Clube dos 13 propõe uma nova loteria esportiva

O Clube dos 13 iniciou mais uma negociação com a Caixa Econômica na tentativa de gerar novas receitas. Quer criar uma modalidade pela qual os torcedores possam fazer apostas com valores baixos referentes a lances que ocorrem nas partidas, como qual time ou jogador vai fazer o primeiro gol. Os palpites poderiam ser dados pelo telefone. Apostas nos resultados das partidas estão descartadas. Ao contrário da Timemania, que não decolou, o dinheiro não seria usado para quitar dívidas dos clubes com a União. Se o acordo der certo, cada time poderá gastar o dinheiro como quiser. Além da negociação com a Caixa, o C-13 estuda uma série de ações em busca de recursos para seus associados. A iniciativa ocorre ao mesmo tempo em que a entidade é duramente criticada pela oposição justamente por atuar pouco. (Com informações de Ricardo Perrone)

21 comentários em “Clube dos 13 propõe uma nova loteria esportiva

  1. O governo tentou com a TIMEMANIA receber dos clubes o que a “viuva” tinha direito.
    Do C-13, todo cuidado é pouco. Não haverá favores a outros que não pertençam a confraria.

    Curtir

  2. “Se tudo der certo, os clubes vão poder gastar como quiserem”. Eis a chave do mais novo ardil do C-13 para tungar dinheiro de incautos.

    Curtir

  3. Sei que nada tem a ver com o post, mas esta notícia acabou de vazar:

    10/09/2010 – 15h03
    Quase 30 milhões entraram na classe média durante governo Lula
    Publicidade
    DE SÃO PAULO
    DA AGÊNCIA BRASIL

    Lula e Dilma estão sendo acusados de mais esta quebra de sigilo!…rs.

    Curtir

  4. A propósito, Gerson, me permita participar também desta mudança de assunto, para postar um fragmento de um extenso artigo do insuspeito Lúcio Flávio Pinto, extraído do Jornal Pessoal nº 471 (2ª quinzena de agosto), que vendo esta “mudança de classe” de um modo todo peculiar, identifica na mesma uma enorme superficialidade. Aí vai:

    (…)

    “O grande lance de Lula foi exatamente dar densidade às criações sociais que os tucanos lançaram como decoração, como aplique nas suas fantasias empavonadas. Cinqüenta milhões de brasileiros são clientes desse benefício, que, como o próprio nome diz, é compensatório, remediador, paliativo. Não projeta estas pessoas, não lhes dá condições para o futuro, não as tornam espinhas dorsais do progresso brasileiro. A lamentável situação da educação, da saúde e da segurança é uma advertência de que não se trata, ao contrário do que diz o catecismo, de desenvolvimento sustentável.

    “Os brasileiros estão felizes, compram como nunca, constroem como nunca, andam sobre quatro (ou duas) rodas como nunca, têm imóveis como nunca. Papai Lula abriu-lhes o cofre, mas abriu-lhes uma estreita passagem apenas de um lado do erário. Do outro lado, há larga avenida para banqueiros e empresários, para investidores da bolsa, para tomadores de papéis oficiais, que lucram – como nunca, nem sob FHC, seu par – em bilhões e bilhões de reais, para companehiros e aderentes, para a “nova classe” trabalhadora, reprodução da “velha classe” elitista e não sua contrafação, como devia – e se dizia – ser.

    “Tudo isso não à base de poupança real, dinheiro ou ativos em geral acumulados para permitir investimentos, mas de crédito, de endividamento, como – de fato – nunca antes. Um terço do PIB é crédito, aos juros mais altos da face da terra. Tão altos que podem ser reduzidos sem perder sua excepcionalidade (…)”

    Curtir

  5. Meus amigos, dizem que muitos teem no café da manhã além de frutas o puro suco, complteto na concepção da palavra. Tudo bem, bonito e agradável, mas não comentam das inumeras diarréias que os mesmos são acometidos por conta deste excesso.

    O exposto está em sentido figurado, portanto não me venham falar em alta de consumo e poder aquisitivo.

    Curtir

  6. Berlli. Se isso fosse verdade, também poderia ser considerado busca pelo equilibrio na distribuição de renda! Alguns da alta também devem abrir mão da usura, em benefícios dos de baixo.

    Curtir

  7. Dizem que a formulação do novo projeto lotérico do C-13 recebeu assessoria dos atuais e probos gestores públicos do Amapá! São orientações de como desviar recursos captados junto ao público.

    Felizmente a PF e a CGU estão agindo por lá! Agora, no vizinho Estado, a campanha do Camilo Capiberibe pode deslanchar!

    Curtir

  8. Dos três, creio que o melhor cotado é o Zé Augusto, cuja torcida tradicionalmente comparece ao chamado às urnas. E a julgar pela receptividade que tem obtido junto à torcida na comemoração dos gols (mesmo daqueles para os quais nem remotamente participou da jogada), ainda que não se eleja, ele vai obter muitos votos. De aguardar para ver se se confirma.

    Curtir

  9. Aproveito a coletânea das postagens para registrar a decepção dos radicais cubanos e o desencanto dos romanticos revolucionários ao redor do mundo quando ouvioram do comandante Fidel Castro a afirmação : o modelo cubano não pode mais ser exportado porque não funciona nem para nós ” .
    Hiroito, imperador japones, quando publicamente negou sua origem divina, houve harakiri geral e o sol não se pôs para os filhos do nascente.

    Curtir

  10. As vivandeiras de quartel não cansam nunca. Ter posição de esquerda não significa, necessariamente, defender o modelo cubano. Eu pelo menos nunca o defendi. Não esqueçam dos trotskistas!
    E não se precipitem. O velinho já disse que estão “interpretando” erradamente suas palavras – claro, nem poderia ser diferente.

    Curtir

  11. Certamente neste quadro não estão incluídos os políticos, principalmente do PT, por sinal os mais promissores.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s