Exibição de “Velhos Baionaras II” é prestigiada pelo prefeito de Belém

O prefeito de Belém, Edmilson Rodrigues, participou na noite desta segunda-feira, 21, do lançamento do documentário “Velhos Baionaras II”, realizado no Cine Líbero Luxardo, na Fundação Cultural do Tancredo Neves (Centur). O filme mostra a identidade cultural do município de Baião, cidade a 204 quilômetros da capital Belém e uma das mais antigas do Estado. A obra busca inventariar aspectos da história e da memória do povo baionense, com destaque para rezadeiras e mestres de bois.

“Tive a oportunidade de conhecer o Pará. É muito rica a cultura de Baião, a fotografia e a trilha sonora do filme são excelentes. Podemos fazer essa ponte com a nossa Secretaria Municipal de Educação para pensar em fazer uma edição e ser divulgado em escolas de Belém”, comentou o prefeito Edmilson Rodrigues. 

O lançamento da obra contou com duas sessões, uma às 19h, e outra às 20h30, exibidas no Cine Líbero Luxardo. O documentário possui mais de 60 minutos. “O que moveu esse trabalho foi a vontade de revelar a cultura de Baião. Reunimos uma equipe, onde lançamos um olhar para essa cultura de resistência, do quilombos e dos povos da floresta”, explica o diretor do filme, Dario Jaime Souza (foto).

A obra é, de certa forma, a continuação do espetáculo teatral “Contadores Aluados e sua Carroça de Estrelas”, de 2011, e do documentário “Velhos Baionaras, Tesouros Vivos”.

“É para o povo de Baião. Um trabalho que começou lá em 2010, num trabalho de ressignificação da cultura popular. Tentamos encontrar a raiz dessa identidade e trazer essa memória”, disse o produtor Stéfano Paixão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s