10 comentários em “Capa do DIÁRIO, edição de terça-feira, 12

  1. Na pagina 2 do nosso Diário aparece um prefeito acusado de improbidade pelo MPF.
    O que fortalece minha tese, que a população tem que escorraçar esses separatistas que deveriam utilizar os recursos em prol do crescimento dos seus municipios.
    Se não respeitam nem a merenda das crianças como é que vão comprar gerador?
    Aí na opinião deles a solução é dividir por causa da distancia te dizer viu!!!!!

    Curtir

  2. QUAL SERÁ A MAIOR PIZZA….OAB OU ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA……É MUITO IMPROVÁVEL ALGUÉM ACERTAR….NAO TEM FORMA PARA ESSAS PIZZAS.

    Curtir

  3. Vc nem sabe o q está falando, irmão, se formos tomar por base alguma “bandalheira” de políticos, nós vamos ter q nos lembrar da nossa “gloriosa” Assembléia Legislativa, q não funciona no sul e sudeste do Pará, lembra? Nós lembramos por aki, q praticamente não temos qualquer infraestrutura ou serviço prestado pelo Estado do Pará, q aliás, não tem nada a ver conosco nem culturalmente falando, e eu nasci aqui a 51 anos atrás, sei o q estou falando e sabemos como era o norte de Goiás, hoje Tocantins, aki não tem faculdade de medicina não é por que nós não queremos. Pra vc ter uma idéia e pra sua informação, PASME, 96% dos funcionários públicos do Estado do Pará trabalham em Belém e região metropolitana, amigo, será q nós temos assistencia deste estado?…só isso, por enquanto!

    Curtir

  4. Só lembrando que a OAB é a única entidade das categorias profissionais que não presta contas dos recursos recebidos.

    A paladina da moralidade não quer nem ouvir falar em transparência quando se trata dos recursos por ela recebidos.

    é o brasil da imoralidade.

    Curtir

  5. E por causa disso eu vou lutar pra dividir o Pará?
    A Assembléia se vc não sabe é composta de deputados de vários municipios do Pará, não é só de Belém. Cadê os representantes dáí, o que eles fazem pra vcs? nada? Talvez estejam ocupados com os seus negocios.
    E Este caso denunciado pelo MPF, vc acha normal?

    Não dá pra entender uma pessoa que nasceu a 51 anos no Pará
    dizer que não tem nada haver com esse estado, é que nem eu depois do meus 36 chegar com meus pais e dizer que não tenho nada haver com eles. No minímo ingratidão! Independente se eles foram bons ou ruins pra mim.

    Curtir

  6. “96% dos funcionários públicos do Estado do Pará trabalham em Belém e região metropolitana”

    se isso for verdade mesmo é muita injustiça com o povo do interior.

    se os serviços públicos aqui já são um verdadeito lixo imagina os de lá.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s