30 comentários em “A arte de Atorres

  1. Essa história não só já deu no saco, como está expondo todo o preconceito da mídia em relação aos moradores do Aurá. Tudo é relacionado ao lixo. Tudo é muito sombrio…

    É como se esse lixo só pertencesse aos moradores de lá, quando todos nós somos responsáveis por aquela imundície. Imundície, aliás, que é o ganha-pão de muita gente que vivem a catar algo que sirva por ali.

    Acredito mais no benefício que a arena levará para aquele moradores. Acredito também que não será o local o problema. A grande preocupação é como os cartolas remistas vão conduzir o time daqui pra frente.

    Para que a empreitada dê certo, o futebol, que é o carro-chefe, tem que seguir o rumo das vitórias. É isso que tem que ser discutido. É esse debate que a mídia deve provocar e não ficar reforçando preconceitos contra o povo do Aurá.

    1. Discordo, caro Diogo. Não há qualquer preconceito, apenas exploração natural de um tema até obrigatório. Quem enxerga na crítica bem humorada do Atorres laivos de preconceito está deixando de ver as coisas sob a ótica do humor. Questão de gosto e opinião. E que fique bem claro: o povo do Aurá não mora no lixão. O nome do depósito de lixo leva o Aurá no nome, mas não significa uma vila assentada sobre o lixo.

      1. Creio que a diretoria do remo se negou a dar o “jabá” dessa turma encabeçada pelo Sr, Gerson.

    2. O humor é onde melhor se hospeda o preconceito. Aliás, para além da conotação preconceituosa, há o fato de que a pretexto de satirizar o AK, o que se acaba fazendo é achincalhar o Clube e seus torcedores. Numa palavra, o blog se junta ao AK e aos Conselheiros, na missão depreciativa da instituição Clube do Remo.
      Mas, fazer o que? É a livre manifestação do pensamento. De aguardar, pois, como diz ditado: o bom cabrito não berra …

  2. Diogo Papao, concordo com vc. Sem pretender acabou-se por atingir os desafortunados moradores próximos ao lixão. Nem todos no Aurá são “carapirás” e alguns são por extrema necessidade. A venda do Baenão é preocupação dos remistas assim como as dividas do Paissandu devem preocupar só aos bicolores. Feito isso todos conviverão harmoniosamente. Até porque piada sem humor é pior que cerveja quente.

  3. Colegas, estava pensando nisso ontem.
    A gente acha divertido, tira sarro, sorri das charges, mas a gente não para pra pensar em como estão se sentindo os moradores do Aurá.
    O Amaro já falou que o terreno fica longe do lixão mas a gente continua tratando o bairro com certo desprezo, como se o Bairro do Aurá fosse apenas um lixão e todos os seus moradores fossem catadores de lixo ou ladrões.

    Os caras devem estar se sentindo meio humilhados.

  4. É Gerson, agora, por conta do pretenso humor, pode-se esculhambar com todo mundo. Não adianta os argumentos de tais e tais, o preconceito é sim visível em todas as críticas que cercam esse assunto.

    Mas, se serve de piada, então tá tudo bem.

    Que viva o humor!

  5. O problema não são os moradores do Aurá. Antes os de Marituba, Americano e Icoaracy também foram gozados pela relação que tiveram ao fato. Não deturpemos o óbvio, o problema nestes locais não existe, AK quer levá-lo.

  6. A minha preocupação não é o Aurá ou Marituba. O meu questionamento é a forma como esta sendo conduzido esse processo. Eu pergunto e quero que me respondam:
    1. Quem vai fazer essa estrutura de estrada? Quando?
    2. Essa arena vai comportar 24.500 torcedores, como consta na proposta do Amaro ao conselho?
    3. O CT vai ser moderno, inclusive com piscina?
    4. A construtora se garante em construir isso tudo, para depois levar o Baenão?
    5. Por que o Amaro não pagou os acordos, como faz o LOP?
    6. A torcida do Remo é de 30 mil pessoas no estádio.
    7. Por que não fazer novo acordo e pagar com o patrocinio do Governo do Estado e outros que é de 3.100.000,00 por ano?
    8. É difícil de entender que existe alguma coisa por trás, com essa imediata venda? Por que não deixa para o proximo presidente?
    9. Por que não aceitaram a proposta de 9 milhões de um empresário só pelo carrossel? Com entrada vip para os torcedores.
    10. O valor do terreno é de 54 milhões. Por que vender por 33 milões?

    1. eu fui no Twitter do Helder Barbalho e vi uma pergunta relacionado a Arena do Leão.

      perguntava se a prefeitura de ananideua pretende fazer parceria com o Clube do Remo, pois o novo estádio vai ser encontrar no mesmo?

      ele disse que sim, e que só depende do Clube do Remo e disse que ver muitas melhoria da área se a arena do Leão for lá

      1. O Luiz Antonio já disse isso aqui sobre Marituba, Anchieta. Qualquer uma dessas prefeituras toparia doar a área para o novo estádio. Mas AK está mesmo a fim de fazer negócio$$$.

  7. MInha preocupação não é com o lugar onde irá ser feito o estádio, mas sim, a maneira como os dirigentes não dirigem o Clube do Remo, qual a garantia de que com um estádio e um centro de treinamento as coisas vão melhorar para o Clube do Remo, colocam a venda do Baenão como solução de todos os problemas e esquecem que os próprios dirigentes e sua incompetência junto com seus interesses particulares que levaram o Clube a essa situação em que se encontra, e, não vejo, solução para isso.

  8. Onde quer que venha a ser a gaiola das loucas, só quem ganha são os moradores da região da Antônio Baena, isso sim…

  9. 1. Quem vai fazer essa estrutura de estrada? Quando?
    R- Se os Conselheiros se mexerem, ao invés de abandonarem o barco, como fizeram com a sede campestre, depois da saída de RR, poderão usar de suas influências, junto ao Helder, prefeito de Ananindeua e, conseguir isso, com a maior tranquilidade;
    2. Essa arena vai comportar 24.500 torcedores, como consta na proposta do Amaro ao conselho?
    R- Melhor ainda, amigo Luiz, ela terá, em princípio, 15 mil lugares, mas já estruturada para um segundo lance de arquibancada para mais 15 mil, então, futuramente ela poderá ter 30 mil . Isso aconteceu, para que o Remo aumentasse a quantidade de campos de treinos, que, na 1ª proposta, além da capacidade MÁXIMA, que seria de 24.500 torcedores, só tinha 2 campos de futebol e, agora, terá 8 campos;
    3. O CT vai ser moderno, inclusive com piscina?
    R- Imagine se vai. Me fez lembrar de um amigo meu que disse que estava hospedado em um hotel 5 estrelas, que tinha até piscina. Te dizer. rsrsr
    4. A construtora se garante em construir isso tudo, para depois levar o Baenão?
    R- É o que está, nessa segunda proposta, que é a que vai valer e será “fiscalizada” pela Justiça
    5. Por que o Amaro não pagou os acordos, como faz o LOP?
    R- Porque o Amaro, assim como todos no Remo, não tem, hoje, quase 1,5 milhão pra colocar do seu bolso no Remo, para que isso pudesse ser feito, além da dívida do Paysandu ser menor;
    6. A torcida do Remo é de 30 mil pessoas no estádio.
    R- Penso que já respondi, acima;
    7. Por que não fazer novo acordo e pagar com o patrocinio do Governo do Estado e outros que é de 3.100.000,00 por ano?
    R- Não adianta muito vc dizer quanto o Remo ganha, anualmente, se suas dívidas são mensais, então vamos falar que o Remo ganha de patrocínio, baseado no que vc diz, menos de 260 Mil Mensais e, que tinha uma folha salarial, que beirava os 300 mil. Viu como não dava?
    8. É difícil de entender que existe alguma coisa por trás, com essa imediata venda? Por que não deixa para o proximo presidente?
    R- Sinceramente, amigo, mas o Remo levou 106 anos, então veja quantos Presidentes ele teve e, não fizeram o Remo crescer, aí vem o Amaro, tem a idéia desseprojeto e ele vai dar de graça para o outro Presidente( que vc e nem eu sabemos quem vai ser) e leva a fama. Esperá lá, amigo, mas aí é muita ingenuidade, desculpe, agora é mais difícil entender, principalmente, quando não se tem opinião própria. Atente pra isso.
    9. Por que não aceitaram a proposta de 9 milhões de um empresário só pelo carrossel? Com entrada vip para os torcedores.
    R- Sinceramente, mas estou rindo até agora, primeiro dessa proposta pela parte mais valorizada do Baenão e, depois, rindo mais ainda, com essa de entrada vip. Desculpe;
    10. O valor do terreno é de 54 milhões. Por que vender por 33 milões?
    R- Então, analise comigo: Se o Remo aceitasse 9 milhões pelo Carrossel, alguem daria 47 milhões(o restante de 54 milhões), pelo pequeno terreno do Baenão, com frente única para a A. Baena?
    – Espero ter respondido todas as suas perguntas, agora vai um conselho: Quando vc ler, ver ou ouvir, alguma coisa, procure checar as informações e, principalmente, ter opinião própria. Grande abraço. E, vamos a MODERNINADE.

    1. Nem vou entrar nos detalhamentos das respostas do amigo Cláudio em defesa de Amaro Klautau. Vou apenas ao ponto principal: a dívida trabalhista, não paga por AK, não é maior mensalmente que a do Paissandu. Custa cerca de R$ 35 mil por mês. Luiz Omar fez o óbvio: consignou o débito trabalhista ao patrocínio do governo do Estado e os julgamentos do Paissandu cessaram. Amaro, ao contrário, preferiu não pagar um tostão desde que assumiu, apesar de dispor do maior patrocínio mensal que um presidente do Remo já teve para trabalhar: R$ 380 mil. O objetivo, obviamente, era deixar a bomba estourar e chegar ao ponto do fato consumado: a execução judicial do patrimônio do clube. A verdade é que essa transação foi cuidadosamente planejada há mais de dois anos e AK já concorreu à presidência do Remo exclusivamente com esse objetivo. Que esteja tendo amplo sucesso, com a ajuda de alguns ingênuos e muitos sabidos, tudo bem; só não pense que todo mundo é idiota.

      1. 380 mil por mês,amigo Gerson, dá mais de 4,5 milhões por ano e, em uma de suas colunas vc disse que o Remo arrecadava 3,1 milhões por ano, o que não chega a 260 mil. Aliás, foi na coluna: ENTRE O CEMITÉRIO E O LIXÃO.

      2. Porque aquela coluna não incluiu as atualizações feitas (noticiadas pelo Bola) pelos próprios membros da comissão especial formada na penúltima reunião do Condel. Para você ver como o dinheiro é mais do que suficiente para as necessidades de um time sem divisão e que, no ano passado, ficou oito meses sem atividades profissionais.

  10. OBS:
    Na 2ª resposta, além dos 8 campos, tem outros melhoramentos, também;
    Na 10ª resposta, entenda como entrada única, como entrada principal.
    ok?

  11. CLAUDIO: Vamos a tréplica:

    1. Quer dizer que o Amaro faz a besteira e os conselheiros, com suas influências, e que devem resolver?. É Pai d’egua!!!!. O Pai da criança é que em que resolver.

    2. Mas na proposta está 24.500, portanto o Baenão so seria entregue com o estádio completo. Que negocio é esse de 15 mil torcedores. Quem vai constrir o resto. Também os conselheiros com suas influências??

    3. A tua resposta é vazia. Ou você ainda acredita que com 18 milhões a construtora vai fazer tudo, bem bonitinho? hahahahah!

    4. Que segunda proposta? A primeira é que vale. O Amaro enganou os velinhos com essa proposta, ou seja, a primeira.. Por que mudou?

    5. Meu caro o acordo era de 50 mil reais mensais. Nada de 1,5 milhão. Não tente distorcer, porque eu conheço o processo.

    7. O Remo arrecada mais de 300 mil mensais de parocínio. Portanto daria para tirar 50 mil. Ocorre que eles intensionalmente não pagaram para que o Leilão fosse feito, já macomunado com a Leal moreira. Todos sabem. So vc é que se faz de ingênuo.

    8. A sua resposta é furada. Se ele não tivesse interesse não estaria se expondo da maneira que está. Tanto que o Frade chamou de veado o pretendente ao carrossel. Inclusive deveria levar um processo.

    9. Mas a venda não é por causa da dívida? A divida estaria sanada e o Remo continuaria com seu estádio e mais um milhão para gastar. A notícia saiu nos jornais.

    10. O Remo continuaria com o estádio, já que o carrocel não está servindo para nada.

    Eu também te faço uma observação: Quando se analisa um fato, devemos ser imparciais, coisa que o amigo não sabe ser quando se trata de Giba e Amaro.
    Desculpe minha revolta.
    OBS; Já li neste blog, que foram oferecidos dois terrenos por 200 mil e 400 mil e não deram a mínima. Por quê? Em marituba você encontra por 500 mil, na beira da estrada, com 250 .000m2.

Deixe uma resposta