Torcida do Papão hostiliza jogadores do Salgueiro

Jogadores do Salgueiro deixaram o gramado da Curuzu, logo depois da brilhante vitória por 3 a 2, sob uma chuva de objetos atirados das arquibancadas e cadeiras vips alvicelestes. Só com a proteção de soldados da PM a equipe conseguiu tomar o rumo dos vestiários. Radinhos de pilha, garrafas de água e até sapatos foram jogados na direção dos pernambucanos, logo depois de terem formado o tradicional círculo no meio do campo, para orar e agradecer pelo triunfo. Durante o ato, os jogadores se ajoelharam e entoaram várias vezes o grito de guerra “É Carcará!”, fato que irritou os torcedores. (Com informações do Bola – foto: MÁRIO QUADROS)

Saber perder é uma das lições essenciais no futebol e em qualquer esporte.

38 comentários em “Torcida do Papão hostiliza jogadores do Salgueiro

  1. NÃO CONTAVAM com essa! Ovo insistiu em ficar dentro da galinha, e desta vez não houve nem Serapapão nem Tardeles. Diferente de outros anos em que até pagode no African Bar foi anunciado de véspera. AGORA, sobre essa agressão, por muito menos o Baenão ficou interditado por várias partidas. MAS, como a mídia apregoa que o Departamento jurídico do clube é competente, e, ainda que provavelmente o árbitro não relatou nada disso, tudo vai ficar por isso mesmo. Afinal seria um grande prejuízo para o Bicolor do Pará ficar sem jogar em seu estádio, onde o clube é imbatível (pelo menos, diziam assim).

    1. time sem vergonha, torcida sem vergonha, e ainda tem babaca delirando com o Leão em vez de tá sonhando com o chiquita kkkkkkkkkkkkk

    1. É verdade Gérson, foram os xiitas que fizeram isso. A maioria bicolor aplaudiu o time do carcará.

      Mania de só colocar o lado ruim!

  2. Gerson, isso foi uma grande lição para esses torcedores que acham que tem um time grande. A Situação deles não está muito diferente do Remo. A diferença é que eles pensam que são os maiorais. Cantaram vitoria antes do tempo e agora pagaram pela arrogancia. Alias a imprensa tb tem culpa nisso pois ficou enchendo a bola destes jogadores como se fossem a seleção brasileira. No Diario de hoje por exemplo veio um poster do time bicolor e eu pergunto para que isso? Ganharam alguma coisa por acaso?
    Aprendam a ser humildes torcida bicolor pq vc´s não estão com essa bola toda.

    1. E Gerson, com todo respeito que tenho a voce e a todos da imprensa do Para, mas estampar foto de time campeao no jornal, sem antes ter conquistado nada, ficar dizendo que a subida para serie B ja estava consumada, realmente concordo com o Neves, nossa imprensa precisa ser menos emotiva e agir mais com a razao, motivar, incentivar faz parte do jogo, mas criar clima de ja ganhou antes do jogo, isso nao pode mais acontecer, que sirva de licao para todos que estao ai no para, que humildade faz parte dos grandes vencedores, ah, so pra nao esquecer, VIVA o JUNIOR FERRIM (esse sim tem sangue azul) Viva o CARCARA nojento.

      1. Jaime, não fizemos isso apenas para esse jogo do Paissandu. O DIÁRIO, cuja redação dirijo há seis anos, e o Bola, que está sob minha coordenação deste sua estreia em 1998, têm tradição de incentivar nossos clubes, nos bons e maus momentos. Engraçado: quando o Paissandu foi campeão dos campeões, em 2002, fizemos exatamente assim, o título veio e ninguém reclamou dos especiais do jornal. Quando o Paissandu foi campeão brasileiro em 2001, o Bola fez revista-poster ainda maior que a deste domingo. O time venceu e ninguém até hoje veio se queixar da nossa ideia. Quando o Remo foi campeão da Série C em 2005, fizemos novamente e também não vejo até hoje ninguém protestar pelo suposto “já ganhou”. Meu amigo, na hora da derrota todo mundo procura um culpado e não me surpreendo que acabe sobrando também para o Bola. Mas isso não altera nossa linha de trabalho: continuaremos a estimular nossos clubes, chamar a torcida e acreditar sempre. Vamos ser mais equilibrados e parar de ver fantasma onde não há. O problema não é o jornal sair incentivando na véspera; o problema real é falta de bons times.

      2. Gerson, quanto ao poster no Bola, me sinto à vontade pra concordar que não pegou bem, pois critiquei antes da publicação ainda no sábado, perguntando “e se der zebra?”, no post que divulgava antecipadamente a renda e o público do jogo. Acho até que a campanha e o futebol apresentado pelo Paysandu não davam nenhuma garantia para isso.

  3. Bos Tarde, torcida bicolor.
    Concordo com o Alexandre, em seu comentario anterior, subestimar adversario é padrão de time de varzea e a impressa do Pará contribuiram para o naufragio do papão diante de um time simples, mais um time organizado e que jogou com alma e com a convicção que tradição não ganha jogo. Voa meu carcará !!!!!!!!!!

  4. Gerson, gosto muito do seu trabalho como jornalista, mas infelizmente tenho de tecer esta crítica,como a mídia é imparcial. Impressionante que você apenas mostra esse lado e não como disse o colega acima (Diogo Papão) quando aplaudimos o salgueiro, sim, aplaudimos pois somos uma torcida que sabe reconhecer que o salgueiro foi merecedor da vaga, apesar de alguns hostilizarem (COMO OCORRE EM TODAS AS TORCIDAS, INCLUSIVE A DO REMO FEZ A MESMA COISA QUANDO OS AZULINOS FORAM ELIMINADOS PELO VILA AURORA E NÃO VI ISTO NO BLOG) nós somos uma torcida conciente de que não fomos merecedores, agora o que resta ao futebol do Pará é esperar por mais um ano por uma nova tentativa de ascenção.

    1. Mateus, talvez você tenha razão na ausência de notícia sobre os aplausos de alguns ao Salgueiro. Mas, camarada, querer que não se fale de mau comportamento é desinteligência. Esconder os fatos não ajuda a corrigir esse tipo de erro. Quem acompanha o blog e o meu trabalho sabe o quanto me manifesto contra esse tipo de atitude irracional, que não tem nada a ver com esporte. Me desculpe, mas desportistas não agem assim. Se o sujeito aplaude num momento e agride no outro, onde está o mérito?

      1. nao acho q se deve noticiar esses aplausos…pq aplaudir um time q eliminou me paysandu…isso é babaquice..ainda bem q nada foi postado..

  5. Carnaval fora de época para os clubes do Pará. O Remo não pode ouvir a marcha “se você fosse sincera, ô, ô,ô Aurora…”. Já o PSC não pode ouvir: “explode coração na maior felicidade, é lindo o meu salgueiro…” Eu havia dito que nem Cristo tiraria o acesso do Papão à Série B. Eu só não contava com o Charles…

  6. A cápsula chilena ficou encravada no chiqueiro bicolor.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e eu não paro de rir dessa vergonha kkkkkkkkkkkkkkk

  7. É, amigo, só acaba quando termina. Quem foi ver o Salgueiro terminou vendo a “Mangueira entrando”. Bem feito, cambada de boçais. Ah, sabe qual o maior circo do mundo no gênero? A Curuzu, cabe 16 mil palhaços. KKKKKK!

  8. É um filho de pescador (só apanha de Remo) que dá muito desgosto. Meus sentimentos às famílias dos muitos que faleceram do coração ou outro, por mais essa vergonha para o Pará. Mas, era esperado afinal quem levou de 9X0 do Paulista (não esqueçam) outro dia, há muito já virou escracho nacional.

  9. Chora mucura velha, cadê os COMEDIAS do blog, eu me divirto muito com o peiasandu. nada, nada e NADA kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. A imprensa mauriciana pouco ligava para os jogos do Salgueiro. Nesta 2a. feira lebraram-se do Carcará e festejam a classificação. Até o reeleito governador pernambucano vem a público comprometendo-se ampliar para 8 mil a capacidade do estádio salgueirense para com isso abrigar os jogos da série B. O Salgueiro passou a ser o orlgulho do sertão e com apenas 5 anos de existencia já está na série B sem ajuda extra campo.

Deixe uma resposta