Cartilha de Dunga divide jogadores

Alguns dos jogadores da Seleção Brasileira não concordaram com o regime severo da concentração que Dunga implantará durante os 53 dias de preparação e disputa da Copa do Mundo. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, alguns atletas não aceitam “pagar o preço” por conta dos erros da badalada preparação durante o Mundial de 2006, na Alemanha. Segundo o periódico, um dos astros da Seleção teria ironizado ao responder a uma pergunta sobre a cidade preferida do grupo para receber o time verde-amarelo, dizendo que não faria diferença pois os atletas não sairiam do hotel. A cartilha de linha dura de Dunga e do auxiliar Jorginho, cita O Estado de S. Paulo, permitiria acesso controlado até mesmo de familiares dos jogadores, embora o treinador aprove o contato com pessoas mais próximas. Em 2007, na Copa América, o ex-volante capitão do tetra manteve a concentração intacta e venceu a Argentina na decisão do título continental. Cinco anos antes, entretanto, Luiz Felipe Scolari implementou um regime mais light e deixou a Copa de 2002 com o penta. (Do portal Terra)

Deixe uma resposta