Política de contratações

Outro forte sinal da fase auspiciosa vivido pelo Remo no plano financeiro: a diretoria não pára de contratar funcionários para áreas executivas.

Na sede social, já estão trabalhando vários remanescentes da administração Duciomar Costa, atingidos por demissões recentes.

Há, inclusive, um ex-secretário municipal que teria sido contratado a peso de ouro pelo clube, com salários na faixa de R$ 8 mil.

Detalhe: referido profissional, gabaritado na área contábil e financeira, não entende lhufas de um clube de futebol

Além dele, mais pessoas oriundas da administração municipal. O preocupante é que a PMB não chega a ser referência administrativa – a não ser por má gestão.

No Evandro Almeida, muitas outras aquisições no setor administrativo, perfazendo incremento de mais de R$ 14 mil na folha salarial dos funcionários.

O futebol, mero detalhe, não recebeu qualquer reforço.     

Deixe uma resposta