14 comentários em “A arte de Atorres

  1. Duciomar foi MAIS UM PÉSSIMO prefeito que Belém teve. Agora, vi, num manchete de jornal, que o BRT ficará pronto somente em 2014 !!! Esse Duciomar mereceria muitos anos de cadeia, assim como seu secretário de saúde, que ainda teve o desplante de candidatar-se à prefeitura ! E por falar em política, o que será que nossos deputados federais e senadores conseguiram viabilizar em prol do PA ?! Depois vou ver se me informo… Só sei que não tenho mais paciência com políticos. Ah, ontem, vendo o jornal da BAND, fui “brindado” com notícia de que o Sr. Genoíno vai, na semana que vem, tomar posse na câmara federal, pois era 2o suplente e não é que acabou que vai assumir, mesmo tendo sido condenado pelo STF…E a ÉTICA, COMPANHEIRO ?! Ah, sim, por pacotes de cédulas na cueca, ela pode ser comprada, não é mesmo companheiro ?! Vou te contar……

    Curtir

  2. Uma champanhe é muito chic e caro para detonar esse nefasto ex-Prefeito; mais apropriado seria um canhão !! O que esperar de Zenaldo, amiguinho amarelo de Manuel Pioneiro e Antonio Armando ?? Somos condenados a viver da eterna saudade do Intendente Antonio Lemos !!

    Curtir

  3. Para quem se ilude fica a esperança de que 2013 será melhor que este 2012 que deixamos. Como não me iludo, não será. Nós, o povo (mesmo quem não votou no “Dudu”), somos os maiores responsáveis por esta Belém de hoje. Nos recusamos a falar de política, alegando que não se fala de política, religião e futebol para evitar desavenças. Justamente os três assuntos mais interessantes para qualquer cidadão discutir não são discutidos. Perceba que muitos políticos ou são religiosos ou são ex-atletas. Por quê? Por que essas três coisas se misturam. Outro dia vi o PSDB se queixar de que o PT está transformando a copa-14 em palanque político. Ninguém diz que os atletas estão transformando a religião em fanatismo. Não discuto que orar seja bom aos atletas, mas discutiria se é bom que façam isso em público. Atletas são exemplos para a juventude (desde a Grécia Antiga). FHC distribuiu medalhas aos penta-campeões e vimos Vampeta dar cambalhotas na rampa do planalto. Alguém achou que aquilo era ato político? Por certo que não, mas rendeu visibilidade! É isso que os políticos querem, visibilidade! Na cabeça dos eternos candidatos e “homens da vida pública” exposição na mídia é quase o mesmo que manutenção do poder, como exposição garante bilheteria esgotada para artistas, garantiria votos e mais votos aos políticos. O pobre do Duciomar (pobre no sentido de uma certa ingenuidade até, mas não tenho dó dele não), repetiu o caminho pisado e repisado dos seus antecessores: uma obra na Almirante Barroso para chamar atenção dos eleitores. Deu errado. Espero que dê errado sempre daqui para a frente, não para o povo, mas para o banditismo dos “homens públicos” que não significam vantagens para o povo. Somos assim, preferimos ignorar assuntos relevantes e ficar discutindo assuntos de segundo plano, como a novela. Enquanto isso, temos já a garantia de mais um ano de obras do BRT e transtornos excepcionalmente estendidos. Se o que é bom dura pouco, o que é ruim… O poder agora está todo nas mãos do PSDB que, imagino, irá fazer nada e pôr a culpa no PT para, quem sabe, eleger Aécio Neves em 2014 e manter a hegemonia tucana por aqui… Que eu esteja totalmente enganado.

    Curtir

  4. A Belém que temos é a Belém que merecemos. A falta de atuação política da população é a responsável pela situação da cidade. Na Europa, ao menor sinal de prejuízo para o trabalhador, os sindicatos param e mobilizam as categorias para protestarem. No Brasil, greve é vista como pretexto para vagabundos desertarem dos postos de trabalho. O BRT, herança maldita da passagem de “Dudu” pela vida do paraense, mostra-se como a maior desventura dos últimos tempos do belenense. A eleição de Zenaldo é a marca da consolidação do poder oportunista de um PSDB entreguista. Afinal, entendo que Belém ou ganhará pouco, ou ganhará nada, com esta monopolização do poder partidário no Estado.

    Curtir

  5. Duciomar sendo um homem do povo, que dava õnibus de graça pra certas ocasiões, deixou a desejar.

    Foram 8 anos e pouco trabalho. E pelo incrive que pareça em vez de replanejar o transporte da cidade criou um caos que ainda vai perdurar mais um ano.

    Belém tinha que ter primeiro o prolongamento da 1° de dezembro e não esse famigerado BRT.

    O Atorres foi muito simpático com ele, pois o que ele merecia era um chute no traseiro.

    Sobre o futuro, acho que Zenaldo, Pioneiro e Antonio Armando Amaral de Castro nas prefeituras de Belém, Ananindeua e Marituba respectivamente, irão arrebentar, guarde esse comentário.

    Curtir

  6. Gostaria de poder compartilhar do mesmo otimismo quanto aos novos/velhos gestores, amigo Edson. No entanto, o senso de realidade não inspira grande expectativa.

    Curtir

  7. Mais um ano de prazo para a entrega do BRT significa mais um ano de transtorno para a população, mudança no projeto acompanhada dos famigerados aditivos contratuais e majoração no custo da obra e, ainda, aquilo que todo novo administrador deseja: uma obra pra chamar de sua, nem que seja por modificação ou, até mesmo, adulteração do projeto alheio. A obra do BRT, sob vigilância ostensiva da opinião pública, díficilmente será abandonada pelo novo gestor, mas não haverá surpresa se outras obras da lavra do quase ex-prefeito, a exemplo da orla, sejam “detonadas” pelo prefeito eleito, prática comum na administração pública brasileira.

    Curtir

  8. Duciomar não “dava onibus de graça” por caridade, mas sim por populismo barato, tanto é que hoje não temos nem sinal desses ônibus, pois ele já conseguiu o que queria. agora não adianta chorar, foi esse mesmo povo que elegeu esse senhor duas vezes, um povo que erra uma vez merece outra chance, agora errar duas vezes é masoquismos mesmo. Bem feito para aqueles que votaram nesse político, eu, sempre tive a certeza do caráter desse “cidadão”, como o pessoal costuma dizer “não vale uma menta chupada”, e já vai tarde, espero que ele tenha enriquecido bastante para nunca mais querer voltar a disputar um cargo público, pois como temos um “povo sem cultura e religião” não será novidade ele se eleger novamente.

    Curtir

  9. Não falei???…. Já começou…!!! E AINDA NÃO TEM NEM DEZ DIAS DE GESTÃO!!

    A secretária de finanças do município de Belém, Sueli Ramos Azevedo, está sendo executada na justiça do Pará pelo não pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), justamente um dos tributos cuja arrecadação é gerenciada pela Sefin.
    No processo de execução fiscal que tramita na 5ª Vara de Fazenda de Belém desde 13 de dezembro de 2011, a juíza Ana Patrícia Nunes Fernandes determina a penhora de bens da secretária para o pagamento da dívida do IPTU. Até a última movimentação do processo, realizada em 25 de setembro de 2012, não havia informação sobre a quitação do valor pendente.
    Em nota divulgada através da Prefeitura de Belém, a secretaria informa que o fato não tem ligação com o cargo atualmente exercido por Sueli Azevedo, já que diante do Tribunal de Justiça do Estado a servidora é uma contribuinte como qualquer outro morador de Belém. A secretaria informa ainda que a data do processo é anterior a nomeação da secretária, e que a dívida com a prefeitura ocorreu através de um imóvel alugado, e que o pagamento do IPTU deveria ser de responsabilidade do inquilino.

    Prefeito aguarda esclarecimentos
    O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, que nomeou Sueli Azevedo para o cargo, disse que aguarda esclarecimentos da secretária sobre o problema do IPTU. “Eu já solicitei as informações para ela, e preliminarmente ela me disse que alugou um imóvel para um terceiro que não pagou o IPTU. Então isso teria gerado uma dívida, e ela teria inclusive entrado com um processo para transformar esse imóvel, que é comercial, em residencial. E é essa a discussão que estaria acontecendo. Eu estou esperando essa resposta formal dela”, disse Zenaldo.
    saiba mais
    ‘Transição foi capenga’, diz Zenaldo antes de assumir prefeitura de Belém
    Além de aguardar explicações da recém-nomeada secretária, o prefeito criticou ainda a inadimplência da população com a Sefin. “Nós estamos com um déficit horroso, e o IPTU um dos impostos que menos arrecada em nossa cidade, representa só 7% do valor que nós temos de receita. Nós precisamos ter uma secretaria que seja eficiente e eficaz e realmente recolha os tributos”, avaliou.

    FONTE: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2013/01/prefeito-diz-que-aguarda-explicacoes-de-secretaria-que-deve-iptu.html

    Curtir

  10. “PAI D´ÉGUA”, essa ! Ele critica que a população não paga o IPTU, mas nomeou uma inadimplente para chefiar a secretária de finanças !!

    Só quero ver o funcionamento dos PSM´s e a limpeza da cidade…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s