Remo define Gerson Gusmão como o substituto de Bonamigo

Nem Hélio dos Anjos, nem Eduardo Bapista. O técnico Gerson Gusmão (foto), 48 anos, será o novo comandante do Remo para a sequência da Série C. Gaúcho de Novo Hamburgo, ele foi contatado pela direção do clube após a demissão de Paulo Bonamigo, domingo, em função da derrota para o Altos-PI. Gusmão dirigia o Botafogo-PB, quarto lugar da Série C do Brasileiro, e concorrente direto do Remo (9º) na competição. O anúncio oficial deve acontecer nesta terça-feira (21).

Segundo fontes do clube, outros nomes chegaram a ser sondados antes da definição por Gusmão. Questões salariais ajudaram na escolha. Além dele, All Aal, Waguinho Dias e Luizinho Lopes foram especulados. Em contato com a produção do DOL, o técnico confirmou a conversa com os azulinos. “Sim, teve um contato com os meus representantes”, disse.

A questão envolvendo a multa rescisória do treinador com o Botafogo paraibano retardaram as negociações com o Remo. A diretoria do Belo exigia o pagamento de indenização pelo rompimento do contrato (que ia até dezembro de 2022).

Gusmão estava no Botafogo desde 2021. Dirigiu o time em 69 jogos (com 30 vitórias). Na atual temporada, conquistou 16 vitórias, 10 empates e nove derrotas em 35 confrontos. Antes, passou por Operário Ferroviário-PR, onde foi bicampeão brasileiro (Série D, em 2017, e Série C, em 2018), além de Novo Hamburgo-RS, Caxias-RS e Chapecoense-SC. (Com informações do DOL e caderno Bola)

Deixe uma resposta