Dieguito em meio a fogo cruzado

A guerra entre Carlos Bilardo, supervisor técnico da seleção argentina, e Mancuso, auxiliar de Maradona na comissão técnica, está oficialmente declarada. Segundo o diário Olé, Maradona banca o amigo, que já tentou deixar o cargo pelo menos uma vez. Julio Grondona, presidente da AFA, respalda Bilardo, “Narigón”, apesar de sua ameaça de detonar Mancuso, em entrevista de rádio. O desgaste se estendeu por toda a fase das eliminatórias sul-americanas e acabou esquecido, temporariamente, diante da dramática classificação obtida no estádio Centenário, em Montevidéu. Maradona fica entre os dois lados, ora se aproximando de Bilardo, ora ouvindo a Mancuso, mas é inegável que se sente mais à vontade com o ex-jogador, que já afirmou que “temos muitos problemas com ele (Bilardo)”, dando a entender que Maradona compartilha da mesma opinião. Tempos difíceis para a Argentina, que já saltou uma fogueira para chegar à Copa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s