CBF evita ida de Ganso pro Corinthians

Por Martín Fernandez e Rodrigo Mattos, da Folha SP

Um telefonema de Ricardo Teixeira para Andres Sanchez interrompeu o projeto do Corinthians para contratar Paulo Henrique Ganso. O meia do Santos havia sido oferecido ao Corinthians pelo DIS, grupo que detém 45% dos direitos econômicos do atleta. Andres gostou da ideia e permitiu que as negociações avançassem. O DIS estava disposto a comprar a parte do Santos nos direitos do jogador (45%) por R$ 30 milhões e então emprestar o meia ao Corinthians. Em troca, a empresa receberia fatias de jogadores da base corintiana. Mas dois fatores contribuíram decisivamente para que o negócio não fosse fechado. Informado das intenções do Corinthians, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, telefonou para Andres.

Argumentou que tal manobra afastaria de vez o Santos do grupo que, nesta semana, racharia com o Clube dos 13. Disse ainda que Andres já estava rompido com o São Paulo e que não era hora de brigar com outro clube. Andres então ligou para o presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. Disse que o jogador havia sido oferecido ao Corinthians pelo DIS e que, em nome da amizade entre os clubes (e entre eles, dirigentes), não iria contratar o meia. O diretor de comunicação da CBF, Rodrigo Paiva, afirmou que Ricardo Teixeira não se envolveu no assunto. “É absurdo. O presidente não fala com dirigentes sobre jogadores, contratações, isso é um problema dos clubes.”

A assessoria de Andres nega que ele tenha desistido do negócio a pedido de Teixeira. Sustenta que o cartola corintiano o fez pela boa relação com Luis Alvaro e o Santos. Os dois cartolas ocuparam, recentemente, o cargo de chefe de delegação da seleção brasileira. Andres durante a Copa-10, e o santista no amistoso contra os EUA. O outro fator que pesou para que a negociação não fosse concluída foi a vontade do próprio jogador. Quando soube da proposta, Ganso conversou com seu estafe e chegou à conclusão de que seria ruim para sua imagem se ele trocasse o Santos por um rival direto. Percebeu que a situação repercutiria mal inclusive na Europa, para onde ele pode se transferir em breve.

10 comentários em “CBF evita ida de Ganso pro Corinthians

  1. Naquela foto são DOIS MAFIOSOS. O da esquerda por ser fluminense, é do Comando Vermelho o da direita, por ser paulista é do PCC. Fazem parte da Yakusa que pode também ser chamada de CBF.

  2. Será que o RT tem peso a ponto de inferir nos assuntos de um pesado como soi ser o Corintians ? Houve epoca em que o Havelange era o bode expiatório das mazelas do futebol brasileiro. A verdade é que o fyuebol sempre foium negócio de milhõe$ e agora tem parcerias estranhas interferindo até mesmo na imprensa em função de patrocínios claros ou velados.
    Nem tudo no passado era limpo e transparente.

    1. Tem razão, amigo Tavernard, quanto à natureza nebulosa de algumas parcerias. Esta que ora envolve CBF, Corinthians e Flamengo pode ser considerada nessa lista. .

  3. R t com saus manobras politicas fica milionario a cada dia e aos poucos vai COLCOANDO SUA MÃO E SUA BUNDA GORA NA DIREÇÃO DO ASSENTO QUE MAIS LHE INTERESSA ; FIFA E COM A JUDA DO EX-SOGRO O BULDOGUE HAVELANGE,VAI DANDO CONSISTENCIA À SUA JOORNADA ,pouco clara e mais nebulosa do que a galaxia x-023A5,MAS VAI…ETA FERRO.

Deixe uma resposta