faltou experiência ao Lecheva e sobrou audácia ao técnico azulino. Se sujeitou a levar uma goleada,tanto foram as investidas bicolores,mas com excesso de preciosismo de seus jogadores,fazendo a bola passar por muitos pés,que terminava em pífias conclusões,o Papão teve muitas chances de gol. Agora gente,como já falei,nem sempre a sorte estará do mesmo lado,como vem acontecendo com os azulinos ao longo do campeonato e o Papão está mais vivo do que nunca.Vcs lembram aquela defesa sensacional do Fabiano num lance que antecedeu o gol do empate,? Senão ocorresse aquele quase milagre,no final vcs estariam todos chorando uma hora dessas.Não tem nada decidido e quem sabe se,além do elenco superior que o papão possui,poderá tbm contar com a transferência da sorte para o seu lado .

  10. O Leão dominou o primeiro tempo até levar o gol. No segundo houve equilíbrio. Portanto o resultado foi injusto no conjunto da obra. Estou preocupado se o técnico do Remo está sofrendo pressão para escalar o fraquíssimo Ramon. Fora isso, foi um jogo que fez jus a tradição.

  11. Não ha grandes diferenças entre as duas equipes,domingo qualquer um pode levar o turno.A unica diferença que eu vejo é que me parece que o treinador do remo tem mais opções no banco de reservas para mexer durante o jogo do que o Lecheva.Nesse caso o remo montou um grupo maior,o que dá mais alternativas ao Flavio.

  12. Rosivan…Não esqueça q a multa recisoria dele é uma fortuna ! Vc tá dando entender que em momento nenhum o Papão foi superior no jogo,dá licença né ! Como me referi no comentário anterior,as visões de torcedores de remo e Papão são heterogêneas ! Te dizer !

  13. Bom dia Gerson e amigos, saudações bicolores! Bem sacada, diz tudo. Vendo essa capa, me vem o gosto horrível do gol no final que senti ontem no estádio. Resultado, porém justo. Arbitragem não interferiu. E como disse, qualquer vantagem dá o favoritismo em uma final equilbrada. Mas não faltarei ao próximo, até porque o acesso e a saída do estádio melhoraram muito ontem.

  14. Depois dessa eu parei, torcedor do Paysandú postando isso.

    “No fim das contas Manoel e amigos esse gol do Remo no final pode ser o do nosso titulo”. kkkkkkkkkkkkkk

    Não amigo parei agora, os caras tem uma visão que já está ultrapassando os limites, volto a postar véspera do clássico, quem sabe até lá o efeito do alcool ja passou.

  15. Concordo com vc Marcelo,Boa obs! Além de poucas,não usa as melhores que tem.. Não sei se o Héliton desaprendeu a jogar futebol ou é o técnico que não gosta dele. Será //////////////////////////////////?

  16. Anderson é pq vc só sabe ler o que estar escrito, vc não talvez não saiba interpretar a leitura.

    Pra te ajudar, quero dizer que basta 1X0 e o papão é campeão. Aí depois vc tira as suas conclusões.

    A mesma coisa é a manchete do Bola, claro que quem faz gol no fim é quem pula a fogueira, mas é dificil entender né?

  17. Como arbitragem não interferiu (18)? 2 penalties claríssimos não assinalados. E a imprensa comeu abiu.

    Existem 2 lances? Mão na bola e bola na mão?

    Taí Vandick no que dá querer ser “políticamente correto”. Eu duvido que se fosse você a pedir o apoio do Cabeça para chamar juiz de fora ele dissesse “tudo bem, vamos diividir”.

    Reflita: V. está presidente para defender os interesses do Paysandu ou do Remo?

  18. Os interesses do Paysandú, são colocar árbitros locais para marcar penaltys inexistentes como foram marcados em alguns jogos do time listrado. Assim fica fácil! Com árbitros de fora que não caem nesse tipo de artimanha, aí a coisa muda de figura. No lance com o Iarley, os dois jogadores se agarram dentro da área, e no lance da mão, me desculpem os doentes, mas só se o jogador não tivesse braço pra ele não tocar na bola. E mais, nesse campeonato não foi marcado nenhum penalty para o Remo(pasmem), agora eu pergunto: Quanto penaltys já foram marcados para o Paysandú, e desses, quantos foram realmente faltas? Mas assim? O time que adora comprar árbitros já voltou a essa antiga mania?

  19. Não vi essa “superioridade” azulina no jogo de ontem, o goleiro defender é a função dele e reciprocamente vale para o goleiro rival também!
    O Paysandú pecou muito ontem pois não foi rápido nos contra-golpes e pior não foi objetivo em definir estas jogadas, o excesso de toquinhos irritantes entre os homens de frente deram tempo suficiente para que a defesa azulina se arrumasse, hora na minha opinião se um placar elástico garantiria o título para o lado bicolor por que não o fez? Por que só massacra time pequeno?
    Incompetência?
    O gol tomado no fim da partida foi merecido pelo adversário pelo fato de que ele procurou o gol de empate a todo custo mesmo dando espaço para o contra ataque que contra outras equipes se mostrou fatal mas ontem não foi nada efetivo.
    Parabéns ao técnico e aos comandados azulinos pela dedicação e principalmente porque não desistiram em nenhum momento do jogo.
    Quanto ao Paysandú ao jogar displicentemente, não aproveitar a quantidade de chances de matar o jogo no contra-golpe fazia parecer até que o time já estava ganhando de 3 ou 4 gols de vantagem!
    Todo mundo sabe quem em dérbis os detalhes são imprescindíveis para a vitória, ainda mais o time adversário jogando por dois empates.
    O clube de Periçá leva uma ampla vantagem para a partida decisiva pois sabe jogar no contra-ataque e ontem saiu da característica defensiva e dificultou bastante os 30 primeiros minutos da partida.
    Cabe ao Lecheva cobrar da onzena bicolor mais atenção principalmente no final do jogo, é obrigação do treinador sim. Os erros da série C se repetem: a desatenção rotineira de fim de jogo, displicência nas finalizações, achar que a qualquer momento pode decidir o jogo a seu favor é latente no Papão e tem que ser extirpada pois se não o título fica com o adversário. Achar que estar ganhando de 1 x 0 é garantia de vitória é ledo engano!
    O título do primeiro turno estará muito bem tanto nas mãos bicolores quanto azulinas pois os dois fizeram por onde estar nesta final.
    Como eu sou torcedor do Papão tomara que fique com a gente!
    O time azulino esta com a faca e o queijo na mão para abocanhar o primeiro turno contudo uma vitória simples semelhante ao gol remista nos acréscimos a favor do Bicolor Amazônico com o jogo estando empatado até estes instantes jogará por terra tudo o que já foi feito do lado azul marinho, lembrem que a pior derrota é aquela em que não se pode perder, se é que todos do blog me entendem!

  20. Quem pulou a fogueira foi a mucura, que se não fosse o goleiro deles já era, aí eu pergunto kd aquele torcedor que falava o tempo todo que no segundo Rexpa seria diferente? Que vergonha, não ganhar de time sem divisão, vai fazer vergonha também no brasileiro kkkk e por falar em penalty, teve um lance no começo do jogo em cima do Paulista que eu achei que foi penalty! o Iarlei caiu de velhice kkkkk mais uma piada sem graça: arrumador de time! Ei Claudio, o Leão melhora a cada jogo!

  21. Rogério,

    Não foram marcados pênaltis à favor do Remo pelo simples fato de que seus jogadores de frente tem muita força física e seu mais hábi jogador, Galhardo, joga deveras distantes da grande área. O Paysandu, ao contrário, tem jogadores leves no comando de ataque (menos o R.O – Resto de Ontem… ôpa, o Rafael Oliveira) e alguns dribladores, isto posto, são mais suscetíveis aos choques e faltas no interior da grande área, mesmo sendo as faltas verídicas ou inexistentes…

  22. Considerei um resultado justo,mas o Paysandu perdeu uma boa chance de ampliar a vantagem no segundo tempo. O Remo foi superior até o gol bicolor no primeiro tempo,e no início da etapa final,quando voltou abafando.

    Acredito no título bicolor,mas precisa se impor desde o início do próximo jogo e modificar sua postura,pois,ontem,fiquei frustrado com o desempenho do Papão.

  23. Égua Rosivan, tu que é remista, me responde estes questionamentos:

    1) Como é que o Flávio Araújo, tão elogiado por aqui, escala um jogador como o Ramón, que se mostrou ectoplasmático em campo (um mero espectro, ninguém viu…)?
    2) Como o Remo estipula uma multa milionária para o contrato do jogador… pelo que vem jogando, quem pagará tal multa, pelo futebol que (não) vem jogando o atleta para tirá-lo do Remo? Está multa deve ser paga ao jogador em caso de rescisão por parte do Remo?

    Sei não…

  24. Ah, o Machida é bicola, é?! Não tem importância, é grande lutador e torço por ele. Aliás, ele vai precisar mais do que da torcida dos adeptos na próxima luta, principalmente se o adversário for o Jon Jones.

  25. O lance relativo ao Jonathan, desde o primeiro momento eu achei que não passou de bola na mão. Quanto àquela jogada com o Iarley, só depois de assistir por outros veículos é que firmei convicção pela normalidade do lance.Antes eu tinha impressão de falta. Mas, acho que na falta cometida pelo zagueiro remista ele merecia o amarelo, e como ele já tinha um amarelo anterior…

  26. A paixão cega a interpretação dos torcedores do papinha, acho interessante as colocações,o time deles era para ter feito o segundo gol, se o o zagueiro não cortasse, se o goleiro não defendesse, se o juiz marcasse penalti. E u como remista, fico sem saber o que escrever aqui, pois acho que o Remo não teve nem um se no jogo, ou teve, acho que não tenho a impressão, que o papinha mandou no jogo, foi soberbo,foi pleno, foi maravilhoso, foi novamente o Barça do Norte. E o mais querido, teve sorte apenas, porém acho que sorte persegue aquele que trabalha, aquele que busca um ideal, e os atletas azulinos, estão no minimo lutando em campo, e peço a Deus, que ele continue nos abençoando com a sorte. Afinal de contas somos um grande Clube, e um grande Clube precisa estar sempre em atividade. Agora tenho uma certeza, e ela atinge principalemnte, aqueles que odeiam o mais querido. Tanto Remo quanto papinha, vão decidir o primeiro, o segundo em quem sabe até o campeonato. Portanto comecem a se acostumar, e tirar da cabeça, que o LEÃO, estará fora da quarta divisão, entendam que não existe melhor equipe no Pará do que Remo e Papinha, e o resto é jogar conversa fora. Espera ai será que alguen ai tem um se para o Leão. E quanto ao Ramon, tenho certeza que é um grande jogador, e vai dar certo no Remo, precisa apenas começar uma partida , ganhar o entrosamento com o time titular,pois o resto que é jogar futebol ele sabe fazer. Quem viver verá,

  27. O choro continua, as desculpas também kkkk vão lá na CÚruzu chorar e perguntar pq o Fenomenal Barcelona do Norte não ganha time sem divisão.. Tá ficando feio já ruum

  28. Falou tudo amigo Rocildo, assino em baixo.

    Alias quanto o Ramon, alguem lembra quem era o armador daquele time do Corinthians de Tevez e Mascherano? Pois é, ele mesmo o Ramon, era ele quem colocava o Tevez na cara do gol por isso acredito que não tenha desaprendido a jogar só falta adaptar-se ao clima e futebol de nossa região. Alguns jogadores infelizmente demoram mais que outros para adaptar-se mas vamos esperar pq futebol ele tem.

  29. Agenor, o Ramón foi contratado junto ao Corinthians em 2006, se não me engano. Ele foi considerado naquela época uma das maiores revelações do Atlético MG e foi contratado “à peso de ouro” pelo Timão. Ele não era o titular, pois era reserva de Roger e Carlos Alberto, os verdadeiros armadores daquele time de Tevez e Mascherano.

Deixe uma resposta