A frase do dia

“As Assembleias [Legislativas] são coniventes com esses privilégios porque, se abrem [os privilégios] para o Judiciário, abrem para si também. E dessa forma fica um oba-oba geral”.

De Eliana Calmon, corregedora do Conselho Nacional de Justiça, sobre privilégios que engordam salários de juízes e parlamentares.

12 comentários em “A frase do dia

  1. Engraçado, quando o blogger fala de política, vira e mexe enche a bola do Lulinha (ex-presidente). Mas, me diz, o que o blogger pode falar sobre essa conversinha que ele teve? Por que ele tem tanto medo do mensalão? Ahhh, já sei, ele é santinho, rs.

    1. Não tem graça ou desgraça, camarada. Queira você ou não, o fato é que Lula foi um grande presidente, o melhor desde a redemocratização do país. E a tal conversa, que Vejinha se apressou em noticiar, não teve o teor alardeado. O próprio Gilmar Mendes, em entrevista ao JN de ontem, deixou a revista dos Civita em maus lençóis.

  2. Deixo, mesmo? Como jornalista, tu devia ser mais informado:
    http://terramagazine.terra.com.br/bobfernandes/blog/2012/05/28/ministro-do-stf-lula-nunca-conseguira-pressionar-o-supremo/
    e,
    http://g1.globo.com/politica/noticia/2012/05/gilmar-mendes-confirma-que-conversou-com-lula-sobre-mensalao.html
    Aqui,
    http://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2012/05/28/em-entrevisa-gilmar-confirma-pressao-de-lula/

    Ninguém dúvida que o Lula foi um dos melhores presidentes desse país, se não o melhor, mas é fato que ele não é santo, e está fazendo de tudo um pouco pra ajudar o “Dirceuzinho”, porém, pior cego é aquele que não quer ver, no caso você!

    1. Se prefere fazer o gênero avestruz, por motivações ideológicas, tudo bem. Mas o Jornal Nacional de ontem mostrou entrevista em que Gilmar Mendes, em nenhum momento, confirma as denúncias da notória Vejinha. Aliás, seria no mínimo estranho que um ministro do Supremo aceitasse uma tentativa de assédio sem tomar uma posição oficial, denunciando o responsável pela pressão.

  3. E o pior mesmo foi a Globo mostrara no JN um fórum de debates sobre DEMOCRACIA e LIBERDADE DE IMPRENSA. Além ressaltar depoimentos de um ministro ou ex-ministro da justiça dos últimos governos, a reportagem, frisando sempre a “defesa de uma imprensa livre” e relacionado-a às práticas democráticas, mostrou… Roberto Civita!!!!! Esses caras já não são nem caras-de-pau, são filhos da puta mesmo (com o perdão do palavrão Gerson)!!!! Deu nojo!!!!!

    1. Mas, como é possível observar por algumas postagens, há quem acredite nesses santinhos do pau oco, amigo Daniel. A ponto de o jornal O Globo ter se dado ao trabalho de fazer editorial em defesa extremada do jornalismo praticado pela Veja, cuja última peripécia foi o conluio com o bicheiro Cachoeira.

  4. Gerson, por favor amigo, um pouco mais de calma. Primeiramente é um direito de qualquer veículo, proteger sua fonte. Esta pode ser honesta ou não. Muitas vezes uma fonte desonesta vem até o veículo para derrubar oponentes. O que você chama de conchavo entre a Veja e Cachoeira, nada mais é do que a relação de veículo e fonte.

    O Lula foi um bom presidente, isso ninguém duvida, não por seus próprios méritos, mas sim da “herança maldita” de Fernando Henrique (este sim um grande presidente), que entregou um país saudável do ponto de vista administrativo.

    Quando a Veja se somou nas denúncias de Collor, daí era um veículo respeitável, quando começou a esmiuçar o governo petista, passou a ser um veículo marginal.

    O que Lula fez, que foi pura e simples chantagem (contra o Ministro Gilmar Mendes), deve ser investigado, independente de ter sido o “maior presidente de todos os tempos”. Isso ele só foi para os militantes, como você, caro amigo.

    1. Calma é o que não me falta, meu caro. Só respondi a um questionamento, dando minha opinião, que todos conhecem bem.

  5. Lula nunca foi santo, nem será, mas negar que foi o melhor dos ultimos presidente é coisa de burguesinho preconceituoso e ignorante. Desculpem a grosseria, mas num país com tantos problemas sociais, um presidente que olhe o mínimopara os menos favorecidos, já faz a diferenca. O CNJ perturba exatamente a podridao da justica.

    1. É o que penso também, Rosivan. O maior enigma do pensamento médio brasileiro é essa tendência a aceitar todos os embustes e mitos do conservadorismo. Num país de tantos miseráveis, fico espantado que a reflexão de Tim Maia continue viva: o Brasil é o único país do planeta onde pobre é de direita. Te contar…

  6. No caso do assaláriado o privilégio é ter seus proventos reajustados de ano a ano.

    Mas nada de oba-oba!

  7. FHC deixou o país saudável administrativamente amigo Siqueira? Foi um granade presidente? Acho que eu estava em outro país então entre 94 e 2002, só pode… Não sou filiado ao PT e voto nulo desde 2002; sei também que Lula cometeu deslizes graves e deixou de agir em nome de uma tal “governabilidade” (o poder, puro e simplesmente), mas daí creditar alguns êxitos de sua gestão à militância é no mínimo duvidoso. FHC teve o mérito de estabelecer uma establilidade de moeda ao nosso país, que mudava de décadas em décadas, ou até menos do que isso. No mais, foi o presidente que, em nome do “combate à corrupção no setor público e às cabides de empregos” no qual as autarquias e empresas públicas haviam se tornado, dilapidou o patrimônio público seguindo as cartilhas neo-liberais e o receituário do Consenso de Washington, BID e FMI. Lula, em que pese alguns êxitos, poderia ter dado o pulo do gao, mas, por orientação ideológica, em alguns aspectos apenas reafirmou alguns ajustes e inverteu certas prioridades do período tucano.

    Quanto à fonte da revista Veja, uma coisa é a fonte fornecer informações. Outra é a fonte, com a conivência de diretores de redação e do diretor-chefe/presidente do semanário, de forma leviana e no melhor estilo Gestapo/DIP/IBAD pautar as informações, reportagens e até capas de revista. Tentar dizer que não se tratou disso e que se tratava “apenas de mero exercício jornalístico que preza pela verdade e liberdade de informação” é um acinte às cabeças pensantes e uma afronta ao jornalismo investigativo sério e comprometido com a apuração dos fatos. Woodward e Berstein deveriam dar uma aula para esses camaradas pra verem como é que se faz.

Deixe uma resposta